Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Brent perde 1% com Rússia e Arábia Saudita indicando aumento de produção

Ações14.06.2018 17:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Brent perde 1% com Russia e Arábia Saudita indicando aumento de produção

Investing.com - Os preços do petróleo fecharam com leve alta nesta quinta-feira em meio à volatilidade dos comentários de representantes da Opep e da Rússia antes da reunião do cartel na próxima semana.

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o contrato futuro do WTI para entrega em julho subiu US$ 0,25, para fechar na máxima de duas semanas a US$ 66,89 por barril, enquanto na Bolsa Intercontinental de Londres, o Brent cedeu 1,1% e encerrou a sessão negociado a US$ 75,92 o barril.

O movimento distinto nos dois benchmarks globais reduz o spread que tem persistido no mercado nas últimas semanas, alimentado as exportações norte-americanas e as operações de arbitragem.

Depois de uma manhã positiva com as cotações encostando nos US$ 77/barril, o Brent apagou os ganhos com os comentários da Rússia e Arábia Saudita de que a reunião da Opep deverá confirmar um aumento na produção global.

O ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Khalid Al Falih, disse que "é inevitável" que o cartel e seus aliados concordem em aumentar a produção de petróleo na próxima semana, segundo a Bloomberg, e que essa elevação seria razoável e não seria nada "estranho".

O ministro de Energia russo, Alexander Novak, disse, após conversas com o ministro de Energia saudita, Khalid al-Falih, que as duas nações apoiam, "a princípio", a saída gradual do acordo.

"No geral, nós apoiamos isso... Mas os detalhes nós discutiremos com os ministros em uma semana", disse ele a repórteres, acrescentando que uma opção envolveria aumentar paulatinamente a produção em 1,5 milhão bpd, possivelmente começando em 1º de julho.

O possível – quase provável – aumento de produção global reacende os receios de que o reequilíbrio do mercado possa não ser atingido, com a crescente oferta superando a demanda, provocando aumento dos estoques e pressão sobre os preços.

Os dois países gigantes do petróleo global fazem um movimento de aumento na produção em um volume semelhante àquele que se espera de corte com o retorno das sanções norte-americanas ao Irã e o sucateamento da PDVSA, que vê a extração cair seguidamente.

Fora do acordo, os produtores dos EUA seguem batendo recorde de extração com cerca de 10,9 milhões de barris/dia, quase 15% acima dos 9,14 milhões de barris/dia no começo de 2017, quando o pacto da Opep teve início.

Ontem, contudo, o país indicou uma demanda fortalecida com a queda de 4,153 milhões de barris nos estoques da semana encerrada em 8 de junho, bem acima das expectativas para uma queda de 1,440 milhões de barris, de acordo com dados da Energy Information Administration (EIA).

As importações de petróleo dos EUA caíram 247 mil barris por dia (bpd) na semana passada para 8,1 milhões de barris por dia (bpd), enquanto as exportações subiram 300 mil bpd. As refinarias ampliaram em 3% o volume de petróleo processado e a demanda mostrou força com o recuo nos estoques de produtos.

Os estoques de gasolina recuaram 2,271 milhões de barris na semana passada, contrariando as expectativas de um aumento de 0,443 milhão de barris, enquanto os estoques de destilados – que inclui diesel e óleo de aquecimento – recuou 2,101 milhões de barris, superando as previsões de um aumento de 0,200 milhão de barris.

Com Reuters

Brent perde 1% com Rússia e Arábia Saudita indicando aumento de produção
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail