⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

Dólar e Ibovespa hoje: o que esperar dos negócios na B3 nesta quinta

Publicado 18.04.2024, 09:11
© Reuters
USD/BRL
-
DX
-
BVSP
-
BVSPUSD
-

Investing.com – Em meio à temporada de balanços americana, a expectativa desta quinta é pelos dados financeiros da gigante de streaming Netflix (NASDAQ:NFLX), dando largada para indicadores de empresas de tecnologia de grande porte, as chamadas big techs. Falas de dirigentes do Federal Reserve dos Estados Unidos e inflação ao consumidor no Japão também estão no radar. Enquanto isso, o mercado de criptomoedas aguarda pelo halving do Bitcoin desta semana.

Os investidores brasileiros repercutem falas do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que apontam possíveis implicações de um cenário incerto externo e diminuição da confiança na âncora fiscal: uma diminuição menor na taxa de juros Selic. Segundo o presidente do BC, menor confiança na credibilidade da âncora fiscal prejudica a âncora monetária, em meio e um momento delicado em relação às perspectivas nos Estados Unidos, que enfrenta uma inflação mais quente do que o esperado e pode precisar ficar com juros elevados por mais tempo. A fala “foi interpretada como mais restritiva pelo mercado”, apontou a XP Investimentos (BVMF:XPBR31). “O presidente do Banco Central discursou sobre uma maior probabilidade de desaceleração no ciclo de cortes da Selic já na próxima reunião do Copom em maio (e não junho, como precificado pelo mercado)”, completou.

Enquanto isso, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que a estabilização da dívida pública é a meta mais importante do governo, pois poderia ajudar a melhorar da nota de crédito brasileira. O cenário fiscal segue em foco e, mais uma vez, o indicativo não é favorável, avalia a Ativa Investimentos. “Dessa vez, a CCJ do Senado aprovou uma PEC que recria o Quinquênio. De acordo com o texto, seriam adicionados 5% ao salário de juízes e procuradores a cada 5 anos, com um teto de 35%. Segundo estimativas, o impacto fiscal da medida seria de R$ 42 bilhões por ano”, detalha.

Às 9h08 (de Brasília), Nasdaq 100 Futuros subia 0,33%, S&P 500 Futuros ganhava 0,26% e o Dow Jones Futuros apresentava variação positiva de 0,25%. O Ibovespa Futuros subia 0,29% e o dólar hoje recuava 0,08%, a R$5,2413.

O Petróleo WTI Futuros, referência nos Estados Unidos, caía 0,67%, a US$82,14, e o Petróleo Brent Futuros registrava queda de 0,70% a US$86,68.

As ADRs da Vale (NYSE:VALE) subiam 0,76% na pré-abertura, a US$11,94, e as da Petrobras (NYSE:PBR) estavam em baixa de 0,29%, a US$15,63.

Notícias do dia

Dívida — A dívida pública bruta brasileira deve avançar para 86,7% em 2024, de 84,7% do PIB em 2023, estima o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Selic — O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou ontem que se o cenário de incerteza elevada continuar, pode levar a uma diminuição no ritmo de cortes na taxa de juros básica da economia brasileira, a Selic.

Câmbio — Campos Neto disse ainda que, como o país possui uma taxa de câmbio flutuante, a autoridade monetária só vai intervir no dólar em casos de disfuncionalidades.

Agenda do dia

Roberto Campos Neto — Reuniões com Jean Lemierre, Chair do BNP Paribas (EPA:BNPP), com Fatih Karahan, Presidente do Banco Central da Turquia. Participa da Reunião de Ministros das Finanças e de Presidentes de Bancos Centrais do G20, em Washington, D.C. (EUA). Reuniões do Fundo Monetário Internacional (FMI), jantar de trabalho para Presidentes de Bancos Centrais do Economic Consultative Committee (ECC), do Banco de Compensações Internacionais (BIS).

Luiz Inácio Lula da Silva — Reuniões com o secretário especial para assuntos jurídicos da Casa Civil, Wellington César Lima, com o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Marcelo Freixo, e encontro do Conselho Nacional de Política Indigenista (CNPI).

Fernando Haddad — G20 Ministerial, coletiva e reuniões com Senador Bernie Sanders, com Lan Fo'an, Ministro de Finanças da China.

Notícias corporativas

Petrobras (BVMF:PETR4) — Dividendos não fariam parte pauta do conselho da estatal, segundo a Reuters, e apenas devem ser debatidos na assembleia de acionistas. A companhia anunciou que vai trabalhar em cooperação com a Ecopetrol para desenvolvimento de hidrogênio verde e aprovou a retomada de fábrica de fertilizantes Araucária Nitrogenados (Ansa), no Paraná, além da cessão da totalidade de sua fatia nos campos de Cherne e Bagre, na Bacia de Campos, para a Perenco.

Vale (BVMF:VALE3) — O Superior Tribunal de Justiça (STJ) ajustou a indenização da Vale por morte na barragem Córrego do Feijão em Brumadinho (MG).

Oi (BVMF:OIBR3) — Em recuperação judicial, a operadora de telecomunicações suspendeu a assembleia de credores até quinta-feira.

Biomm (BVMF:BIOM3) — As ações dispararam 38% na bolsa de valores ontem após acordo relacionado a similar do Ozempic no Brasil.

Tim (BVMF:TIMS3) — A Tim passou a disponibilizar 5G em mais 57 cidades no Brasil, totalizando 266 municípios com ativação.

Sabesp (BVMF:SBSP3) — A Câmara de São Paulo aprovou em primeiro turno a adesão da cidade à privatização, com 36 votos favoráveis e 18 contrários. Enquanto isso, o governo paulista determinou o prazo de lockup para investidor estratégico até o final de 2029.

Raizen (BVMF:RAIZ4) — A companhia vai investir US$600 milhões nos próximos quatro anos para renovar sua refinaria na Argentina, conforme o Ministério das Relações Exteriores argentino.

Taesa (BVMF:TAEE11) — A empresa de energia captou R$ 1,3 bilhão por meio de emissão de debêntures, em duas séries.

**

Precisa de ajuda para navegar nos mercados? InvestingPro é para você!

Seja você busca conquistar orientações sobre investimentos ou procura por ferramentas que permitam escolher as ações corretas do Ibovespa por conta própria, o InvestingPro tem algo a oferecer.

Você encontrará estratégias de IA, indicadores exclusivos, dados financeiros históricos, notícias profissionais e muitos outros serviços para sempre manter uma vantagem nos mercados e saber quais ações comprar e quais evitar.

E os leitores de nossos artigos têm por tempo limitado um desconto especial nas assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos, graças ao código promocional INVESTIR a ser inserido na página de pagamento.

Inscreva-se agora! E não esqueça o código promocional "INVESTIR", válido para assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos!

Veja como aplicar o cupom no vídeo abaixo:

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.