😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Nômades digitais e trabalho híbrido dominam América Latina em 2022

Publicado 02.02.2022, 13:06
Atualizado 02.02.2022, 13:41
© Reuters.  Nômades digitais e trabalho híbrido dominam América Latina em 2022

Os trabalhadores nômades e o modelo híbrido dominarão a América Latina em 2022, pois as empresas da região se mostraram flexíveis a esquemas que não sejam presenciais, concluiu um estudo do Page Group.

Pelo menos 20% dos pesquisados na América Latina continuam trabalhando exclusivamente em casa, mas o número daqueles que retornaram ao modelo presencial já representa 37,5%.

Segundo o relatório, “o Brasil lidera a lista, sendo o país com maior percentual de funcionários em regime presencial, embora de forma escalonada”.

Assim, no país, 44,3% garantiram estar trabalhando na modalidade híbrida, segundo o Estudo de Perspectivas Latam 2022.

Por outro lado, 40% das organizações afirmam manter o modelo híbrido em 2022, influenciadas pelo incentivo à interação entre as equipes (46,1%), seguido pela produtividade (33,7%), “critério muito mencionado entre os entrevistados no México”, segundo o relatório.

O Page Group indica que “um dos benefícios que o modelo híbrido traz é a possibilidade de viajar pelo mundo sem interromper o trabalho. Isso é o que se chama “nômade digital”, conceito em alta nos últimos anos e principalmente neste contexto em que o local de trabalho se tornou mais flexível”.

Nesse sentido, o relatório ressalta que 44% das organizações da América Latina contam com funcionários que trabalham em um país diferente daquele em que a sede está instalada, destacando o percentual especialmente alto da Colômbia (57,6%).

“A abertura das organizações a modelos diferentes do presencial é facilmente perceptível ao observar as respostas”, enfatiza o Page Group, que detalha que “em nenhum dos países a recusa ultrapassa os 30%, e o Peru é o país em que se nota a maior abertura a este tipo de opção, com 52,4% das respostas afirmativas”.

Alguns dos setores que poderiam estar mais abertos ao trabalho remoto são o setor bancário, financeiro, de crédito e seguros, com 62% de respostas positivas, seguido de marketing (50,1%); tecnologia, negócios digitais, aplicativos móveis (50%), entre outros.

Mudança nas dinâmicas de trabalho

Embora a maioria dos latino-americanos entrevistados pelo Page Group não esteja procurando ativamente outro emprego, 53,3% estão abertos a ofertas, desafiando as empresas a fornecer novas dinâmicas e benefícios para reter talentos.

“Atualmente o compromisso (dos funcionários) com as organizações das quais fazem parte é relativo” e vários dos que estão abertos a ofertas têm “a necessidade de continuar crescendo profissionalmente em outros ambientes de trabalho, por razões salariais ou não”, diz.

De acordo com o relatório, que inclui as respostas de quase 3 mil funcionários de diferentes empresas e setores em sete países da América Latina, a principal estratégia que as empresas implementam para reter talentos é a remuneração competitiva (43,1%).

Além dessa estratégia, as empresas apelam para oportunidades de aprendizado e desenvolvimento (40,3%), além de acordos de trabalho flexível (22,7%), que “se tornaram um benefício altamente valorizado desde a pandemia em toda a América Latina”.

Especificamente na Colômbia, os benefícios que as empresas planejam implementar nos próximos 12 meses são bônus (59%), horário flexível (55,7%), política de trabalho remoto (49,2%); e plano de saúde (47,5%). Outros incentivos são treinamento, seguros, carro da empresa e cartão corporativo.

A pesquisa do Page Group foi realizada com base em informações coletadas na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Panamá e Peru em negócios com faturamento entre US$ 100 milhões e mais de US$ 1 bilhão.

--Esta notícia foi traduzida por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Ver mais em Bloomberg Línea Brasil

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.