Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Sindicato UAW inicia tentativa de organizar Tesla e "todo o setor automotivo não sindicalizado" dos EUA

Publicado 29.11.2023 19:55 Atualizado 29.11.2023 20:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Shawn Fain, presidente do sindicato United Auto Workers (UAW), em Michigan, nos EUA 26/9/2023 REUTERS/Evelyn Hockstein/Arquivo
 
BMWYY
+0,98%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
7211
+0,64%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
7261
+3,38%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
7267
+3,01%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
7269
+2,04%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
6504
+1,84%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - O sindicato dos trabalhadores da indústria automotiva dos Estados Unidos (UAW) disse nesta quarta-feira que está começando sua primeira operação para organizar publicamente todo o setor não sindicalizado do país, após conseguir novos acordos com as três grandes montadoras de Detroit.

O UAW, sediado em Detroit, afirmou que trabalhadores em 13 montadoras não sindicalizadas estavam anunciando campanhas ao redor do país para aderir ao sindicato, incluindo na Tesla (NASDAQ:TSLA), Toyota, Volkswagen (ETR:VOWG), Hyundai, Rivian (NASDAQ:RIVN), Nissan, BMW e Mercedes-Benz.

Essas fabricantes empregam quase 150.000 trabalhadores em suas fábricas norte-americanas, mais ou menos o mesmo que as Três Grandes de Detroit, com as quais o UAW acabou de assinar novos acordos trabalhistas, disse o sindicato.

"A todos os funcionários da indústria automotiva trabalhando sem os benefícios de um sindicato, agora é a vez de vocês", disse o presidente do UAW, Shawn Fain, em um vídeo publicado em um site que convoca os trabalhadores a assinarem cartões eletrônicos buscando representação sindical.

"O dinheiro existe. O momento é este", acrescentou. "Vocês não têm que se preocupar em como pagarão o aluguel ou alimentarão sua família enquanto as empresas faturam bilhões. Existe a possibilidade de uma vida melhor".

Os acordos do UAW com General Motors (NYSE:GM), Ford (NYSE:F) Motor e Stellantis (NYSE:STLA) incluíram um aumento na base salarial de 25% até 2028, um corte do tempo necessário para atingir o maior patamar salarial de oito para três anos, aumento de pagamentos para funcionários temporários de 150% e uma transição para se tornarem funcionários permanentes.

Outras montadoras sob a mira do sindicato incluem Honda (TYO:7267), Subaru, Mazda, Lucid e Volvo Cars.

Um porta-voz da Subaru disse que a montadora japonesa "consistentemente demonstrou um compromisso em fazer a coisa certa para os seus associados de maneira proativa".

Representantes de Toyota, Rivian e Volkswagen se recusaram a comentar e outras montadoras não foram encontradas em um primeiro momento.

O presidente norte-americano, Joe Biden, apoiou este mês a tentativa do UAW de sindicalizar outras montadoras. "Eu quero esse tipo de contrato para todos os trabalhadores da indústria automotiva e tenho a sensação de que o sindicato tem um plano para isso", disse ele em um evento com Fain.

O novo site do sindicato ecoa as críticas do grupo contra as Três Grandes de Detroit durante as negociações de contrato, incluindo menções a lucros corporativos e salários dos CEOs.

O site pede que os trabalhadores da Tesla se juntem ao sindicato, dizendo que o CEO "Elon Musk é o homem mais rico do mundo, com patrimônio de 230 bilhões de dólares. A produção dos EUA mais do que duplicou desde 2020, as vendas da Tesla estão bombando. A questão é: os trabalhadores da Tesla receberão a parcela que merecem?".

(Reportagem de David Shepardson em Washington)

Sindicato UAW inicia tentativa de organizar Tesla e "todo o setor automotivo não sindicalizado" dos EUA
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail