Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Vale cogita voltar a pagar dividendos à acionistas; papéis têm leve alta

Publicado 03.07.2020, 15:28
Atualizado 03.07.2020, 15:30
© Reuters.

Por Gabriel Codas

Investing.com - Na parte da tarde desta sexta-feira as ações da mineradora Vale (SA:VALE3) operam com leve valorização, depois do CFO da companhia, Luciano Siani, afirmar que a companhia se encontra apta para retomar a política de pagamento de dividendos a investidores e, para tanto, depende apenas da redução de incertezas relacionadas à pandemia do coronavírus

Com isso, por volta das 15h35, os ativos tinham ganhos de 0,16% a R$ 55,58.

Durante participação em live promovida pela XP Investimentos, ele afirmou que as incertezas dependem do comportamento da China, destino da maior parte das exportações da Vale.

Caso a política de dividendos não seja retomada, a Vale completará em setembro dois anos sem distribuição dos pagamentos. A política foi suspensa após a queda da barragem de rejeitos de Brumadinho (MG).

BTG

Na terça-feira, os analistas do BTG Pactual (SA:BPAC11) afirmaram ter saído "encorajados" de conversas com executivos da Vale na semana passada, incluindo o presidente da mineradora, Eduardo Bartolomeo, e acrescentaram que consideraram bastante construtivas as mensagens da companhia em frentes como estabilidade operacional e crescimento, além de retomada de dividendos.

Em relatório a clientes na noite de segunda-feira, Leonardo Correa e Caio Greiner afirmaram ser inegável que a principal preocupação dos investidores envolve a retomada dos volumes da Vale no segundo semestre, mas ressaltaram que a empresa parece bastante otimista sobre a possibilidade de alcançar ao menos o piso da meta de produção de minério de ferro, que é de entre 310 milhões e 330 milhões de toneladas em 2020.

"Além disso, devemos esperar uma forte história de crescimento no segundo semestre de 2020, que deve reduzir o risco ('de-risk') do case e recuperar o apetite do investidor."

Sobre dividendos, os analistas afirmaram que saíram das conversas com a impressão de que existe uma alta probabilidade de retomada em 2020, embora tenham ponderado que os executivos não forneceram orientações específicas sobre um cronograma.

"Nossa sensação é de que agora os dividendos são apenas uma questão de se ter um pouco mais de clareza sobre a evolução da Covid e de concluir o repagamento de crédito rotativo sacadas no início do ano", afirmaram, projetando que a antiga política poderia ser retomada no terceiro trimestre deste ano.

A Vale suspendeu a distribuição de dividendos aos acionistas na sequência do rompimento de uma barragem da companhia em Brumadinho (MG) em janeiro passado, um desastre que deixou centenas de mortos.

Procurada, a Vale não comentou de imediato o relatório do BTG e as falas dos analistas sobre os dividendos.

A empresa disse em apresentação no início de maio que estava "no caminho certo para retomar" a política de dividendos, mas não citou quando isso poderia ocorrer.

Os analistas do BTG reiteraram recomendação de compra para as ações da Vale, citando que seguem como "top pick". Eles têm preço-alvo de 14 dólares para os ADRs da Vale, que acumulam queda de 22,65% em 2020, tendo fechado a 10,21 dólares na véspera.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.