Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

3 ações/BDRs para diversificar além das 7 Magníficas em 2024

Publicado 04.01.2024, 12:40
Atualizado 07.04.2022, 05:55

O ano de 2024 começa com a tendência de reversão do ciclo de alta dos juros pelo Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). Os juros futuros já embutem essa possibilidade, com uma chance de 64% de um corte na taxa em março, seguido por cortes certos ao longo do ano.

Ao mesmo tempo, os sinais de recessão ainda estão presentes. O Fed de Nova York estima a probabilidade de recessão nos EUA pelo spread do tesouro em 51,8%. Os cortes nos juros podem evitar ou suavizar o efeito da recessão, dependendo do comportamento da inflação.

Por outro lado, as empresas estão aproveitando os custos de empréstimos menores, o acesso mais fácil ao capital e as avaliações de ações elevadas. Em um ciclo virtuoso, juros mais baixos estimulam o consumo, melhorando ainda mais os resultados das empresas.

Nesse cenário macroeconômico, os investidores costumam optar por ações blue chip consolidadas para se protegerem dos riscos. As “7 Magníficas” já captaram mais de US$ 11 trilhões em capital, tornando-os mais difíceis de serem afetados. Essas blue chips menores são boas alternativas de diversificação para 2024.

Visa, Inc.

Quando se fala em redução de riscos com blue chips, a Visa Inc (NYSE:V) é a principal escolha. Dividindo um duopólio de pagamentos globais com a Mastercard Inc (NYSE:MA), a Visa aumentou seu lucro líquido em 11% em 2023, para US$ 8,6 bilhões no quarto trimestre fiscal. No ano, as ações da V subiram 24% contra 21,5% da MA.

No último balanço do quarto trimestre de 2023, a processadora global de pagamentos também teve crescimento de dois dígitos em áreas-chave.

O volume total de pagamentos transfronteiriços da Visa cresceu 20%, com 10% mais transações ano a ano. A rentabilidade da Visa subiu 18% anualmente, com US$ 8,28 de lucro por ação (LPA) segundo os Princípios Contábeis Geralmente Aceitos (GAAP).

Os acionistas da Visa também contam com o generoso programa de recompra de ações da empresa, que reduz a diluição do valor em um cenário de recessão potencial. Em 2023 (doze meses até setembro), a Visa recomprou US$ 12,4 bilhões em ações V a um preço médio de US$ 222,98.

Considerando esses fatores, 31 análises de analistas compiladas pela Nasdaq classificam as ações da V como uma “compra forte”. O preço-alvo médio da V é de US$ 281,94 contra o atual US$ 258. A estimativa mais alta é de US$ 305 contra a previsão mais baixa de US$ 243 por ação.

Advanced Micro Devices, Inc.

A Advanced Micro Devices Inc (NASDAQ:AMD) é a principal concorrente da Nvidia (NASDAQ:NVDA) e da Intel (NASDAQ:INTC) no mercado de chips. Enquanto a Nvidia se destacou como fornecedora de soluções para inteligência artificial, a AMD vem ampliando sua vantagem competitiva.

No terceiro trimestre de 2023, a AMD aumentou sua fatia no mercado de PCs desktop em 5,8 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa também registrou crescimento nas vendas de seus chips para notebooks e servidores, em 3,8 e 5,8 pontos percentuais, respectivamente.

Segundo a Mercury Research, a AMD detém 19,2% do mercado de unidades de desktop. Em termos de receita, a participação da AMD em todos os segmentos é de 16,9%. No último balanço trimestral, a AMD reportou um aumento de 4% na receita anual, com um lucro líquido de US$ 299 milhões, comparado a US$ 66 milhões no mesmo trimestre de 2022.

Com preços competitivos, a AMD teve um crescimento de 21% na receita trimestral, impulsionado principalmente pelos processadores AMD EPYC de 4ª geração. A linha Ryzen continua sendo o carro-chefe da empresa, com um aumento de 42% na receita anual no segmento de processadores móveis.

Os processadores EPYC da AMD também estão ganhando espaço na computação em nuvem, sendo adotados por plataformas como AWS (NASDAQ:AMZN), Azure da Microsoft (NASDAQ:MSFT) e Oracle (NYSE:ORCL). Com uma proposta de valor mais atrativa, a AMD é uma opção favorável para os consumidores em um cenário de recessão.

Com base nesses fatores, 32 análises de analistas compiladas pela Nasdaq classificam as ações da AMD como uma “compra forte”. O preço-alvo médio da AMD é de US$ 133,19, contra o atual US$ 139. A estimativa mais otimista é de US$ 170, enquanto a mais pessimista é de US$ 98 por ação.

Thermo Fisher Scientific, Inc.

A Thermo Fisher Scientific Inc (NYSE:TMO) é uma empresa que fornece equipamentos científicos, testes diagnósticos, insumos de laboratório e software de análise para o desenvolvimento de medicamentos.

Em outras palavras, a Thermo Fisher é para o setor de biotecnologia o que as fabricantes de semicondutores como a TSMC são para a AMD ou Nvidia. O mercado global de biotecnologia deve valer US$ 210,71 bilhões até 2030, com um crescimento anual composto (CAGR) de 12,8%.

Apesar de ter registrado uma queda de 1% na receita anual no terceiro trimestre, para US$ 10,57 bilhões, seu lucro por ação (LPA) diluído conforme os padrões contábeis geralmente aceitos (GAAP) foi 17% maior que o mesmo trimestre de 2022, a US$ 4,42 por ação. Além disso, a rentabilidade da empresa, medida pela margem operacional, aumentou 1,6 ponto percentual, mostrando forte potencial de crescimento a longo prazo.

Para 2023, a Thermo Fisher projeta uma receita de US$ 42,7 bilhões, com um LPA ajustado de US$ 21,50. Após a queda em outubro, os investidores viram isso como uma chance de compra.

Com base em 20 análises de analistas coletadas pela Nasdaq, as ações da TMO são uma “compra forte”. O preço-alvo médio da TMO é de US$ 544,89, contra o atual US$ 542,90. A estimativa mais positiva é de US$ 640, enquanto a mais negativa é de US$ 475 por ação.

***

(Esta matéria foi publicada originalmente em inglês no site The Tokenist e traduzida pela redação do Investing).

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.