Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

A Boeing Apresentará um Plano de Sobrevivência Pós-Pandemia no Balanço de Amanhã?

Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)Ações28.04.2020 09:06
br.investing.com/analysis/boeing-q1-earnings-preview-will-there-be-a-plan-for-postpandemic-survival-200434775
A Boeing Apresentará um Plano de Sobrevivência Pós-Pandemia no Balanço de Amanhã?
Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)   |  28.04.2020 09:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
  • Resultados do 1T2020 serão divulgados na quarta-feira, 29 de abril, antes da abertura do mercado;
  • Expectativa de receita: US$ 17,26 bilhões;
  • Expectativa de lucro por ação: US$ -2,01.

O passado não é mais relevante para a Boeing (NYSE:BA). Quando a gigante aeronáutica sediada em Chicago divulgar seu resultados do primeiro trimestre amanhã, os investidores só vão querer saber uma coisa: a maior fabricante mundial de aeronaves tem algum plano de sobrevivência em um mundo onde a demanda de viagens está caindo drasticamente?

A situação sem precedentes provocada pela pandemia de Covid-19 fez com que a indústria aérea quase entrasse em colapso. Cerca de 44% dos aviões estão armazenados em hangares, de acordo com dados da empresa Cirium, enquanto a demanda de viagens sofreu um colapso de 90%. E, agora que o mundo registra mais de 3 milhões de casos de coronavírus, não existe um cronograma claro de quando os aviões vão retornar aos céus e as companhias aéreas voltarão a comprar aeronaves.

Crise nunca vista antes

De fato, as vendas das companhias aéreas internacionais despencaram US$ 314 bilhões neste ano, de acordo com um grupo comercial do setor, e pode ser que as viagens não se recuperem completamente até meados desta década. Esse cenário forçou a Boeing a preservar seu caixa e possivelmente buscar um resgate financeiro do governo em breve.

Mas, antes que isso aconteça, a Boeing precisa elaborar um plano de reestruturação que pode exigir demissões em massa, o abandono de linhas de negócios e cortes drásticos na sua produção de aeronaves.

Na sexta-feira, a Boeing desistiu do seu plano de US$ 4,2 bilhões para combinar sua área de aviões comerciais com a brasileira Embraer SA (NYSE:ERJ). Além disso, a expectativa é que a Boeing corte a produção do Dreamliner praticamente pela metade, já que o esforço queimou uma quantidade recorde de caixa no primeiro trimestre.

“Nunca vivemos uma crise sanitária assim", declarou ontem aos acionistas o CEO da companhia, David Calhoun. “Levará anos para voltarmos aos níveis pré-pandemia”. A consultoria Roland Berger estima que a demande de novas aeronaves possa cair quase 50% se a pandemia forçar as companhias aéreas a manter em solo grande parte da sua frota por seis meses.

BA Semanal 2017-2020
BA Semanal 2017-2020

Prevendo uma longa e dolorosa recuperação, os investidores castigaram as ações da Boeing. Negociados a US$ 127,81 no momento em que escrevo, os papéis da Boeing já se desvalorizaram 60% neste ano, com o pior desempenho no índice Dow Jones de 30 componentes.

A derrocada da ação começou no ano passado, quando o principal avião da companhia, o 737 MAX, envolveu-se em dois acidentes fatais, forçando os órgãos reguladores ao redor do mundo a proibir os voos do maior gerador de receita da companhia. A fabricante de aviões está tendo dificuldades para consertar sua aeronave problemática e obter as aprovações regulatórias necessárias para retomar as operações.

A existência de grande parte da indústria aérea continuará ameaçada após a pandemia e, nesse cenário, a preservação de caixa é crucial, ainda mais para a Boeing, na medida em que pode estabelecer um piso para o derretimento dos seus papéis e abrir a porta para um resgate governamental.

Resumo

Com os clientes do setor aéreo lutando para sobreviver e impossibilitados de encomendar ou mesmo utilizar novas aeronaves, a Boeing não tem muitas opções, a não ser cortar drasticamente seu quadro funcional e produção. Os investidores provavelmente verão esse plano tomando forma na divulgação do balanço da empresa amanhã. Esse plano também determinará a saúde da fabricante e sua posição na indústria de aviação. Sem dúvida, a condição da Boeing será muito mais fraca do que a anterior, deixando a empresa muito mais vulnerável do que antes da pandemia.

A Boeing Apresentará um Plano de Sobrevivência Pós-Pandemia no Balanço de Amanhã?
 

Artigos Relacionados

A Boeing Apresentará um Plano de Sobrevivência Pós-Pandemia no Balanço de Amanhã?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail