Últimas Notícias
Investing Pro 0
🚨 Nossos dados Pro revelam a melhor ação da temporada de balanços Acesse dados

Como o petróleo reagirá ao início das sanções do Ocidente ao óleo da Rússia?

Por Ellen R. Wald, Ph.D.Commodities01.12.2022 09:15
br.investing.com/analysis/como-o-petroleo-reagira-ao-inicio-das-sancoes-do-ocidente-ao-oleo-da-russia-200453747
Como o petróleo reagirá ao início das sanções do Ocidente ao óleo da Rússia?
Por Ellen R. Wald, Ph.D.   |  01.12.2022 09:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
LCO
-1,45%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
CL
-1,47%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PBR
-1,44%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PRIO3
-1,19%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR3
-1,04%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR4
-1,09%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Escrevi extensamente sobre as sanções e o teto de preços ao petróleo da Rússia na semana passada, apresentando dois cenários básicos de como o mercado poderia reagir. Até o momento, no entanto, não houve consenso político a respeito de qual seria esse preço máximo para o barril russo.

A Polônia, a Letônia e a Lituânia querem definir o valor de US$ 30, pois o custo de produção da Rússia seria de cerca de US$ 20 por barril. Os países do G7 desejam estabelecer um limite de US$ 65-70. Grécia, Malta e Chipre defendem um preço ainda maior, pois seus importantes negócios com transporte seriam negativamente impactados pela política de teto de preços. Já a Comissão Europeia propôs um preço de US$ 62 por barril, mas, até quarta-feira, 30 de novembro, ainda não havia fechado um acordo.

Nesta semana, contudo, o barril russo dos Urais era negociado a US$ 55, seu nível mais baixo desde 2021. Isso reflete um desconto de US$ 30 em relação à cotação do Brent. Isso significa que fará sentido se o preço máximo acordado for maior do que a cotação dos Urais com desconto, pois, nesse caso, as transportadoras e seguradoras não estariam sujeitas às sanções. A maior parte do petróleo russo transportado por mar continuaria no mercado. Outras frações petrolíferas russas negociadas atualmente por cerca de US$ 74 por barril seriam impactadas, mas elas não correspondem à maior parte do petróleo remetido por Moscou pela via marítima.

Se o teto for alto o bastante a ponto de permitir que a Rússia continue vendendo os Urais com desconto, a expectativa é que a política de preço máximo tenha pouco impacto sobre o mercado. Ainda assim haveria transtornos, na medida em que os países europeus não poderão importar o petróleo da Rússia após 5 de dezembro, mesmo com muitos deles já reduzindo suas aquisições do produto ao longo deste ano.

Além disso, os países europeus poderão continuar importando produtos petrolíferos fabricados por outros países com o óleo russo, o que pode acabar contribuindo para a desvalorização dos derivados, à medida que Índia, China, Turquia e Indonésia aumentam suas aquisições de Moscou para fabricação e exportação. Evidentemente, se os países europeus tiverem que importar gasolina e diesel da Ásia, em vez de refinarias de Roterdã, o prazo de trânsito e os custos de transporte aumentarão.

Os investidores também devem acompanhar de perto a reunião da Opep+ de domingo, 4 de dezembro. Apesar de os mercados estarem fechados nesse dia, a Opep+ pretende se reunir virtualmente. Na semana passada, tudo levava a crer que o cartel poderia discutir um aumento de oferta, mas, nesta semana, os rumores mudaram, indicando que a Opep+ poderia, na verdade, cortar a produção.

O Goldman Sachs (NYSE:GS) acredita que os produtores da Opep+ estão preocupados com a recente desvalorização do barril e atuarão no sentido de reduzir a produção, a fim de alçar os preços. No entanto, cinco delegados da aliança disseram que o grupo provavelmente tomará a decisão de não mudar as cotas em vigor. De acordo com outras duas fontes da Opep+, o cartel discutirá um rebaixamento das cotas, porém é mais provável que o grupo as mantenha inalteradas.

Como a reunião da Opep+ ocorre na véspera da implementação das sanções e do teto de preços ao petróleo da Rússia, a organização provavelmente evitará fazer qualquer alteração nas cotas de produção, até que tenha tempo para observar como o mercado reagirá. Em todo caso, a Opep+ pode convocar uma reunião “extraordinária” para mudar as cotas de produção, caso acredite que isso seja necessário.

Como o petróleo reagirá ao início das sanções do Ocidente ao óleo da Rússia?
 

Artigos Relacionados

Como o petróleo reagirá ao início das sanções do Ocidente ao óleo da Rússia?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
EWERTON MARCUZZO
EWERTON MARCUZZO 01.12.2022 10:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Comunismo grasa pelo “mundo livre”! “Livre mercado” até que atinja os bolsos deles…
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail