Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Invesco em alta depois que reportagem divulga fusão com a State Street

Disney: Correção nas Ações e Recente Transformação São Oportunidade de Compra

Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)Ações23.07.2021 17:52
br.investing.com/analysis/disney-correcao-nas-acoes-e-recente-transformacao-sao-oportunidade-de-compra-200443507
Disney: Correção nas Ações e Recente Transformação São Oportunidade de Compra
Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)   |  23.07.2021 17:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Resumo

  • Disney caiu 14% desde o pico de março, oferecendo boa oportunidade de compra.
  • A combinação de segmentos tradicionais e streaming dá mais potencial de lucro para a Disney no longo prazo.
  • O consenso em Wall Street é de um retorno total de 20% nos próximos doze meses.

Desde que a pandemia apareceu no início de 2020, uma das marcas mais emblemáticas dos EUA, a Walt Disney Company (NYSE:DIS) (SA:DISB34), passou por uma grande transformação. No período em que seus segmentos de perfil mais alto – parques temáticos, cruzeiros e cinemas – ficaram desertos por causa das medidas restritivas da pandemia, seu novo segmento de streaming de vídeo, Disney+, prosperou, dando aos investidores uma razão para continuar esperançosos com a Casa do Mickey Mouse.

Uma das recuperações mais surpreendentes neste último ano de Covid foram as ações da maior empresa de entretenimento do mundo, que atingiu novas máximas em março de 2021, mesmo tendo registrado um prejuízo de US$2,8 bilhões em 2020.

DIS diário
DIS diário

A ação mais do que dobrou de valor desde as mínimas de março de 2020, quando os temores do coronavírus dominaram o mercado.

Reabertura econômica, desaceleração das ações

Mas, à medida que a economia se reabre e os consumidores se mostram ansiosos para voltar às suas vidas normais, após esforços de vacinação em massa nos EUA e em outras partes do mundo, existem sinais de que o crescimento do número de usuários de streaming, importante motor de propulsão do papel, está perdendo parte da sua força.

Em maio, o Disney+ informou que adicionou 103,6 milhões de clientes, abaixo da previsão de 110,3 milhões dos analistas. As ações da empresa sediada em Burbank, Califórnia, reagiram a essa desaceleração, cedendo 15% do seu valor desde que atingiram a máxima recorde de US$203 intradiária no início de março. O papel encerrou a quinta-feira a US$175,13, uma queda de 1%.

Esse ciclo de baixa, em nossa visão, oferece um bom ponto de entrada para investidores de longo prazo, já que a quase centenária Disney entra em mais uma forte fase de crescimento no mundo pós-pandemia, graças aos seus negócios tradicionais, incluindo parques temáticos e o serviço de streaming direto para o consumidor.

Pode haver alguns obstáculos nessa trajetória de recuperação, já que a pandemia evolui e a emergência de variantes atrasa a total reabertura, mas a diversificação de negócios da Disney tem tudo para permitir uma recuperação plena. De fato, os primeiros sinais dessa retomada já se mostram presentes.

Recuperação dos parques temáticos

Em uma conferência com investidores no JPMorgan, em maio, o CEO da Disney, Bob Chapek, estimou que haveria um crescimento de “dois dígitos baixos” nas visitas aos parques nos próximos meses. Ele também disse, em uma matéria do Wall Street Journal, que a companhia espera ver “todos os benefícios do relaxamento das medidas restritivas” com a aproximação do fim do seu atual ano fiscal, em setembro.

Essas projeções melhoraram ainda mais a perspectiva para a Disney nos próximos meses, fazendo com que diversos analistas previssem que os parques temáticos da Disney, que respondiam por um terço das suas vendas antes da pandemia, irão rapidamente se recuperar.

As estimativas de Wall Street indicam que a receita combinada da empresa a partir do retorno dos parques temáticos nacionais e internacionais registrará crescimento no trimestre encerrado em junho, segundo a Visible Alpha.

A expectativa é que a receita dos parques supere US$4,5 bilhões no trimestre que se encerra em dezembro; nos cinco anos anteriores à pandemia, o segmento registrou uma média de 90% desse valor durante o mesmo período.

100 milhões de assinantes

Quanto aos negócios de streaming da Disney, a empresa tornou-se rapidamente um dos grandes players do segmento, atraindo milhões de assinantes desde o lançamento do serviço no fim de 2019. O serviço já ultrapassou 100 milhões de assinantes, tornando a Disney na empresa com maior sucesso entre os novos entrantes nessa arena, todos querendo abocanhar uma porção do mercado ainda dominado pela Netflix (NASDAQ:NFLX) (SA:NFLX34).

O Disney+ tem muitas vantagens em relação às empresas que também entraram na guerra do streaming, como Amazon (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34), Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34) e Peacock, da NBCUniversal (NASDAQ:CMCSA), Ela tem uma vasta coleção de filmes de ação e animação do próprio estúdio Disney, além de programas populares de televisão em suas redes a cabo, sem falar em propriedades, como as franquias Marvel e Guerra nas Estrelas. Impulsionado por recentes títulos de sucesso, como “O Mandaloriano” e “WandaVision”, o Disney+ está no caminho certo para cumprir as projeções da própria empresa de 260 milhões de assinantes até 2024.

O Guardian, em um artigo publicado em meados de março, citou o analista Richard Broughton, da Ampre Analysis, que disse o seguinte:

“Disney+ obviamente experimentou um dos crescimentos mais rápidos já vistos no serviço de assinatura de vídeo sob demanda. A empresa se estabeleceu como uma força global muito rapidamente”.

De acordo com as projeções da Ampre, a Disney pode superar o serviço Prime Video da Amazon em 2024 e se tornar o segundo serviço de streaming mais popular do planeta.

NFLX:AMZN:DIS Projeções 2005-2025
NFLX:AMZN:DIS Projeções 2005-2025

Gráfico: cortesia do Guardian

Broughton acredita ainda que a Disney pode descambar a Netflix da sua posição no top um ano depois, em 2025.

Graças às suas vantagens únicas, analistas de Wall Street estão, em sua maioria, otimistas com as ações da Disney, apesar dos seus atuais desafios relacionados à pandemia.

Estimativas consensuais DIS
Estimativas consensuais DIS

Gráfico: investing.com

De acordo com as estimativas consensuais publicadas no Investing.com, dos 27 analistas pesquisados, uma maioria significativa classifica o papel como “outperform” (acima da média), com um potencial de alta de 20%.

Para os investidores que gostam de analisar sinais técnicos para tomar decisões de investimento de curto prazo, os indicadores mais populares – médias móveis, osciladores e pivôs – oferecem um cenário misto após a recente volatilidade do mercado.

Resumo técnico DIS
Resumo técnico DIS

Gráfico: investing.com

Na atual liquidação, a ação pode retornar ao seu nível de suporte um pouco abaixo dos US$170, estabelecido no fim de 2020, após o Disney+ destroçar as expectativas com seu forte crescimento de assinantes. Se esse suporte se firmar, podemos ver a ação retornando às suas máximas recentes.

Sinais de compra

Para os investidores que preferem seguir os fundamentos, não faltam razões para entrar na operação agora. O JPMorgan é uma das instituições mais otimistas com a perspectiva das ações da Disney, com um preço-alvo de US$220, ou seja, 24% acima do fechamento de ontem. A empresa afirmou em nota recente:

“Com sua contínua transformação digital, a Disney continua sendo nossa principal escolha de mídia em 2021, e vemos os níveis atuais como um ponto de entrada extremamente favorável para investidores de longo prazo”.

Os analistas do JPMorgan projetam que a bilheteria dos filmes da Disney se recuperará após o segundo semestre do ano, quando a empresa voltará a fazer lançamentos exclusivos para cinemas.

“A Disney continua registrando melhoras nos parques com capacidade doméstica, provavelmente atingindo níveis normalizados no 4º tri fiscal. A demanda continua robusta, com a intenção dos clientes de visitar os parques retornando aos níveis de 2019 no Walt Disney World, um forte sinal para os próximos trimestres”, ressaltou a nota.

Outra razão para continuar otimista com a DIS é a potencial retomada da distribuição de proventos, que está suspensa desde maio do ano passado. A empresa é conhecida por retornar capital aos investidores, desembolsando US$2,9 bilhões no ano fiscal anterior à pandemia. Mas, assim como outras empresas envolvidas no setor de turismo e viagens, desde então, a Disney suspendeu seu dividendo de US$0,88 por ação.

No entanto, acreditamos que, assim que o impacto da Covid-19 arrefecer e a empresa tiver mais clareza quanto aos seus fluxos de caixa no futuro, será possível retomar as distribuições de caixa.

Conclusão

A Disney oferece uma combinação vencedora para investidores de longo prazo. Seu core business, incluindo parques temáticos e cinemas, está voltando a crescer, enquanto a unidade de streaming está se tornando uma poderosa concorrente no mundo pós-pandemia.

Disney: Correção nas Ações e Recente Transformação São Oportunidade de Compra
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
Ibovespa Fecha em Queda de 1,10%   Por Thiago Bisi - 16.09.2021

Análise gráfica (técnica) de Ibovespa, Índices, Dólar e Ações. Papéis em destaque: Ibovespa, Mini Índice, ETF iShares Small Cap (SA:SMAL11), ETF iShares MSCI Brazil (NYSE:EWZ), S&P...

Disney: Correção nas Ações e Recente Transformação São Oportunidade de Compra

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Nathan Silva
Nathan Silva 25.07.2021 10:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Algumas ações já não estão tão caras, mas a bolsa a 125 mil não encaro como oportunidade. Ainda mais com possibilidade de taxação de dividendos.
Raí Lima
Raí Lima 24.07.2021 1:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estão aparecendo várias oportunidades de compra, por exemplo Marcopolo, Gol Bradesco.
Flavia Gualberto
Flavia Gualberto 23.07.2021 22:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente analise!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail