Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Educação Financeira: O orçamento anual é muito melhor do que o orçamento mensal!

br.investing.com/analysis/educacao-financeira-o-orcamento-anual-e-muito-melhor-do-que-o-orcamento-mensal-200460990
Educação Financeira: O orçamento anual é muito melhor do que o orçamento mensal!
Por Carlos Heitor Campani, Ph.D., CNPI   |  23.11.2023 06:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

No meu último artigo, há duas semanas (escrevo por aqui semana sim, semana não, sempre às quintas-feiras), abordei a razão pela qual considero educação financeira tão importante. Recebi inúmeros e-mails e mensagens em minhas redes sociais (@carlosheitorcampani), com enorme repercussão positiva e agradeço por cada contato. Esse feedback é valioso e seguirei, portanto, falando de educação financeira. Proponho hoje a todos vocês o orçamento anual, que, aliás, rege minha vida financeira desde meus vinte e poucos anos (e só vejo benefícios). É uma dica que não se encontra por aí e que pode, inclusive, mudar a maneira como educamos nossos filhos para lidar com suas finanças pessoais (provavelmente, isso é o mais importante!). Mas, antes de abordá-la, preciso contextualizar para desenvolver o raciocínio.

BLACK FRIDAY Antecipada: Tenha mais desconto no plano bianual com cupom “investirmelhor”

A boa educação financeira indica separarmos uma reserva financeira para emergências de curto prazo. Aliás, afirmo que todos devem ter três tipos de reservas, como se fossem investimentos em caixinhas totalmente separadas. A reserva de longo prazo é aquela para a aposentadoria, ou seja, que comporá sua renda na terceira idade e possibilitará reduzir (ou até cessar) o ritmo de trabalho, permitindo mais tempo para os netos, para viagens e para tudo aquilo que te fizer feliz nesse momento especial da vida. Já a reserva de médio prazo é aquela que perseguirá algum sonho que hoje parece distante, tal como a compra da sua casa própria. Por fim, a terceira caixinha de investimento deve ser a de curto prazo, ou seja, a tal reserva de emergência, que serve para cobrir gastos inesperados e, se você tiver a sorte de não os ter, para uma viagem bacana ou qualquer outra coisa que você queira comprar. Quero focar, ao menos hoje, nesta terceira caixinha, a de reserva de emergência.

A pergunta natural que nos vem à cabeça é: mas qual deve ser esse nível mínimo para a reserva de emergência? Em minha opinião, ela deve ser tal que cubra seu padrão de vida por um ano. Para ilustrar, se o seu padrão de vida hoje custa R$ 10 mil por mês (guarde esse valor pois seguirei com ele ao longo do texto), você deve trabalhar para acumular R$ 120 mil na sua reserva de emergência. Nesse momento, você deve estar pensando: e o tal do orçamento anual, o que tem a ver com essa reserva de emergência? Correto, vamos a isso.

A cultura adotada no Brasil para é a do orçamento pessoal/familiar mensal, com salário mensal e contas/despesas mensais. Por exemplo, se você me perguntar qual o meu salário e eu responder R$ 10 mil, haverá alguma dúvida? Acho que não né? Pois estará implícito que se trata de um salário de R$ 10 mil por mês. Já nos Estados Unidos, em contraexemplo, pesquise a respeito do salário médio de determinada profissão e é comum encontrar algo como 60 mil dólares por ano. Sim, por lá, a cultura é ao ano, diferentemente daqui. Você já multiplicou seu salário por 12 (ou por 13, com o décimo-terceiro) para saber seu salário anual? Provavelmente, não. Interessante notar que no caso de empresas, o orçamento anual já é a regra: será que isso não funcionaria também no caso do seu orçamento pessoal/familiar?

Quando iniciamos nossa jornada profissional, recebemos o primeiro salário ao final do primeiro mês trabalhado, jamais no início. Em consequência, alguém precisou nos financiar por aquele primeiro mês, normalmente nossos pais ou algum amigo ou parente muito próximo ou nós mesmos, de uma forma ou de outra. Se incutirmos na educação dos nossos filhos a cultura do orçamento anual, tudo que precisaremos fazer é seguir bancando-o(a) por mais onze meses para que ele(a) possa juntar todo o seu primeiro “salário anual”.

Se você está no meio do caminho e quer repaginar sua organização financeira para melhor com o orçamento anual, seu primeiro passo é batalhar para construir sua reserva de emergência para cobrir um ano do seu custo de vida. Depois disso, será como se você recebesse seu salário anualmente. Ou seja, suponha que em 31 de dezembro de 2023, você tenha em sua reserva de emergência R$ 120 mil, que cobrem seu padrão de vida por um ano. Você se planejará para viver com esse montante ao longo de todo o ano de 2024: em outras palavras, você seguirá seu orçamento de R$ 10 mil por mês! Tudo funciona como se você precisasse trabalhar um ano inteiro para conseguir seu salário!

Note que já é assim, mas dentro da cultura do orçamento mensal: você trabalha um mês para receber seu salário e então planeja (ou, ao menos, deveria planejar) suas despesas para o mês seguinte dentro daquele orçamento. Por que não mudamos essa cultura do mês para o ano? É mais difícil, pois é preciso juntar 12 meses de custo de vida, eu sei, mas os benefícios são ENORMES. Aliás, na maioria das vezes, o caminho mais fácil não é o que te leva ao melhor lugar, não é mesmo?

Você pode estar se perguntando se, dentro dessa mudança cultural que sugiro, você precisaria pedir ao seu chefe para receber seu salário somente ao final do ano. A resposta é, claro, que não. Receber mensalmente é um benefício, pois você poderá investir aquele dinheiro e acumular juros até o final do ano. Ou seja, melhor ainda!

E quais são os benefícios do orçamento anual?

  1. Tranquilidade: você passa a ter 12 meses de padrão de vida garantido. Caso venha a perder o emprego, terá um bom período para se realocar e se readequar, se necessário. Além disso, você sabe que já possui dinheiro para honrar todas as suas contas por todo o ano, o que reduz suas preocupações.

  2. Possibilidade de readequação orçamentária mais suave: a montanha-russa da vida com problemas financeiros inesperados decorrentes de pandemias ou de situações que levem a uma perda considerável de renda se torna muito menos brusca. Isto pois você terá 12 meses para suavizar aquela perda, em vez de apenas um ou dois. É como ter de descer do alto de um prédio: quanto mais tempo você tiver para descer, mais suave e tranquila será essa descida.

  3. Melhor ajuste de sua renda com seus compromissos: muitos contratos de fidelização são anuais (planos de telefonia celular e pacotes de TV paga, por exemplo). Você ajusta seu orçamento ao prazo de fidelização, sem correr o risco de precisar cortar e ter de pagar multa (e ninguém gosta de pagar multas).

  4. Melhor adequação do seu orçamento às contas anuais: muitas pessoas se desesperam no início do ano por conta dos “gastos extras” que não têm nada de extras por serem totalmente previsíveis, tais como IPTU, IPVA, material escolar dos filhos etc. No orçamento mensal, muitos “se esquecem” dessas despesas anuais e não fazem provisões mensais, fazendo com que essas despesas pareçam “extras” e, em muitas ocasiões, sejam pagas com atraso e incidência de multas e juros.

  5. Renda extra com juros provenientes do seu próprio salário: seu salário ficará, em média, 12 meses investido, o que significa que ele inflará com os juros que se acumularão. No orçamento mensal, o salário entra na conta e você já precisa dele para pagar contas, sem possibilidade de se ganhar juros.

  6. Renda extra com descontos que representam taxas de investimento muito acima do mercado: com o orçamento anual disponível no início do ano, você pode pagar diversas contas à vista e ganhar generosos descontos. Por exemplo, IPTU em cota única, material escolar dos filhos à vista ou mesmo antecipação de parcelas de financiamento imobiliário rendem excelentes descontos que permanecem no seu investimento, gerando renda extra para o ano seguinte.

  7. Maior flexibilidade: se em um determinado ano você obtiver renda acima do esperado, será possível aumentar seu nível de investimentos nas caixinhas de médio e longo prazo e/ou escolher aumentar o seu padrão de vida no ano seguinte. Flexibilidade ao seu dispor para aquilo que melhor se ajustar às suas necessidades e preferências.

  8. Mente mais sã: sabemos como o psicológico nos impacta em nosso dia a dia. Com o orçamento anual, você estará sempre 12 meses à frente. O ano corrente sempre “já estará pago” e seu trabalho de hoje será para pagar contas daqui a um ano. Isso, psicologicamente, gera um sentimento enorme de liberdade financeira e tem um efeito psicológico bastante positivo, acredite!

Pessoal, eu poderia elencar mais razões, mas penso que essas oito são mais do que suficientes. Se você já possui reservas suficientes, pode mudar para o orçamento anual a partir já de 2024! Se não possui e está no meio da caminhada profissional, sei que é uma tarefa árdua, mas não impossível. Organize-se e planeje atingir a reserva de emergência igual a doze vezes seu salário o quanto antes que possível. Acima de tudo, estou convicto de que nossas crianças poderiam ser educadas dentro dessa cultura do orçamento anual. E nós, pais, ajudaríamos nossos filhos a compor a primeira reserva emergencial de doze meses. E tudo que eles ganharem no primeiro ano de trabalho balizará o orçamento deles no ano (não no mês) seguinte. E assim por diante. Com uma boa educação financeira desde cedo, eles entenderão que será para o bem deles. E te agradecerão pelo resto de suas vidas.

E aí, vamos migrar (ou pelo menos iniciar a migração) para o orçamento anual? Comente abaixo o que você achou, pois isso me ajuda a impactar mais e mais pessoas! Ah, e para saber muito mais e acompanhar todo o meu trabalho, fica o convite para me seguir (@carlosheitorcampani) no Instagram, no LinkedIn e no Youtube.

Forte e respeitoso abraço a todos vocês.


* Carlos Heitor Campani é PhD em Finanças, Certificado pelo CNPI e Pesquisador da ENS – Escola de Negócios e Seguros. Além disso, ele é Diretor Acadêmico da iluminus – Academia de Finanças e Sócio-Fundador da CHC Treinamento e Consultoria. Campani pode ser encontrado em www.carlosheitorcampani.com e nas redes sociais: @carlosheitorcampani. Esta coluna sai a cada duas semanas, sempre na quinta-feira.

Educação Financeira: O orçamento anual é muito melhor do que o orçamento mensal!
 

Artigos Relacionados

Olivia Bulla
Mercado tem semana decisiva Por Olivia Bulla - 26.02.2024

Os mercados iniciam a semana atentos à agenda de indicadores e eventos econômicos dos próximos dias. Dados de inflação ao consumidor e do Produto...

Educação Financeira: O orçamento anual é muito melhor do que o orçamento mensal!

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (9)
Helio C Moraes Junior
Helio C Moraes Junior 28.11.2023 21:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ótimos pontos e reflexões! São artigos como esse que podem mudar a vida muita gente, bem mais cedo!
Julimar Lages Pinto
Julimar Lages Pinto 28.11.2023 6:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
muito ricas essas dicas
Marcel Paiva
Marcel Paiva 26.11.2023 14:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Execelentes pontos abordados sobre reserva de emergência, principalmente a visão do salário anual.
bruno chaves
bruno chaves 26.11.2023 11:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
com o orçamento mensal, fazemos mais dívidas parceladas, muitas vezes com supérfluos que, dificilmente, compraríamos à vista, gastando o dinheiro já obtido.
Rafael Lima de Castro
Rafael Lima de Castro 23.11.2023 19:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente texto, aliás foi uma baita coincidência, pois estou justamente me programando para em 2024 utilizar um orçamento anual (será a primeira vez que faço isso) e o seu artigo veio ratificar a minha ideia. Além de poder investir todo o meu salário mensal (já que as despesas já estão "pagas" pelo orçamento anual), esse montante resarvado para o ano ainda continuará investido e rendendo juros, pois somente uma parte dele será usada mensalmente para as despesas, ou seja, é quase como ganhar um 14º salário! Parabéns pelo artigo, muito útil!
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.11.2023 19:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Exatamente Rafael. Que boa coincidência!
Alexandre Moura
Alexandre Moura 23.11.2023 16:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Melhor ainda: sabendo quanto você custa por ano, pode fazer trazer a valor presente o seu fluxo de caixa de hoje até 100 anos de idade.  No dia que seus investimentos forem iguais a esse VP (mais uma margem de segurança), você decide se para de trabalhar ou se aumenta o padrão de vida.
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.11.2023 16:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Alexandre, exatamente isso. Eu faço esse controle em planilha. Muito bom e alinhado esse seu comentário!
ROBSON REIS
ROBSON REIS 23.11.2023 10:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito bom!
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.11.2023 10:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Obrigado meu amigo.
Robson Duarte
Robson Duarte 23.11.2023 6:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito bom. obg
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.11.2023 6:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Obrigado a você meu amigo por vir aqui, ler e ainda comentar. Gratidão.
ADM de Valor
ADM de Valor 23.11.2023 6:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
concordo, depois que comecei a controlar meu orçamento pessoal e ter essa visão sobre minha renda de forma anual, o planejamento financeiro se adequou melhor! excelente texto
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.11.2023 6:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito obrigado meu amigo pelo gentil comentário. Ele fortalece o argumento.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail