x
Últimas Notícias
0

Ninguém é Super-Homem

Por Inversa Publicações (Ricardo Schweitzer)Resumo do Mercado13.11.2017 18:41
br.investing.com/analysis/ninguem-e-superhomem-200218505
Ninguém é Super-Homem
Por Inversa Publicações (Ricardo Schweitzer)   |  13.11.2017 18:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Saudações.

Imagine a seguinte situação: há, em determinada região, diversos terrenos à venda. Eles não são iguais, mas guardam entre si características que permitem, com alguma criatividade, que se estabeleçam algumas relações de proporcionalidade entre eles.

Por exemplo: dois lotes em uma mesma rua, lado a lado, com mesmíssima metragem, sem nenhuma diferença significativa nas respectivas áreas contíguas ou nos próprios terrenos em si.

Digamos, então, que um destes terrenos acaba de ser vendido ao equivalente a 2 mil reais o metro quadrado. Assumindo condições normais de temperatura e pressão, talvez seja relativamente seguro inferir que o terreno ao lado possa ser, eventualmente, vendido por valor semelhante - um pouco acima, um pouco abaixo. Da mesma forma, é razoável supor que quanto maior o decurso do prazo entre o negócio observado e um eventual novo negócio, maior é a chance de os valores diferirem significativamente - as condições de mercado podem ter mudado.

Agora imaginemos terrenos de mesmo tamanho, mas com características distintas. Digamos que um é o lote do exemplo anterior que ainda não foi vendido. O outro tem a mesma metragem, mas é de esquina. A experiência demonstra que terrenos desse tipo valem mais. Quão mais? Ao comparar transações semelhantes, descobrimos que o prêmio justo é, sei lá, 20 por cento (isto é um fenomenal chute - eu não entendo nada de terrenos). Então aquele ali seria negociado, potencialmente, em torno de 2,4 mil reais o metro quadrado.

E há outro terreno. Que também é de esquina, mas que tem um enorme desnível bem no meio - exigiria a construção de outro tipo de edificação. O único comparável do gênero não é de esquina. O que a gente faz? Óbvio: umagambiarra conciliando o prêmio da esquina com o desconto do desnível para chegar a uma opinião razoável.

Pois bem: agora troquemos os termos. Digamos que as ações de uma empresa que entrega retorno sobre o patrimônio líquido de X é negociada a um múltiplo de 1,3 vezes o valor patrimonial enquanto outra, que entrega Y, é negociada ao mesmo múltiplo. X é diferente de Y. Ou então as ações de uma empresa negociam a 10 vezes lucros enquanto outra, semelhante, está avaliada em 20.

O que fazemos? Tentar identificar as características de cada empresa que justificam (ou não) que suas avaliações sejam maiores ou menores em relação umas às outras. Qual empresa é mais rentável? Qual cresce mais? Qual tem maiores margens? Quais as diferenças nas maneiras que elas remuneram os seus respectivos acionistas?

E assim, com base numa série de inferências, chega-se à opinião de que A deveria negociar a X vezes lucros enquanto B deveria negociar a N vezes EBITDA. Confesso: onde se lê opinião, logo acima, originalmente estava escrito conclusão. Me senti na obrigação de reescrever: o que o analista oferece é uma opinião de quanto um ativo deveria valer mediante a satisfação de um determinado conjunto de hipóteses (por exemplo: A continuará mais rentável que B ou, pelo contrário, B está promovendo uma ampla reestruturação que a tornará a nova grande sensação de seu setor).

Aí vem a grande questão que todos adoram perguntar: você acha que A valerá X quando? Essa é uma pergunta que, via de regra, o sujeito já faz com o calendário na mão.

A resposta, infelizmente, é mais opaca do que gostaria: da mesma maneira que, ao opinar que o terreno B deveria valer o mesmo que o idêntico A, eu não posso precisar se uma oferta por ele surgirá amanhã ou daqui a três anos. Da mesma forma que não posso prever o valor de uma empresa no futuro.

Ingrata porque exige o cumprimento de, no mínimo, dois pré-requisitos:

O primeiro é: o analista precisa estar certo. As premissas empregadas precisam se mostrar acertadas. Por mais que se busque, na maioria dos casos, amplas margens de segurança, qualquer inferência sobre o futuro sempre esbarra na possibilidade de completa frustração. Pergunte a quem analisava Aracruz ou Sadia lá em agosto de 2008 do que estou falando...

O segundo é: estando o analista certo, a interpretação do mercado em relação àquele cenário concretizado necessita coincidir. Digamos que a empresa B se torne mais lucrativa que A em determinado momento, mas que a maioria dos participantes do mercado veja isso como insustentável: a tendência é que A continue negociando com prêmio em relação a B, no matter what.

E ainda assim, meus caros, a gente tenta. Por quê? Porque eventualmente funciona.

Em minhas interações com pequenos investidores, ao longo de todos esses anos, fiquei convencido de que persiste uma ideia enganosa e perigosíssima: a de que o analista é dotado de uma "visão além do alcance" que lhe permite prever o futuro com precisão milimétrica. É extremamente comum receber questionamentos do tipo "quanto a bolsa vai subir semana que vem?" ou "quando XPTO4 vai atingir o seu preço-alvo?"

As variáveis quanto e quando já são difíceis de lidar isoladamente. Em conjunto, nem se fala.

O discurso empolado típico dos profissionais de finanças e a crescente sofisticação de método transmitem a ideia de que análise de investimentos é uma ciência exata. Rocket science. Pois afirmo: não é. Sem medo de errar, afirmo que isso tudo é uns 80 por cento arte.

Tenha isso em mente ao ler análises - sejam elas de quem quer que seja. Do outro lado da tela não existe um Super-Homem ou um sábio detentor da Pedra Filosofal: é um sujeito como você, que tão somente está queimando pestanas naquele tema há mais tempo e com mais intensidade do que você.

Pense nisso.

E cuide-se: tem uma guerra lá fora.

Ninguém é Super-Homem
 

Artigos Relacionados

Ninguém é Super-Homem

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material  relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de registro no futuro, a critério Investing.com.

 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Escreva o que você pensa aqui
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar
Postar também no :
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários
Rafael Viana
Rafael Viana 14.11.2017 19:09 GMT
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mais uma vez um excelente texto para reflexão! Parabéns!!!
Responder
1 0
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar 1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail