Últimas Notícias
Investing Pro 0
Novo! 💥 Com ProPicks, você conhece a estratégia que bateu o S&P 500 em +829% Garanta 60% DE DESCONTO

Setores de Varejo e Tecnologia Mostram Primeiros Sinais de Fraqueza no 1T nos EUA

Por Investing.com (Haris Anwar)Ações27.05.2019 12:13
br.investing.com/analysis/setor-de-varejo-e-tecnologia-mostram-primeiros-sinais-de-fraqueza-no-1t-nos-eua-200226328
Setores de Varejo e Tecnologia Mostram Primeiros Sinais de Fraqueza no 1T nos EUA
Por Investing.com (Haris Anwar)   |  27.05.2019 12:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
US500
+0,39%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
INTC
+4,31%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GOOGL
-1,26%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
AAPL
-1,29%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
AMZN
-1,04%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
WMT
+0,25%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Com a temporada de balanços do 1T quase chegando ao fim, está ficando bastante claro que os resultados dos dois grandes pilares do mercado norte-americano – tecnologia e varejo – estão perdendo força. Se essa tendência persistir, não será difícil dizer que os melhores dias do mercado de ações para os investidores já ficaram para trás.

Algumas das maiores empresas de tecnologia dos EUA, como Apple Inc. (NASDAQ:AAPL), Alphabet (NASDAQ:GOOGL), e Intel Corp (NASDAQ:INTC), foram prejudicadas pelo enfraquecimento da demanda dos seus produtos e serviços, o que também está começando a provocar “rachaduras” em sua expansão futura.

A Alphabet, empresa controladora do Google, divulgou seu crescimento de receita mais lento desde 2015, enquanto a Apple registrou a primeira queda sucessiva em suas vendas e lucros trimestrais em mais de dois anos. Para a Amazon (NASDAQ:AMZN), maior varejista mundial da internet, o primeiro trimestre foi variado. Enquanto sua receita operacional bateu um recorde ao saltar 129%, seu crescimento de receita desacelerou para 17%, bem abaixo do ritmo trimestral de 30% que a empresa teve em média ao longo dos últimos três anos. A companhia projetou um crescimento de 16% para o segundo trimestre, com base no ponto médio da sua previsão.

E o cenário mais amplo também não parece promissor. Por 15 trimestres consecutivos, até o último mês de julho, os lucros das empresas de tecnologia superaram o S&P 500, com uma diferença de crescimento de 6,3 pontos percentuais em média. Mas essa vantagem está diminuindo rapidamente. Os lucros do primeiro trimestre caíram mais de 6%, os piores em uma década, de acordo com dados da Bloomberg.

Tanto as grandes empresas quanto os consumidores contribuíram para essa desaceleração. A Apple, por exemplo, está sendo prejudicada pela relutância dos consumidores em adquirir modelos mais caros, enquanto as fabricantes de chips enfrentam um período de demanda fraca em diversos mercados finais, inclusive data centers.

As esperanças de uma rápida recuperação na indústria de semicondutores foram por água abaixo depois da escala na guerra comercia EUA-China, levantando dúvidas sobre a capacidade dessas companhias de manter as margens de lucro e um crescimento substancial se as potências mundiais não resolverem rapidamente sua disputa.

O (Índice de Semicondutores da Filadélfia) (SOX) teve uma queda de 14% no mês passado, tornando-se a maior vítima da batalha comercial. As ações da Apple caíram 11% no mês por preocupações de que pudesse haver uma deterioração maior da sua demanda caso os consumidores chineses e o governo do país resolvessem retaliar a empresa. A China é o terceiro maior mercado da Apple, respondendo por cerca de US$ 52 bilhões das vendas da companhia no último ano fiscal.

SOX Weekly Chart
SOX Weekly Chart

Varejistas sob pressão

O varejo é outra área do mercado onde as empresas começaram a ficar em apuros. Kohl's Corp (NYSE:KSS), JC Penney (NYSE:JCP) e Nordstrom Inc. (NYSE:JWN) registraram quedas nas vendas do primeiro trimestre nesta semana, enquanto a Home Depot (NYSE:HD) apresentou um crescimento mais fraco do que o esperado nas vendas em lojas comparáveis.

O que está deixando a perspectiva dessas companhias ainda mais nebulosa é o impacto das maiores tarifas sobre as importações da China. No início deste mês, o governo Trump impôs uma tarifa de 25% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses, uma alta em relação à tarifa de 10% que havia sido aplicada em outubro.

Kohl's, que importa cerca de um quinto dos seus produtos da China, declarou que os custos adicionais relacionados ao aumento das tarifas de importação são responsáveis pela piora em seu prognóstico deste ano. A rede de lojas para melhoria do lar, Home Depot, estimou que gastará cerca de US$ 1 bilhão a mais para adquirir produtos com as tarifas de 25% em vigor.

Mas a boa notícia é que, até agora, a demanda dos consumidores desses varejistas ainda não enfraqueceu e pode voltar com tudo na segunda metade do ano se a guerra comercial EUA-China não desacelerar a maior economia do mundo. Kohl's e Home Depot culparam o clima frio da primavera, a concorrência nos preços e as promoções dos competidores pelo fato de o crescimento em suas vendas ficar abaixo das expectativas.

Apesar desses desapontamentos, nem tudo foi ruim para o setor de varejo. Os balanços desanimadores desta semana contrastaram com os resultados divulgados anteriormente pelo megavarejista Walmart Inc. (NYSE:NYSE:WMT). A companhia divulgou seu 1T mais forte em crescimento de vendas comparáveis em nove anos, auxiliado por um aumento no tráfego e pelo gasto maior dos clientes por transação. As vendas online disparam 37% em relação ao ano passado.

Resumo

O prolongamento da tensão comercial com a China está se tornando a maior ameaça para algumas das principais empresas de capital aberto nos EUA. A disputa está fazendo com que as empresas e os consumidores pensem duas vezes na hora de fazer despesas futuras. Os investidores devem manter a cautela ao tomar decisões de investimento em ações que estejam estreitamente ligadas à economia, enquanto os mercados permanecerem em meio a esse ambiente incerto de negociação.

Setores de Varejo e Tecnologia Mostram Primeiros Sinais de Fraqueza no 1T nos EUA
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
Ibovespa fecha em queda de 0,14%   Por Thiago Bisi - 11.12.2023

Análise gráfica (técnica) do Ibovespa, Índice, Dólar e Ações. Pitacos iniciais: IBOV, WINFUT, EWZ, SMLL, DJI, ESFUT, NMFUT, QRFUT, HSI, JPN225, GER30, UK100, FEF2!, CL2!,...

Setores de Varejo e Tecnologia Mostram Primeiros Sinais de Fraqueza no 1T nos EUA

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (7)
Weligton Ribeiro
Weligton Ribeiro 28.05.2019 8:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
só o fechamento do semestre apresentará as próximas documentações concretas de mercado. todo esse começo nao passa de um ajuste mundial,diante do quadro de instabilidade.
Weligton Ribeiro
Weligton Ribeiro 28.05.2019 8:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
só o fechamento do semestre apresentará as próximas documentações concretas de mercado. todo esse começo nao passa de um ajuste mundial,diante do quadro de instabilidade.
Jorge Bravo
Jorge Bravo 27.05.2019 23:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sell in may, and go away!
George Freitas
George Freitas 27.05.2019 17:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
um ótimo reflexo da força ao qual o mercado asiático vem absorvendo, principalmente o chinês.
George Freitas
George Freitas 27.05.2019 17:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
um ótimo reflexo da força ao qual o mercado asiático vem absorvendo, principalmente o chinês.
Adriano dos S Moraes
Adriano dos S Moraes 27.05.2019 17:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Maio maldito, esse Trump está sendo um dos piores presidente que os estados unidos tiveram.
Adriano dos S Moraes
Adriano dos S Moraes 27.05.2019 17:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Maio maldito, esse Trump está sendo um dos piores presidente que os estados unidos tiveram.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail