Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Trump Poderia Usar o Irã como Cartada Final se o Petróleo Ultrapassar os US$70?

Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)Commodities05.04.2019 04:23
br.investing.com/analysis/trump-poderia-usar-o-ira-como-cartada-final-se-o-petroleo-ultrapassar-os-us70-200225640
Trump Poderia Usar o Irã como Cartada Final se o Petróleo Ultrapassar os US$70?
Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)   |  05.04.2019 04:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Primeiro, a Arábia Saudita coloca em xeque sua participação de mercado. Agora, está ameaçando arriscar décadas de relação com os Estados Unidos para vender petróleo ao preço que deseja.

A questão é: o que Donald Trump vai fazer em retaliação?

Com a intensificação da briga pelos preços mundiais do petróleo, os EUA e seus aliados no reino do deserto, incluindo o aparentemente implacável príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, estão se arriscando de forma inédita em mais de 75 anos de história diplomática entre as duas nações.

Uma reportagem da Reuters na sexta-feira indicou que Riad aumentou as apostas em seu enfrentamento com Washington, ameaçando vender seu petróleo em outras moedas que não o dólar, se os americanos aprovarem uma lei expondo membros da Opep a processos antitruste nos EUA.

O movimento é uma resposta à Lei contra Cartéis Produtores e Exportadores de Petróleo (NOPEC, na sigla em inglês), que alguns parlamentares estão pedindo que Trump use contra a Opep, liderada pelos sauditas.

A Opep e mais 10 países produtores de petróleo – separadamente liderados pela Rússia – vêm cortando a produção desde o início do ano, recuperando a maior parte da queda de 40% que o WTI e o Brent sofreram no crash do mercado petrolífero em 2018. Os futuros de gasolina saltaram ainda mais, quase 50%, provocando uma disparada nos preços das bombas, o que, em pouco tempo, poderia afetar o bolso dos americanos durante a preparação de Trump para sua campanha à reeleição.

De acordo com a Reuters, que citou fontes familiares com a política energética da Arábia Saudita em sua reportagem, as chances de os sauditas deixarem de usar o dólar na comercialização do seu petróleo eram tão improváveis quanto o uso da NOPEC pelos EUA para regular a oferta mundial de petróleo e obter o preço por barril ideal para sua própria economia.

Jogo ousado dos sauditas

Mas os movimentos recentes mostram o dano que a Arábia Saudita está disposta a causar – minar a posição do dólar como moeda de reserva, eliminar a paridade do rial com a divisa norte-americana, reduzir a influência de Washington no comércio internacional, enfraquecer a capacidade de os EUA aplicarem sanções a outros estados e acabar com cerca de US$1 trilhão de investimentos sauditas nos Estados Unidos – se o governo Trump quiser entrar em uma briga.

Essas ações também mostram o quanto Riad precisa que o petróleo volte para cerca de US$ 80 por barril ou mais (o Brent, referencia mundial do petróleo, superou momentaneamente os U$ 70 na quinta-feira, antes de voltar a cair) para que o reino consiga financiar seu orçamento anual e continuar proporcionando, tanto aos membros da família real quanto aos seus súditos, um estilo de vida que poucas nações podem sonhar.

Os riscos para a Arábia Saudita no petróleo também são maiores do que nunca, desde o estabelecimento de relações diplomáticas com os EUA em 1933. Depois de anos planejando e recuando, o país está agora pronto para abrir o capital da sua petrolífera estatal Saudi Aramco, que gera US$ 356 bilhões por ano ao reino. Um mercado petrolífero forte é crucial para o IPO.

Como dito anteriormente, os agressivos cortes de produção dos sauditas pode custar a participação de mercado do seu petróleo Arab Light (SA:LIGT3) na Coreia do Sul, Índia e outros países asiáticos, à medida que o óleo de xisto corre para preencher o vácuo deixado. Os exportadores americanos de petróleo atingiram o recorde de 3,6 milhões de barris por dia em março, e a previsão é que sua produção cresça explosivamente até 2025, quando os Estados Unidos devem produzir mais do que a Arábia Saudita e a Rússia juntas, segundo projeções. Até agora, Riad tem dado uma boa imagem pública à concorrência.

Mas voltemos ao argumento central: como Trump reagirá se o rali do petróleo continuar?

Tuítes de Trump sobre o petróleo não estão funcionando tão bem

O petróleo acima de US$ 70, ou pior ainda acima de US$ 80, por barril provavelmente desencadeará uma série de reações por parte do presidente.

Apesar de os sauditas aparentemente terem vencido o segundo round das “Ameaças de Tuítes” – com hedge funds dando apenas alguns centavos de concessão no preço nominal do petróleo após Trump disparar seu último alerta amigável à Opep há algumas semanas – há evidências suficientes de que esse presidente pode tomar ações bizarras quando é colocado contra a parede.

Algumas previsões dão conta de que ele pode vender o petróleo da Reserva Petrolífera Estratégica dos EUA – ou pelo menos ameaçar fazê-lo – para derrubar novamente o mercado. Poucos, no entanto, acreditam que ele brincará com reservais emergenciais tão importantes.

A teoria mais popular é que ele concederá uma nova rodada de concessões generosas a compradores do petróleo iraniano quando suas permissões de exportação expirarem em maio. O governo Trump fala em “zerar" as exportações petrolíferas iranianas, mas ninguém acredita nisso.

Trump poderia usar o Irã como cartada final?

Trump pode ir além disso tudo. Pode recorrer à sua cartada final sugerindo que os EUA estão dispostos a se sentar com o Irã se o país do Oriente Médio quiser evitar uma crise econômica ainda maior com seu programa nuclear. A mera noção de um acordo nuclear 2.0 entre EUA e Irã, permitindo que Teerã exporte seu petróleo novamente, ainda que com certas restrições, poderia fazer com que o preço do petróleo caísse cerca de US$ 5 e US$ 10 por barril.

No entanto, há muitas razões pelas quais tal acordo pode não acontecer. Entre as principais razões está o próprio desgosto que o presidente Hassan Rouhani tem por Trump, em comparação com seu antecessor, Barack Obama, bem como protestos por parte de Israel. A relação com a Arábia Saudita e Israel tem sido essencial para a política norte-americana no Oriente Médio, a fim de equilibrar as ambições do Irã na região.

Mas, a julgar pelo comportamento de Trump, o presidente pode propor conversas com o Irã apenas para plantar a semente do medo nos hedge funds que parecem agora dispostos a fazer o petróleo voltar às máximas anteriores ao crash de outubro de 2018.

Ninguém esperava que Trump se sentasse com Kim Jong-un depois de um ano trocando farpas com ele, embora a cúpula com o líder norte-coreano não tenha permitido que Washington avançasse nenhum passo em seu objetivo de desarmar nuclearmente Pyongyang. Até agora Trump tem feito o jogo chinês nas tratativas com a Coreia do Norte.

Uma oferta para negociar com os iranianos poderia prejudicar Trump, principalmente se Teerã gostar da ideia. Afinal, Obama fez a mesma coisa.

Trump Poderia Usar o Irã como Cartada Final se o Petróleo Ultrapassar os US$70?
 

Artigos Relacionados

Trump Poderia Usar o Irã como Cartada Final se o Petróleo Ultrapassar os US$70?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (5)
Ilton Segundo
Ilton Segundo 05.04.2019 13:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
mas quem tem petróleo guardado... que use logo, não demora muito daqui alguns anos o consumo vai cair muito. o futuro está nos carros elétricos e não na gasolina
Marco Sabino
Marco Sabino 05.04.2019 12:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Cartel Opep, diminuiu a Produção já para causar isso mesmo, aumentar o valor. E está errado em controlar o mercado já que eles tem o Monopólio. Ao mesmo tempo esse erro faz a evolução do carro hibrido, elétrico e etanol. Ganha-se hoje e amanhã pode entrar num buraco sem saída. O jogo da Opep não é contra os EUA, e sim contra o Planeta.
Maximiliano Alves
Maximiliano Alves 05.04.2019 12:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Trump está agindo em nome das petrolíferas americanas, que estão produzindo mais do que nunca. O vácuo de mercado deixado pela Opep está sendo preenchido pelos norte-americanos. A única coisa capaz de fazer o petróleo subir neste momento é uma crise econômica internacional. A Opep está de mãos atadas.
Julival Reis Junior
Julival Reis Junior 05.04.2019 12:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
eles vão comprar Bitcoin! vcs vão ver!
Paulo Marcio Garcia Jr
Paulo Marcio Garcia Jr 05.04.2019 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tá, eles vao receber outras moedas e faxer o que com elas? Comprar camelo ne? Essa analise nao tem oMenor sentido. Isso se trata apenas de interesses comerciais e nao vai passar disso.
Rodolfo Gil Moehlecke
Rodolfo Gil Moehlecke 05.04.2019 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Receber em Yuan chinês e negociar no novo centro tem econômico mundial. O Trump tem sim muito a perder nessa briga.
Marco Sabino
Marco Sabino 05.04.2019 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Rodolfo Gil Moehlecke  quando o combustível nos EUA fica mais caro, amarra a economia, qualquer 100 Dólares a mais no Consumo Americano mensal é x 100 Milhões de carros rodando acredito eu. Isso daria - 1 Bilhão por Mês na economia. Isso um cálculo burro. sem pesquisas concretas, mais pode ser muito mais ou menos, se tratando de muitos V8 acho que é muito mais.
Maximiliano Alves
Maximiliano Alves 05.04.2019 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O congresso americano já está ameaçando processar os países da Opep por práticas anticoncorrenciais. Nesse caso, sanções seriam aplicadas, o que envolve o sistema financeiro,. Ou seja, seria difícil para eles continuarem negociando em dólar sem os bancos americanos.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail