Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Brasil deve importar volume recorde de GNL para lidar com crise energética

Commodities24.09.2021 11:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Navio-tanque para transporte de GNL 13/11/2017 REUTERS/Issei Kato

Por Sabrina Valle

HOUSTON (Reuters) - As importações de gás natural liquefeito (GNL) pelo Brasil devem atingir um recorde em setembro, mostraram dados da Refinitiv e da consultoria Kpler, em momento em que cargas dos EUA normalmente destinadas à Europa são desviadas para ajudar o país da América Latina a lidar com a escassez de energia.

A pior seca em quase um século em áreas de reservatórios afetou a geração das usinas hidrelétricas que normalmente fornecem quase dois terços eletricidade do Brasil.

O país, como resultado, voltou-se para o gás dos EUA para manter sua carga de eletricidade com a ajuda das termelétricas, e suas compras de GNL têm colaborado para conduzir os preços globais do gás a níveis recordes.

"A forte demanda do Brasil significa que há menos oferta de GNL para os terminais europeus", disse a analista sênior de GNL na empresa de consultoria Kpler, Laura Page.

O armazenamento europeu de gás caiu para o nível mais baixo em pelo menos dez anos, fazendo os comerciantes competirem ferozmente pelo GNL antes da temporada de inverno no Hemisfério Norte. Preços na Europa e Ásia estão em níveis recordes.

SALTO NAS IMPORTAÇÕES

Mais de 80% das entregas de GNL do Brasil neste mês virão de unidades dos EUA na Louisiana e Texas, segundo dados Refinitiv.

Em geral, as importações de gás devem atingir 1 milhão de toneladas até o final do mês, quase 20% acima do recorde de julho, estimou Kpler.

"O pior mês (de demanda) será outubro", disse o chefe da consultoria brasileira Gas Energy, Rivaldo Moreira Neto.

"Eu não espero nenhuma melhora nos próximos três a seis meses."

Em julho, as compras de GNL dos EUA pelo Brasil e Argentina ultrapassaram as da China, com os dois países levando 62,4 bilhões de pés cúbicos (bcf) de gás, em comparação com 42,2 bcf da China, segundo dados do Departamento de Energia dos EUA.

Um recorde de 142 navios transportando o combustível super-resfriado dos Estados Unidos desembarcaram no Brasil nos seis meses encerrados em julho, segundo o departamento. Alguns foram parcialmente descarregados no Brasil e esvaziaram seus tanques na Argentina. Mais 17 cargas estão a caminho.

ARMAZENAMENTO ADICIONADO

Novos terminais de GNL que irão aumentar a capacidade de importação estão iniciando a operação, com a Petrobras (SA:PETR4) abrindo mão do quase monopólio do gás natural no país.

Na semana passada, a operação de uma térmica a gás com participação da BP (NYSE:BP) (SA:B1PP34) foi autorizada em um dos primeiros terminais privados de GNL, funcionando meses antes do previsto para evitar apagões.

"Até chover, e não sabemos quando vai acontecer, os níveis de preços vão causar desespero", disse um operador que compracargas para o Brasil.

Brasil deve importar volume recorde de GNL para lidar com crise energética
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Allan KI
Allan KI 24.09.2021 12:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agora sim....com o Brasil comprando o gás no spot que teremos o choque da energia "barata"....rsrsrs
jose gomez
jose gomez 24.09.2021 12:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Brasil Importando Gás em Dólar com população ganhando em Reais. Cadê o Investidor Animal , as Empresas Privadas investindo na Produção de Gás?
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail