😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Petróleo - Calendário da semana: 25 de fevereiro a 1º de março

Publicado 24.02.2019, 08:54
© Reuters.
LCO
-
CL
-

Investing.com - Os investidores de petróleo continuarão a se concentrar nas perspectivas para a oferta global de petróleo na próxima semana, em meio a sinais de que os cortes de produção liderados pela Opep ajudaram a apertar o mercado que opera com excesso de oferta.

Os investidores também estarão atentos a quaisquer desenvolvimentos importantes nas negociações do comércio entre os Estados Unidos e a China nesta semana, com os dois lados correndo para chegar a um acordo antes do prazo de 1º de março para novas tarifas.

Os EUA e a China são as maiores nações consumidoras de petróleo do mundo. As esperanças de que os dois lados elaborem um acordo para resolver sua prolongada guerra comercial ajudaram a diminuir as preocupações em relação a demanda por energia.

Dados recentes sobre os EUA os estoques comerciais de petróleo capturarão a atenção do mercado esta semana.

Os preços do petróleo subiram na sexta-feira para alcançar os melhores níveis do ano.

Contratos futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI), avançaram 30 centavos, ou cerca de 0,5%, para se estabelecer em US$ 57,26 por barril no fechamento do pregão. pregão. O WTI subiu anteriormente para o seu melhor nível desde 16 de novembro ficando em US$ 57,81. Durante a semana, o benchmark subiu cerca de 3%.

Enquanto isso, os futuros internacionais de petróleo Brent encerraram a sessão de sexta-feira avançando 5 centavos com US$ 67,12 por barril. Alcançou uma alta de mais de três meses com US$ 67,73 no início do dia. Na semana, o ganho foi de 1,3%.

Depois de encerrar 2018 em queda livre, os preços do petróleo subiram cerca de 23% no começo do ano, impulsionados pelos esforços dos produtores globais para cortar a oferta.

Em dezembro, a Opep e um grupo de 10 produtores fora do cartel, liderados pela Rússia, concordaram em cortar coletivamente a produção em um total de 1,2 milhão de barris por dia (bpd) durante os primeiros seis meses de 2019.

Maior exportador e líder de fato da Opep, a Arábia Saudita prometeu recentemente cortar ainda mais produção além do que o acordo pedia.

Os cortes vêm ao lado de restrições de produção involuntárias como resultado das sanções americanas contra os petróleos venezuelano e iraniano, juntamente com a redução da produção da Líbia por causa da agitação civil.

Atingindo os mercados de petróleo no curto prazo, por enquanto, está o aumento na produção de petróleo bruto nos EUA batendo um recorde de 12,0 milhões de bpd.

Antes da próxima semana, o Investing.com compilou uma lista dos principais eventos que provavelmente afetarão o mercado de petróleo.

Terça-feira, 26 de fevereiro

O Instituto Americano de Petróleo deverá publicar sua atualização semanal sobre a oferta de petróleo nos EUA.

Quarta-feira, 27 de fevereiro

A Administração de Informações de Energia dos EUA deverá divulgar seus dados semanais sobre estoques de petróleo.

Sexta-feira, 1 de março

Baker Hughes divulgará dados semanais sobre a contagem de sondas nos EUA.

- Reuters contribuiu com esta reportagem

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.