Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Preços do petróleo saltam quase 4% com retomada lenta de produção no Texas

Commodities 22.02.2021 19:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Bombeamento de petróleo na região de Odessa, Texas (EUA)
 
LCO
-0,23%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
CL
+0,27%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram quase 4% nesta segunda-feira, impulsionados pelas expectativas de uma retomada lenta na produção da commodity nos Estados Unidos, depois de o frio excessivo afetar o bombeamento no Texas na semana passada.

Os produtores norte-americanos interromperam algo em torno de 2 milhões a 4 milhões de barris por dia em produção de petróleo devido ao frio no Texas e em outros Estados produtores. Além disso, as condições excepcionalmente frias podem ter danificado instalações, o que poderia manter o bombeamento paralisado por mais tempo do que o esperado.

O petróleo Brent fechou em alta de 2,33 dólares, ou 3,7%, a 65,24 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) saltou 2,25 dólares, ou 3,8%, para 61,49 dólares o barril.

O contrato para entrega em março da referência norte-americana expira nesta segunda-feira. Mais negociado, o contrato abril apurou alta de 2,44 dólares, ou 4,1%, para 61,70 dólares/barril.

Os produtores de "shale" (petróleo não convencional) na região podem levar pelo menos duas semanas para retomar totalmente o bombeamento normal, com o processo de avaliação de danos e as interrupções da energia elétrica atrasando a recuperação.

"A perda significativa na produção tanto de petróleo quanto de gasolina sugere mais movimentos de alta e a probabilidade de novas máximas dentro do intervalo de uma semana", disse Jim Ritterbusch, da consultoria Ritterbusch and Associates.

Ele alertou, porém, que com a capacidade limitada de refino, o preço pode ser pressionado caso as refinarias demorem semanas para retornar ao normal.

(Reportagem adicional de Noah Browning e Aaron Sheldrick, em Londres, e Jessica Resnick-Ault, em Nova York)

Preços do petróleo saltam quase 4% com retomada lenta de produção no Texas
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Leandro Pessoa
Leandro Pessoa 22.02.2021 20:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Amanha Petro ja recupera no minimo 5% a 6%
Fernando Martins
Fernando Martins 22.02.2021 20:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
enquanto não esclarecer não sobe
Alison Santos
Alison Santos 22.02.2021 20:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Petrobras não caiu por causa disso .caiu por causa da interferência do governo da estatal .
Dharles Soares
Dharles Soares 22.02.2021 20:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agora é esperar a poeira abaixar, e colher os bons frutos deste afundamento da PETR3 no dia de hoje. E vida que segue.
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 22.02.2021 19:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Só resta ao Nicolás Bolsonaro Maduro e o seu General tabelarem os preços dessa PDVSA brasileira
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail