😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Bitcoin representa 58% das criptos detidas no Brasil, aponta relatório da Bitso

Publicado 09.02.2024, 14:42
© Reuters.
BTC/USD
-
USDT/USD
-

Investing.com – O Bitcoin representava 53% do portfólio dos clientes na América Latina em 2023, de acordo com primeiro relatório publicado pela Bitso referente à região. De acordo com o documento, no período, 38% das criptomoedas adquiridas foram BTC. No Brasil, o Bitcoin representa 58% do holding total. Ainda assim, o país é o mercado com o portfólio mais diverso, com destaque para altcoins e memecoins.

O documento mostra a dominância da principal criptomoeda no mercado e indica ainda maior interesse por altcoins no Brasil. Além disso, também demonstra elevação da participação feminina na compra de ativos digitais. O relatório, que será feito a cada semestre, tem como base 8 milhões de usuários da plataforma da Bitso, que possui operações na Argentina, Brasil, Colômbia e México.

“O interesse em moedas digitais mais consolidadas, a maior diversificação dos casos de uso e a segurança de plataformas transparentes impulsionaram a adoção contínua de criptomoedas”, aponta Gabriel Alves, Vice-Presidente Global de Produto da Bitso.

O relatório aponta que a América Latina como um todo demonstra uma forte propensão à adoção tecnológica, sendo os dólares digitais (USD stablecoins e USDT) as criptomoedas que mais cresceram na região. O entusiasmo sobre o tema vem principalmente dos jovens e, O envolvimento das mulheres tenha crescido, o ecossistema cripto ainda é dominado por homens.

“A América Latina tem se mostrado uma região com altas taxas de adoção de criptomoedas em todo o mundo. Países como Brasil, Argentina e México estão entre os 20 primeiros do mundo com a maior adoção de criptomoedas”, destaca o documento.

No Brasil, houve expansão anual de 31% no número de usuários cripto, com um portfólio diversificado, incluindo 17% do total de investimentos em altcoins, incluindo uma propensão significativa para Shiba, de 3%. Conforme o documento, o país possui a menor penetração de Ethereum da região.

Fonte: Bitso

Em relação às compras em 2023 no Brasil, o destaque fica para o Bitcoin, dólares digitais e USDT. Veja as compras de criptomoedas:

Fonte: Bitso

Na Argentina e na Colômbia, as stablecoins ganham popularidade, com uma presença de 26% e 17% na carteira média, respectivamente. A Colômbia registou 60% de alta no número de usuários e é o país com maior percentual de mulheres em transações cripto, com 33% do total. Enquanto isso, os argentinos realizam metade das compras com dólar cripto, superando o bitcoin. Já o México é único país da América Latina onde o XRP está em peso nos portfólios, em terceiro no ranking, diante de seu uso em transferências internacionais.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.