Libere dados premium: até 50% de desconto InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Ethereum pode subir 485% com aprovação de ETFs, defende analista

Publicado 29.05.2024, 19:35
© Reuters
ETH/USD
-

Investing.com - Após a aprovação dos ETFs de Ethereum pela SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), a expectativa é que a negociação desses produtos financeiros comece em breve. Os investidores estão agora avaliando qual será o impacto desse desenvolvimento no preço do ETH, projetando uma possível valorização expressiva.

Segundo Rachel Lin, CEO da SynFutures, o Ethereum poderia atingir um valor entre US$ 15.000 e US$ 22.500 neste ciclo, representando um aumento de 290% a 485% em relação ao preço atual de US$ 3850.

"A recente aprovação do ETF é um dos marcos mais positivos tanto para o Ethereum quanto para o ecossistema como um todo", comentou Lin na última semana. Ela acrescentou que, embora o ETF de ETH possa não alcançar imediatamente a popularidade do bitcoin, é provável que atraia um volume considerável de capital a longo prazo.

É importante destacar que o Ethereum oferece diversas vantagens em relação ao Bitcoin, como a possibilidade de staking, que permite gerar um retorno passivo em ETH, e o acesso a tecnologias emergentes como DeFi e NFTs, diferentemente do Bitcoin, que é predominantemente visto como uma reserva de valor.

"O Bitcoin poderia ser para o Dow Jones o que o Ethereum seria para a Nasdaq", projetou Lin.

Diante desses fatores, Lin está convencida de que o mercado ainda não está suficientemente otimista em relação ao ETH, prevendo um "aumento maciço nos próximos meses".

Por fim, vale mencionar que outros analistas também antecipam uma forte valorização do Ethereum, ainda que com menos entusiasmo que Lin. O Standard Chartered Bank (LON:STAN), por exemplo, estabeleceu uma meta de fim de ano para o ETH em US$ 8 mil, indicando um potencial de valorização superior a 100%.

ETF de bitcoin BlackRock (NYSE:BLK) assume liderança do setor

O ETF de Bitcoin da BlackRock, denominado iShares Bitcoin Trust (NASDAQ:IBIT), alcançou um marco significativo ao ultrapassar o Grayscale Bitcoin Trust (BTC) (NYSE:GBTC) em total de participações, estabelecendo-se como o maior fundo do mundo dedicado à principal criptomoeda.

Na última terça-feira, o iShares Bitcoin Trust da BlackRock registrava US$ 19,68 bilhões em Bitcoins, ligeiramente acima dos US$ 19,65 bilhões mantidos pelo Grayscale Bitcoin Trust, segundo dados compilados pela Bloomberg. O terceiro maior fundo de Bitcoin pertence à Fidelity Investments, com US$ 11,1 bilhões em ativos.

A ascensão do IBIT ao topo do ranking não surpreendeu os observadores do mercado, visto que as participações em Bitcoin do GBTC sofreram uma redução de 50% antes do evento conhecido como "halving" do Bitcoin. O GBTC viu suas participações cair de 619.220 BTC em 11 de janeiro para o patamar atual.

Desde sua fundação, o iShares Bitcoin Trust captou US$ 16,5 bilhões em novas entradas de capital, enquanto o fundo Grayscale experimentou retiradas de US$ 17,7 bilhões no mesmo intervalo. As saídas do Grayscale são frequentemente atribuídas às suas taxas mais elevadas e às retiradas por parte de árbitros.

Os fluxos líquidos do IBIT da BlackRock apresentaram desaceleração desde o ápice em 13 de março, quando o fundo agregou US$ 866 milhões em capital novo. Apesar dessa desaceleração, as participações do IBIT cresceram mais de 10.200%, aumentando de 2.621 BTC no lançamento.

Paralelamente, a Grayscale está desenvolvendo estratégias para mitigar mais perdas, incluindo planos para lançar um segundo ETF que acompanha os preços spot do Bitcoin com uma taxa reduzida de 0,15%. A maior gestora de ativos criptográficos do mundo planeja dividir uma parcela de seu Grayscale Bitcoin Trust (GBTC) existente, que opera sob o símbolo "GBTC", para financiar o capital inicial do novo 'mini' ETF.

O grupo de fundos de Bitcoin, que até agora acumula ativos que totalizam US$ 58,5 bilhões, foi reconhecido como uma das categorias de ETF mais bem-sucedidas recentemente. No entanto, críticos alertam que os voláteis ativos digitais podem não ser adequados para adoção generalizada, mesmo dentro dos ETFs.

Alguns países, como Cingapura e China, restringem ou proíbem o acesso dos investidores às criptomoedas. O valor do Bitcoin quadruplicou desde o início do ano passado, impulsionado pela estreia dos ETFs e por uma sólida recuperação após um mercado em baixa profundo em 2022.

***

PRONTO PARA INVESTIR NO ESCURO! Quer saber se uma ação pode subir ou se é boa pagadora de dividendos?

No InvestingPro, com poucos cliques você sabe tudo isso e ainda tem acesso a:

  • ProPicks: Estratégias que usam IA para selecionar ações explosivas.

  • ProTips: Dicas rápidas e diretas para descomplicar informações financeiras.

  • Filtro avançado de ações: Encontre as melhores ações com base em centenas de métricas.

  • Ideias: Saiba como os maiores gestores do mundo estão posicionados e copie suas estratégias.

  • Navegação turbo: As páginas do Investing.com carregam mais rápido, sem anúncios.

  • Dados financeiros de nível institucional: monte suas próprias estratégias com ações de todo o mundo.

Invista com confiança! Use o cupom OFERTAPRO e ganhe um desconto adicional na promoção de 1 ou 2 anos do Pro ou Pro+. Mas essa condição é por tempo limitado! Clique aqui e garanta seu preço especial agora!

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.