Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Governo de Maduro e oposição retomarão diálogos em breve, e EUA relaxarão restrições, dizem fontes

Apesar dos juros e inflação elevados, Brasil ainda pode crescer em 2022, diz Inter

Dados Econômicos19.01.2022 15:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Por Ana Beatriz Bartolo

Investing.com - O ano de 2022 ainda deve ser desafiador, com os riscos do cenário externo e piora da situação fiscal no Brasil, porém o Banco Inter (SA:BIDI4) ainda acredita que a economia possa crescer ao longo do ano. O banco revisou as suas projeções para os indicadores brasileiros, considerando dados mais recentes.

A expectativa do Inter para a inflação passou de 4,8% para 4,7% em 2022 e de 3,2% para 3,1% em 2023. A previsão para este ano ainda está acima do centro da meta de 3,5%, mas dentro da margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Já para o próximo ano, o número do banco fica abaixo da meta de 3,25%.

Segundo o relatório divulgado, a tendência de desaceleração do IPCA, que começou em novembro passado, deve continuar por causa do aperto monetário e da atividade mais fraca. Com os choques de oferta se dissipando e o dólar se aproximando na média dos R$ 5,50, a alta nos preços também tendem a dar uma aliviada.

Porém, a desaceleração da inflação pode ser colocada em risco diante de uma eventual alta das commodities, em especial do petróleo que pode voltar ao patamar acima dos US$ 85 por barril, e por uma possível retomada de estímulos na China para acelerar o crescimento.

O Inter espera que, para controlar o IPCA, o ciclo de alta da taxa Selic deve acontecer até fevereiro, com elevações de 1,5 p.p. até lá. Assim, para março, a previsão é de um juros a 11,25%. O principal objetivo no momento seria conter o risco de inércia inflacionária, como o Banco Central já declarou em comunicado.

Porém, para o fim de 2022, a Selic é projetada em 10,5%, caindo para 7% em 2023. Para o Inter, novas altas nos juros podem acontecer caso piorem os cenários externo e fiscal do Brasil. Também é preciso destacar que a política monetária pode ter um forte impacto na atividade nos próximos meses.

No contexto internacional, com a perspectiva de que o Federal Reserve acelere a retirada de estímulos nos EUA e inicie uma alta nos juros até 1% no final do ano, deve haver um impacto na liquidez global, reduzindo a alocação de investimentos em ativos de maior risco, como países emergentes, além de encarecer o custo de capital.

Por fim, para 2021, o Inter estima um PIB de 4,7% e para 2022, de 0,5%. O risco de recessão para este ano não é descartado, especialmente por causa do aperto monetário, mas setores da economia, como o agronegócio e a indústria extrativa, devem se beneficiar do cenário global de recuperação e da volta da normalidade pós-pandemia, segundo o relatório.

Apesar dos juros e inflação elevados, Brasil ainda pode crescer em 2022, diz Inter
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (9)
Geraldo R Silva
LeoMoreira 19.01.2022 22:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Com este governo... com certeza a economia esta descendo a ladeira...salve-se quem puder.
Michael Souza
Michael Souza 19.01.2022 21:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ta dificil.
Michael Souza
Michael Souza 19.01.2022 21:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ta dificil
José Artur Medina
José Artur Medina 19.01.2022 16:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
coletivista=nazista/socialista/fascista/comunista
José Artur Medina
José Artur Medina 19.01.2022 16:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Desde quando 12% de juros é elevado, caro autor em que país você vive???Não lembro deste papo de juros elevados quando o PT junto com os banqueiros saqueavam empregadas domésticas com a Selic de 16%/cartão de crédito, ou quando mantinham o favelado na favela (dificultando o financiamento da casa própria) com essa taxa de juros de 16%? Hipócritas coletivistas!!!
Marco Sabino
Marco Sabino 19.01.2022 16:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Inacreditável como todo mundo tem memória Curta né. Naquela época 12% era o melhor governo do mundo, hoje 9.7% vai acabar com o Brasil.
Romulo Pariz Galon
Romulo Pariz Galon 19.01.2022 16:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Marco Sabino  Div/PIB aumentou bastante 7% antes significa um custo de uns 12% agora
Jordson Rodrigues
Jordson Rodrigues 19.01.2022 16:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parece que tá ficar mentindo por mais tempo vai ficar muito feio pro pessoal, o pib de 2021 já vai botar a credibilidade desse pessoal no lixo
Jordson Rodrigues
Jordson Rodrigues 19.01.2022 16:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parece que tá ficar mentindo por mais tempo vai ficar muito feio pro pessoal, o pib de 2021 já vai botar a credibilidade desse pessoal
Ricardo Lopes
Ricardo Lopes 19.01.2022 15:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Brasil cresce mesmo com STF, imprensa, artistas e corruptos da canhota jogando contra!
major tico
major tico 19.01.2022 15:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O único comentário sensato aqui
Alessandro Souza
Alessandro Souza 19.01.2022 15:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Alvo do barril de petróleo acima de 100 dólares , lógico que vai impactar na inflação
José Artur Medina
José Artur Medina 19.01.2022 15:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Marco Sabino
Marco Sabino 19.01.2022 15:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mas o Pior já foi, essa expansão e inflação já poderia ter ocorrido com o Petróleo nos $ 100,00 há muito tempo atrás, e hoje por R$ 7,00 a Gasolina seria praticamente de graça.
José Artur Medina
José Artur Medina 19.01.2022 15:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Marco Sabino  não ficará alta pra sempre
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail