Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

IPCA dispara e tem maior alta para maio em 25 anos, taxa em 12 meses supera 8%

Dados Econômicos09.06.2021 10:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
2/2 © Reuters. Torres de alta tensão de eletricidade vista durante pôr do sol em Brasília. 29/08/2018. REUTERS/Ueslei Marcelino 2/2

Por Camila Moreira e Rodrigo Viga Gaier

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A inflação oficial do Brasil disparou em maio acima do esperado e atingiu o nível mais elevado para o mês em 25 anos sob pressão da energia elétrica, ultrapassando em 12 meses 8% num momento de atenção ao cenário inflacionário e de aperto da política monetária.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou a alta a 0,83% em maio depois de subir 0,31% em abril, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse é o resultado mais forte para maio desde 1996 (1,22%) e ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,71%.

Com isso, o índice acumulado em 12 meses disparou a 8,06%, de 6,76% em abril, mostraram os dados divulgados nesta quarta-feira. A expectativa era de alta de 7,93%.

Esse resultado mais elevado desde setembro de 2016, que reflete a saída do cálculo de dados fracos vistos no ano passado, deixa a inflação acumulada bem acima do teto da meta oficial para este ano --uma inflação de 3,75%, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

"É uma inflação de administrados esse mês. Não há pressão de demanda. Apesar de certa recuperação da economia, ainda temos uma renda comprimida e desemprego alto", explicou o gerente da pesquisa, Pedro Kislanov.

O mês de maio foi marcado por uma alta de 5,37% da energia elétrica, que exerceu o maior impacto individual no índice do mês, uma vez que passou a vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1.

"O outro fator é a série de reajustes que houve no final de abril em várias concessionárias de energia elétrica espalhadas pelo país", disse Kislanov.

Isso levou o grupo Habitação a acelerar a alta a 1,78% em maio, de 0,22% no mês anterior. Já os custos de Transportes passaram a subir 1,15%, de uma queda de 0,08% em abril, diante do avanço de 2,87% dos preços da gasolina.

Alimentação e bebidas teve alta de 0,44% de 0,40% antes, embora a alimentação no domicílio tenha desacelerado de 0,47% em abril para 0,23% em maio. Isso principalmente por conta das frutas (-8,39%), da cebola (-7,22%) e do arroz (-1,14%). Por outro lado, as carnes subiram 2,24% e já acumulam avanço de 38% nos últimos 12 meses.

Por outro lado, comer fora de casa ficou mais caro, com a taxa da alimentação fora do domicílio passando a subir 0,98% em maio de 0,23% no mês anterior.

"Um dos motivos que podem explicar esse comportamento na alimentação fora de casa é o aumento de custos, devido à alta nos preços das proteínas", disse Kislanov. "Outro aspecto é o possível aumento de demanda. Maio, por ter tido uma abertura maior, pode ter influenciado o aumento da demanda."

SERVIÇOS

O cenário inflacionário tem sido acompanhado de perto, com o Comitê de Política Monetária do Banco Central voltando a se reunir na próxima semana. Depois de a taxa básica de juros Selic ter saído da mínima de 2% para o atual patamar de 3,5% desde março, a expectativa é de novo aumento na próxima quarta-feira.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, ressaltou recentemente surpresas altistas na inflação, afirmando que as expectativas para a alta dos preços no Brasil subiram mais do que em outros países. Ele também assegurou que a meta será cumprida, mas destacou dúvidas sobre a trajetória dos preços de commodities e da inflação de serviço conforme as economias reabrem.

Ele avaliou na véspera que o Brasil deve passar por um estágio de "euforia" no consumo de serviços no segundo semestre com a reabertura da economia, e que a perspectiva para a inflação do setor será uma das principais questões que o Copom vai avaliar.

Em maio, os preços de serviços, setor mais afetado pelas medidas de isolamento devido à Covid-19, recuaram 0,15%, sobre variação positiva de 0,05% no mês anterior.

Na pesquisa Focus mais recente realizada pelo BC com uma centena de economistas, a perspectiva para a inflação este ano está agora em 5,44%, com a Selic a 5,75%.

IPCA dispara e tem maior alta para maio em 25 anos, taxa em 12 meses supera 8%
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (16)
Marcello Investidor
Marcello Investidor 09.06.2021 14:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Paulo Guedes não tem culpa, muito menos Campos Neto ou Bolsonaro. O problema é essa pandemia...
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 09.06.2021 14:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tem gado do Dilmo de calças, aí nos comentários, já TORCENDO pela a ALTA da Selic para conter a INFLAÇÃO... Pelo visto, ele vai acabar pedindo a volta da Dilma de saias...
Maria Celia Costa
Maria Celia Costa 09.06.2021 14:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ué qual seria sua sugestão?
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 09.06.2021 14:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Maria Celia Costa  não repetir o mesmo erro cometido em 2018. Esse já é um bom caminho *** Chega de CENTRÃO em governos fracos ***
Rogerio Soares
Rogerio Soares 09.06.2021 12:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Enquanto isso a poupança do mais pobre rendendo 2% ao ano. Faz arminha e continue votando no PMDB, PSDB, PP, DEM, PSL, NOVO e assemelhados.
Maria Celia Costa
Maria Celia Costa 09.06.2021 12:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
na verdade 2,45% ao ano e a expectativa que feche o ano 4,2%. mas o pobre que não é burro sabe que tem opções de 100% do cdi e não coloca dinheiro na poupança.
thiago lima
thiago lima 09.06.2021 12:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom era o PT ne!? Cada uma viu
Rogerio Soares
Rogerio Soares 09.06.2021 12:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Enquanto isso a poupança do pobre rendendo 2%. Belo ajuste fiscal...
José C Neto
Neto863 09.06.2021 11:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mn Nve
Mn Nve 09.06.2021 10:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não foi a toa que o Rei da Rachadinha deu um aumento acima do teto constitucional para ele e seus ministros.... Não esta facil para ninguém, né? Em 22, seja patriota, pense no Brasil. Não vote em Lula e Bozo.
Airon Gonçalves
Airon Gonçalves 09.06.2021 10:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Em 22, seja patriota, pense no Brasil. Não vote em Lula e Bozo.
Cristiano Lima
Cristiano Lima 09.06.2021 10:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
obrigado Campos neto
Mn Nve
Mn Nve 09.06.2021 9:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nem o IPCA camuflado pela pandemia esconde a incompetência deste desgoverno. 8% de IPCA e 40% de IGPM. Tão alto que o Rei da Rachadinha deu a canetada para aumentar o salário dele e de seus comparsas, acima do teto constitucional. Não está fácil para ninguém, né? Em 22, seja patriota, pense no Brasil. Não vote em Lula e Bozo
julio cesar
julio cesar 09.06.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A inflação é passageira e a terra é plana....
Murilo Gomes
Murilo Gomes 09.06.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pior que muitos vão concordar...
jose eduardo muniz coimbra
jose eduardo muniz coimbra 09.06.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
EUA com inflação de 4% e juros negativos.EUA com defecit maior que ao fim da 2° GUERRA.Dolar Index Spot caindo 10% em um ano.Emissão de trilhões de dólares sem lastro.Rússia vendendo suas reservas em dólares.China abandonando o dólar.Maniqueismo leva a uma distorção na análise.
JulianaKatz Lang
JulianaKatz Lang 09.06.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Legal. Porque será que tá cheio de brasileiros querendo ir para os USA mas nenhum americano quer vir para o Brasil. Tempo para raciocinar....
Rafael Rodrigues
Rafael Rodrigues 09.06.2021 9:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Todos sabem que com a alta da inflacao e bom para eletricas e saneamentos!!!
julio cesar
julio cesar 09.06.2021 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É passageira... By Campos Neto
Fabio Piloto
Fabio Piloto 09.06.2021 9:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Com a queda do dólar e alta da selic a inflação recuará até o fim do ano.
Murilo Gomes
Murilo Gomes 09.06.2021 9:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Como o próprio Campos Neto já nos alertou, o setor de serviços compensará essa queda.... ou seja, nada de recuo
Rafael Rodrigues
Rafael Rodrigues 09.06.2021 9:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Isso e nom pro sanemaneto .
Robert Elias Silva
Robert Elias Silva 09.06.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O bom é que temos 8% de inflação anual (dados oficiais) e o governo pratica uma Selic de 3,75% a.a.Viva a transferência de recursos para os bancos!!!!!
Heron VIEIRA
HFVieira 09.06.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nota Zero pra você. Quem ganha nesse caso é o governo, com a senhoriagem, vulgo imposto inflacionário.
roberto gadioli
roberto gadioli 09.06.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
#governoAnão #governodeM #governodaM0rte
Maria Celia Costa
Maria Celia Costa 09.06.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Heron VIEIRA aí me fala oq vc falou errado p esse tanto de idiota dar deslike?
Francisco Gomes
BozoLuladrões 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Inflaçao alta aqui não. Isso deve ser na Suiça🤣
Mostrar respostas anteriores (2)
Murilo Gomes
Murilo Gomes 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sempre a mesma retórica... esquerda direita, o que importa é que tive aumento no aluguel de 37%, a gasolina subiu
César Ferreira
César Ferreira 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Murilo Gomes aumentou seu aluguel pq vc é burro, o que tem de oferta p alugar fechado, maior ,melhor e mais barato.. Só dos troxas subiu o aluguel
Andre Tasoniero
Andre Tasoniero 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Murilo Gomes  Isso que eu canso de falar...que importa é na prática. Povo vivia melhor agora ou antes? O resto é conversa mole!
José Artur Medina
José Artur Medina 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Murilo Gomes  , renegocie todo mundo fez isso.
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 09.06.2021 9:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O ponto não é se vai negociar ou não. O ponto é que a INFLAÇÃO veio e PONTO (ponto para o Bolsonaro por mais esta conquista... hehehe)
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail