Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Fenafisco: Alteração no ICMS é desleal e não resolve alta dos combustíveis

Economia14.10.2021 19:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Fenafisco: Alteração no ICMS é desleal e não resolve alta dos combustíveis

É desleal, inócua e não vai resolver a questão dos aumentos de preços dos combustíveis. Esse é o teor de nota distribuída pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) para classificar a decisão da Câmara de aprovar o projeto de lei que altera a base de cálculo do ICMS dos combustíveis.

"É medida paliativa e falsa solução para o elevado preço dos combustíveis, resultado da política de preços da Petrobras (SA:PETR4)", diz a nota.

Segundo a Fenafisco, o texto interfere diretamente nas finanças de Estados e municípios e causará impactos para a população. Isso porque, de acordo com a federação, a aprovação da medida resultará em prejuízo de R$ 24 bilhões aos Estados e R$ 6 bilhões aos municípios.

"A Câmara dos Deputados adotou uma medida com alto custo social, interferindo na arrecadação dos entes, já combalidos desde antes da pandemia. A redução previamente anunciada de 8% no preço da gasolina é tímida e efêmera. Ressalte-se que não há aumento do ICMS há mais de dois anos e meio, enquanto os preços da gasolina, diesel e gás de cozinha aumentaram cerca de 40% desde 2019", critica a Fenafisco.

Ainda segundo a nota, "ações efetivas para reduzir o preço dos combustíveis no País passam pela revisão da política de preços da Petrobras, atualmente atrelada ao dólar, e pela redução dos lucros dos acionistas da empresa que seguem intactos".

A Fenafisco, continua a nota, "ao tempo em que se posiciona veementemente contra a alteração do ICMS e reforça o seu apoio à independência de Estados e municípios, também lastima a ausência de coragem e espírito público por parte da Câmara dos Deputados para propor a redução dos lucros dos acionistas privados da Petrobras".

"A Federação defende a aprovação de uma reforma ampla, que reverta a regressividade do sistema tributário, diminua a tributação sobre o consumo e alivie a carga de impostos que pesa sobre as camadas mais pobres e aumente a tributação sobre os super-ricos", conclui a nota.

Fenafisco: Alteração no ICMS é desleal e não resolve alta dos combustíveis
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (9)
Rodrigo Milan Procópio
Rodrigo Milan Procópio 17.10.2021 16:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Propor a privatização ninguém quer.
Leandro Teodoro Sanches
Leandro Teodoro Sanches 15.10.2021 9:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
inchar a máquina pública por isso ICMS
Wilson Costa Teixeira
Wilson Costa Teixeira 15.10.2021 9:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ain não há aumento do ICMS há mais de dois anos, vcs acham que somos trouxas ? O ICMS é o mesmo, porém com aumento da commoditie o ICMS aumenta, ainda sendo cobrado sobre o preço da bomba. Claro que estados estão arrecadando mais com essa inflação da commoditie e alta do dólar, pq falar asneiras dizendo que não aumenta o ICMS há anos. Precisa ser analisado é o aumento de arrecadação, mas só se fala o que convém para deixar a população confusa.
Mario vieira neto
Mario vieira neto 15.10.2021 8:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Engracado q so agora no desgoverno deste palhaco preguicoso que ele n assume e resolve os problemas, td ele culpa alguem! Incompetente
Benedito Almeida
Benedito Almeida 15.10.2021 8:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tá aí uma oportunidade para os gestores estaduais e municipais fazerem mais com menos.
Caio Thome
Caio Thome 15.10.2021 8:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A máquina pública brasileira só trabalha com a possibilidade de arrecadação maior a cada dia. OS prefeitos e governadores trabalham com foco em poder e política de auto benefício.
Bruno Ben
Bruno Ben 15.10.2021 8:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
agora esses governadores de mé* se obrigarão a enxugar as despesas. essa conta não é do povo!
Ander Mad
Ander Mad 15.10.2021 8:08
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
desleal a quem, cara pálida? estado morde grande fatia e o cidadão não recebe nenhum benefício de volta, tá na hora de enxugar a máquina
Reginaldo Costa de Sousa
Reginaldo Costa de Sousa 15.10.2021 8:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Desleal e meter a mão do contribuinte sem dó 🤬🤬
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail