Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Últimas Notícias

Google Cloud é a base para a Web3, afirma diretor do Google

Dólar cai mais de 1% com exterior, Selic alta e redução de temor local; Fed ainda preocupa

Moedas 22.09.2022 18:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.
 
AUD/USD
-0,58%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/ZAR
+0,76%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/MXN
+0,18%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GS
-1,48%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/BRL
+0,50%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/COP
+1,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu acentuadamente contra o real nesta quinta-feira, pressionado pela fraqueza da divisa norte-americana no exterior, pelo patamar elevado dos juros brasileiros e pela recente redução de temores político-fiscais domésticos, embora analistas continuassem cautelosos em relação ao agressivo aperto monetário do Federal Reserve.

A moeda norte-americana à vista recuou 1,12%, a 5,1157 reais, renovando seu menor patamar para encerramento desde o último dia 12 (5,0983 reais). Este foi o terceiro pregão de desvalorização do dólar nesta semana, período em que acumula baixa de 2,76%.

Na B3 (BVMF:B3SA3), às 17:16 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 1,15%, a 5,1240 reais.

O dólar à vista caiu 1,31% na mínima do dia, a 5,1062 reais, depois de mais cedo ter chegado a subir 0,24%, a 5,1863 reais.

Por trás dessa queda, participantes do mercado apontaram a fraqueza do dólar no exterior, principalmente ante moedas de países emergentes ou expostas às commodities, como pesos colombiano e mexicano, sol peruano, rand sul-africano e dólar australiano.

Além disso, "a depreciação do real não se sustentou porque a gente ainda tem um colchão muito importante de juros altos", disse Fernando Bergallo, diretor de operações da FB Capital.

O Banco Central decidiu na véspera manter a taxa Selic em 13,75% ao ano, interrompendo um agressivo ciclo de aperto monetário, mas ponderou que não hesitará em retomar as altas nos juros se a redução da inflação não transcorrer como o esperado.

A decisão --interpretada pelos mercados como o fim do longo processo de aumento dos juros-- beneficiou o Ibovespa, que fechou esta quinta-feira em alta de 1,91%. Os fluxos de recursos para a bolsa paulista forneceram apoio ao mercado de câmbio local, disseram alguns especialistas.

Ao mesmo tempo, continuava jogando a favor dos ativos brasileiros o apoio do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Planalto, anunciada no início da semana.

"Desde que Meirelles apareceu apoiando Lula, o mercado entendeu que havia chance maior de o teto (de gastos) ser mantido" em eventual governo do petista, disse à Reuters, Gabriel Cunha, especialista de mercados internacionais do C6 Bank.

Apesar do alívio recente, Cunha acredita que a trajetória do dólar ao longo dos próximos meses será ascendente, tanto por causa do agressivo ciclo de aperto monetário em curso nos Estados Unidos quanto pela perspectiva de deterioração do quadro fiscal brasileiro a partir do ano que vem.

Na quarta-feira, o Federal Reserve, banco central norte-americano, subiu sua taxa de juros em 0,75 ponto percentual, aperto monetário acompanhado de fortes revisões para cima nas projeções para o nível dos custos dos empréstimos neste ano e no próximo.

Juros mais altos tornam o mercado de renda fixa norte-americano mais rentável, mas também elevam a probabilidade de recessão no país, o que tem desencadeado forte busca por ativos seguros nas últimas semanas.

No Brasil, o fiscal será um empecilho para o mercado de câmbio local porque ambos os principais canditatos nas eleições deste ano, Lula e o atual presidente Jair Bolsonaro (PL), têm mostrado sinais de que não adotarão postura de austeridade fiscal caso eleitos, avaliou Cunha, o que deve piorar a trajetória da dívida pública.

O Goldman Sachs (NYSE:GS) disse nesta quinta-feira esperar que o quadro fiscal brasileiro "se deteriore visivelmente" em 2023, com perspectiva de que o governo do próximo presidente do país --seja de Lula ou de Bolsonaro-- precisará propor suspensão do teto de gastos para cumprir as promessas de campanha.

Com os desafios locais se somando a exterior adverso, o C6 espera que o dólar encerre este ano em 5,50 reais, avançando ainda mais, para 5,80 reais, até o fim de 2023.

Dólar cai mais de 1% com exterior, Selic alta e redução de temor local; Fed ainda preocupa
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (20)
Geraldo R Silva
LeoMoreira 22.09.2022 21:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
47 a 33... vai ter bozopata se suicidando....kkkkk
Zelensk Zenith
Zelensk Zenith 22.09.2022 19:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
22🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
Maildo Paiva
Maildo Paiva 22.09.2022 19:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nao seria devido ao Meireles??Kkkk
Antonio Kainam
Antonio Kainam 22.09.2022 19:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
KKKKKKKKKK SQN
Athanase Patsea
Athanase Patsea 22.09.2022 19:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O difícil é saber se vai até 5,300 que é a primeira resistência, ou mais...
Athanase Patsea
Athanase Patsea 22.09.2022 19:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
As eleições vão puxar o dolar pra cima....
Mantt Newmann
Mantt Newmann 22.09.2022 18:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Caiu? Culpa da Globo ou do STF?
Mantt Newmann
Mantt Newmann 22.09.2022 18:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Caiu? Culpa da Globo ou do STF?
Daniel Botelho
Daniel Botelho 22.09.2022 18:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Dolar caiu por motivos domesticos! No exterior o indice dolar subiu!
Paulo Santos
Paulo Santos 22.09.2022 18:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esses palpiteiros esquerdistas desse site são uma piada. Não devem saber administrar sequer a própria vida e vivem a dar pitaco de viés ideológico sobre a economia brasileira e internacional. Haja paciência.
Raul Silvestre
Raul Silvestre 22.09.2022 18:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pior são os comentários dos bozoloides... estragando o site e país.
Raul Silvestre
Raul Silvestre 22.09.2022 18:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pior são os comentários dos bozoloides... estragando o site e país. valeu o economista especialista
Antonio Kainam
Antonio Kainam 22.09.2022 18:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
melhor são os comentários dos esquerdistas sobre a Economia.. é cada vergonha.. q acho q eles não sabem nem oq significa economia..
Comande Sua Vida
Comande Sua Vida 22.09.2022 18:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O cenário era evidente de desvalorização do real frente o dólar devido a diversos fatores. como o aumento do juros pelo FED , pelo Banco da Inglaterra, pela internalização da. moeda americana para investimento em renda Fixa no Brasil , na B3, e por aí vai. Até quando permanecerá assim só o constante fenômeno econômico da oferta e demanda poderá afirmar.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail