Junte-se a +750 mil investidores que copiaram as ações das carteiras dos bilionáriosAssine grátis

Dólar cai quase 1% no Brasil sob influência do exterior e de ajustes técnicos

Publicado 26.05.2023, 17:23
© Reuters.
USD/MXN
-
USD/BRL
-
DX
-
CLP/USD
-
COP/USD
-
WDOc1
-

Por Fabricio de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - Após a forte alta da véspera, o dólar à vista encerrou a sexta-feira em queda firme ante o real, em sintonia com a baixa da divisa norte-americana ante outras moedas de exportadores de commodities e em meio a ajustes técnicos no Brasil.

O dólar à vista fechou o dia cotado a 4,9851 reais na venda, com baixa de 0,99%. A divisa dos EUA acumulou baixa de 0,20% na semana.

Na B3 (BVMF:B3SA3), às 17:16 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,98%, a 4,9915 reais.

A expectativa de um acordo entre a Casa Branca e republicanos em torno da ampliação do teto da dívida dos Estados Unidos deu força a algumas moedas de exportadores de commodities, como real, o peso mexicano, o peso chileno e o peso colombiano.

Fonte ouvida pela Reuters afirmou que o presidente norte-americano, Joe Biden, e o principal republicano do Congresso, Kevin McCarthy, estão se aproximando de um acordo que aumentará o teto da dívida do governo por dois anos, limitando os gastos na maioria dos itens.

O real, o peso mexicano, o peso chileno e o peso colombiano eram as quatro moedas com maior valorização ante o dólar nesta sexta-feira, entre as principais divisas do mundo.

"Quando o país é exportador de commodities e tem juros de dois dígitos, como no caso do Brasil, sua moeda está subindo", pontuou José Faria Júnior, diretor da consultoria Wagner Investimentos.

Profissionais ouvidos pela Reuters avaliaram ainda que o recuo da moeda norte-americana ante o real obedece a ajustes técnicos. Quando o preço supera os 5,00 reais, como ocorreu na quinta-feira, surge uma pressão de venda de moeda, com exportadores aproveitando as cotações. Quando o preço cai abaixo de 4,95 reais, surge uma pressão de compra por parte de importadores.

Um operador comentou que, em função do feriado bancário nos EUA na segunda-feira, o dólar em tese não teria tanto espaço para cair ante o real nesta sexta-feira, porque muitos agentes preferem se posicionar na segurança da moeda norte-americana. Ainda assim, por conta do forte avanço da véspera, o recuo do dólar foi firme nesta sexta.

No exterior, o dólar operava próximo da estabilidade ante uma cesta de moedas neste fim de tarde, embora se mantivesse em baixa ante as moedas ligadas a commodities.

Às 17:16 (de Brasília), o índice do dólar -- que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas -- caía 0,03%, a 104,200.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.