😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Dólar recua mais de 1% frente ao real com cenário externo e realização de lucros

Publicado 24.06.2024, 10:03
© Reuters. Notas de dólarn02/08/2011nREUTERS/Yuriko Nakao
USD/BRL
-

Por Fernando Cardoso

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar acelerava sua queda frente ao real nas negociações desta segunda-feira, em linha com a fraqueza da divisa norte-americana no exterior e inflenciado pela realização de lucros de investidores no Brasil, recuando mais de 1% e devolvendo ganhos recentes.

Às 11h04, o dólar à vista caía 1,08%, a 5,3826 reais na venda. Na B3 (BVMF:B3SA3), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento recuava 0,97%, a 5,3855 reais na venda

"Dólar caindo de maneira generalizada. E aqui talvez um pouco mais por uma realização de lucros", disse Fernando Bergallo, diretor de operações da FB Capital.

Nesta manhã, a divisa norte-americana caía em uma série de mercados desenvolvidos e emergentes, o que refletia em uma queda no Brasil.

O índice do dólar -- que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas -- cedia 0,43%, a 105,420.

O euro era negociado a 1,074175 dólar, em alta de 0,44% no dia.

Entre moedas emergentes, eram destaques a queda do dólar ante o peso mexicano, de 0,52%, e contra o peso colombiano, de 0,95%.

No mercado nacional, a queda mais acentuada do dólar podia ser vista como a realização de lucros obtidos por investidores com as altas recentes da moeda norte-americana, quando preocupações dos investidores com as contas públicas brasileiras geraram uma maior fraqueza do real.

Na semana passada, os temores do mercado aumentaram ainda mais com uma série de declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva atacando o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e a condução da política monetária por parte da autarquia.

O dólar atingiu na quinta-feira seu maior valor desde 22 de julho de 2022, a 5,4618 reais na venda, ainda durante o governo de Jair Bolsonaro.

Nesta semana, após sessões marcadas por decisões de política monetária no Brasil e em mercados desenvolvidos, os investidores voltam suas atenções para a divulgação de novos dados de inflação, em busca de sinais sobre o processo de controle dos preços a nível global.

O mercado doméstico analisará na quarta-feira novos dados do IPCA-15 para junho, com expectativa de analistas consultados pela Reuters de alta de 0,45% na base mensal, ante 0,44% no mês anterior.

As divulgações de números de inflação no Brasil têm ganhado importância à medida que as expectativas do mercado sobre os preços seguem subindo para este e o próximo ano, gerando preocupação nas autoridades do Banco Central.

Mais cedo, economistas consultados pelo BC em sua pesquisa Focus elevaram novamente a projeção para o IPCA ao fim deste ano, a 3,98%, ante 3,96% na semana anterior, e para 2025, a 3,85%, de 3,80%.

A visão da autarquia sobre a desancoragem das expectativas será elaborada mais uma vez na terça-feira, quando o BC divulgar a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em que foi decidida a manutenção da taxa Selic em 10,50% ao ano.

© Reuters. Notas de dólar
02/08/2011
REUTERS/Yuriko Nakao

No Focus desta segunda-feira, os economistas ainda elevaram sua projeção para o valor do dólar ao fim deste ano, visto agora em 5,15 reais, ante 5,13 reais na semana passada, em meio à fraqueza recente da moeda brasileira.

Na sexta-feira, o dólar à vista encerrou o dia cotado a 5,4413 reais na venda, em baixa de 0,38%.

 

(Por Fernando Cardoso)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.