Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Índice DXY do dólar toca máximas em 20 anos, com temor de eventual recessão

Moedas 05.07.2022 20:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Índice DXY do dólar toca máximas em 20 anos, com temor de eventual recessão

O índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de moedas fortes, avançou nesta terça-feira, 5, atingindo máximas intraday desde dezembro de 2002. O quadro de cautela apoiou a compra da divisa americana, em meio também a sinais fracos para a economia da zona do euro e com cautela em relação ao Reino Unido. Além disso, o peso argentino seguiu em foco, em baixa no mercado oficial diante de dúvidas entre investidores sobre as perspectivas para o país, com uma nova ministra da Economia.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 135,74 ienes, o euro recuava a US$ 1,0273 e a libratinha baixa a US$ 1,1959. O DXY teve alta de 1,33%, a 106,535 pontos.

Na zona do euro, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto recuou a 52,0 em junho, na mínima em 15 meses. Segundo a Capital Economics, o dado indica enfraquecimento da atividade, em um contexto de inflação bem acima da meta de 2% do Banco Central Europeu (BCE). Nesse contexto, o euro bateu mínimas em quase 20 anos frente ao dólar.

No Reino Unido, o PMI de serviços teve alta inesperada a 54,3 em junho, enquanto o PMI composto subiu a 53,7. Analistas, porém, também preveem perda de fôlego no país, diante do aperto monetário para conter a inflação elevada. O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) publicou relatório hoje, no qual notou "deterioração material" do cenário econômico, com a guerra na Ucrânia. O país ainda vive uma crise política, com a saída de membros importantes do governo do premiê Boris Johnson e analistas especulando que o primeiro-ministro pode não sobreviver muito mais no posto.

O Goldman Sachs (NYSE:GS) afirmou em relatório ver 30% de chance de recessão nos EUA, de 40% na Europa e de 45% no Reino Unido, em 2023. Mesmo que com riscos também para a economia americana, o quadro de cautela nos mercados globais tende a apoiar a compra da moeda dos EUA, também diante da perspectiva de altas de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

Entre outras moedas em foco, o dólar avançava a 126,2073 pesos argentinos. Já no mercado paralelo, o chamado "dólar blue" ajustava ganhos recentes e caía a 252 pesos. A moeda da Argentina segue sob pressão, após a posse da nova ministra da Economia, Silvina Batakis. Analistas em geral viram com ressalvas as perspectivas para o país, com a mudança, com mais riscos de alta nas expectativas já elevadas de inflação. Batakis também pretende revisar o acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Índice DXY do dólar toca máximas em 20 anos, com temor de eventual recessão
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail