Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Sobrecarga na compra de dólar eleva risco de violenta reversão

Moedas 26.09.2022 16:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Funcionário de casa de câmbio conta notas de 100 dólares 20/03/2019 REUTERS/Mohamed Abd El Ghany
 
EUR/USD
0,09%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/JPY
-0,11%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/BRL
+0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
DX
-0,07%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Saqib Iqbal Ahmed

NOVA YORK (Reuters) - Alguns investidores estão cada vez mais preocupados com o risco de a alta meteórica do dólar estar preparando o terreno para uma rápida reversão de posições, o que prejudicaria aqueles que buscaram refúgio na moeda norte-americana nos últimos meses.

Taxas de juros crescentes nos EUA, uma economia norte-americana comparativamente forte e a demanda por proteção contra oscilações selvagens nos preços dos ativos atraíram investidores para o dólar.

O índice da moeda frente a uma cesta de rivais salta 19,2% neste ano e quase 27% desde o fim de 2020.

Alguns investidores temem que as negociações com o dólar tenham se tornado excessivamente exorbitantes, aumentando o risco de uma queda acentuada se a sorte da moeda mudar e investidores tentarem sair de suas posições de uma só vez.

"O posicionamento está sobrecarregado", disse Calvin Tse, chefe de macroestratégia global para as Américas do BNP Paribas (EPA:BNPP). "Se conseguirmos um catalisador, o dólar pode virar, e virar de forma muito agressiva", disse ele.

Especuladores do mercado monetário internacional mantiveram posição líquida comprada em dólar de 10,23 bilhões de dólares na semana encerrada em 20 de setembro. É um número bem abaixo do pico recente de 20 bilhões de dólares em julho, mas marca a terceira sequência mais longa desde 1999 em que operadores mantêm posições de alta do dólar, com 62 semanas consecutivas nessa direção.

Exceto um breve período de incerteza relacionada à pandemia, amplos dados de posicionamento líquido no mercado de opções desde 2014 mostram que as posições compradas em dólares estão em seu patamar mais esticado de todos os tempos, de acordo com o Morgan Stanley (NYSE:MS).

Cerca de 56% dos participantes da pesquisa global do BofA (NYSE:BAC) com gestores de fundos em setembro citaram a compra de dólar como a "negociação mais sobrecarregada", terceiro mês consecutivo em que o dólar ocupou essa posição na pesquisa.

Investidores podem já ter tido uma ideia de como seria uma reversão quando o índice do dólar recuou quase 3% ao longo de duas semanas, a partir demeados de julho, já que alguns investidores apostam que a inflação dos EUA poderia ficar moderada o suficiente para permitir que o Fed tivesse espaço para se afastar de seu caminho de aumentos agressivos nas taxas de juros.

Embora dados de inflação dos EUA mais fortes do que o esperado para agosto tenham frustrado essas esperanças e feito o dólar subir, os perigos decorrentes de negociações abarrotadas com o dólar só aumentaram, disseram investidores.

"Sem dúvida, quando você tem uma negociação abarrotada, onde todos os investidores buscam a mesma coisa, quando as percepções mudam, a reação é violenta", disse Eric Leve, diretor de investimentos da empresa de gestão de patrimônio Bailard.

"Poderíamos facilmente ver um movimento de 10% a 15% para o outro lado no dólar em relação ao euro ou ao iene", disse ele.

Em 2015 e 2009, as duas últimas vezes em que o índice do dólar subiu mais de 20% durante um período de um ano, registrou queda de dois meses de 6,7% e 7,7%, respectivamente, depois de ter atingido o pico.

Catalisador de reversão

Embora o posicionamento sobrecarregado possa agravar qualquer possível reversão do dólar, seria necessária uma grande mudança fundamental para causá-la, disseram investidores.

A queda da volatilidade das taxas de juros dos EUA, a normalização dos preços da energia na Europa e a China abandonando sua política de zero Covid são três pré-requisitos para que o dólar entre em um mercado de baixa estrutural, disse Tse, do BNP.

"Quando esses três pontos estiverem confirmados, isso nos fornece mais uma pista para ver o dólar entrar em um mercado de baixa, mas não vejo isso acontecendo tão cedo", disse ele.

Embora as taxas de juros dos EUA estejam acima das de muitas outras economias, quase todos os principais bancos centrais, incluindo o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE), aumentaram os custos dos empréstimos à medida que intensificam sua luta contra a alta inflação, ajudando a aumentar o fascínio de suas combalidas moedas.

Quaisquer sinais de que a inflação dos EUA possa estar diminuindo podem ajudar a reviver expectativas de um pivô "dovish" (estimulativo) do Fed, tirando do dólar uma força motriz crucial.

Um sério golpe nas perspectivas econômicas para os EUA também pode prejudicar o dólar, disse Jack McIntyre, gestor de portfólio da Brandywine Global.

O aperto agressivo da política monetária pelo Fed aumentou preocupações de que a economia dos EUA possa estar caminhando para uma recessão no próximo ano.

As três maiores economias do mundo --Estados Unidos, China e zona do euro-- estão desacelerando acentuadamente, e mesmo um "golpe moderado na economia global no próximo ano pode levá-las à recessão", disse o Banco Mundial em recente estudo.

"Acho que o que enfraquece o dólar é aumentar a probabilidade de os EUA entrarem em recessão, e isso não está descontado no dólar", disse McIntyre.

Mas com a moeda escalando novos picos em várias décadas, o posicionamento para um recuo pode ser doloroso. "Estamos lutando um pouco, mas está difícil", disse McIntyre.

Sobrecarga na compra de dólar eleva risco de violenta reversão
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (7)
Andryo Camargo
Andryo Camargo 26.09.2022 23:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O catalizador vai ser bitcoin, confia
Flávio Luiz Correa dos Santos
Flávio Luiz Correa dos Santos 26.09.2022 23:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Parece que o movimento do Bitcoin antecipa as reações do mercado.
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 26.09.2022 23:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
aviso sexta ptax vai cair feio
Guilherme Ricci
Guilherme Ricci 26.09.2022 22:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
aqui o artigo compara o dólar com seus pares desenvolvidos, não com o real
Roberto Vbr
Roberto Vbr 26.09.2022 22:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pode até ser que haja mais uma alta para amanhã, mas já no curto prazo vejo (opinião minha respeitando todas em contrário) mais chances do mesmo cair. Enfim vejamos os próximos capítulos.
Marcelo Oliveira
Marcelo Oliveira 26.09.2022 22:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quem conhece de gráfico já sabe a alguns meses que doleta vai a 7,00. O motivo está aparecendo agora, mas os gráficos de quem entende realmente do assunto já apontava pra uma alta violenta até 7 conto.
Paulo Mendes
Paulo Mendes 26.09.2022 20:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
inflaçao da alta EUA. euro ta perdendo feio.
Pedro Hurwicz
Pedro Hurwicz 26.09.2022 20:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pelo que entendi acredita que o dólar vai recuar??
Ricardo Gurgel
Ricardo Gurgel 26.09.2022 20:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sim.... mas só se a Europa não tiver problema com gás no inverno, a China não colocar mais restrições quanto covid e os EUA baixarem os juros. Esses 3 eventos acontecendo juntos.
Ricardo Gurgel
Ricardo Gurgel 26.09.2022 20:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sim.... mas só se a Europa não tiver problema com gás no inverno, a China não colocar mais restrições quanto covid e os EUA baixarem os juros. Esses 3 eventos acontecendo juntos.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail