📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Aneel autoriza desenvolvimento de projetos de inovação tarifária orçados em R$ 20,19 milhões

Publicado 18.06.2024, 18:54
© Reuters.  Aneel autoriza desenvolvimento de projetos de inovação tarifária orçados em R$ 20,19 milhões
CPLE6
-
LIGT3
-
ENGI11
-

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 18, a execução dos "sandboxes tarifários" de três projetos de inovação no setor, com custo estimado em R$ 20,19 milhões e uma amostra de 12,6 mil unidades consumidoras.

A autorização inclui: o projeto de Faturamento Fixo e Estudo de Economia Comportamental; o projeto de Tarifa Multipartes (Fixa, Demanda e Horária) e Fatura Digital; e o projeto de Tarifa da Madrugada para Abastecimento de Carros Elétricos.

O primeiro foi apresentado pelo Grupo Energisa (BVMF:ENGI11) (Minas Gerais), com a proposição de uma nova modalidade de faturamento fixo (o valor da fatura) com ajustes periódicos, aplicável a consumidores residenciais de baixa tensão. A empresa fala em garantir maior previsibilidade de gastos com energia elétrica. Nesse modelo, sobras e déficits serão compensados após cada ciclo.

O segundo projeto trata de novas modalidades tarifárias, que deverão ser testadas com consumidores conectados em baixa tensão na área de concessão da Copel (BVMF:CPLE6) (Paraná). A meta é também dinamizar as tarifas com medidores inteligentes, com sinalização de horário. Pelo desenho da proposta, também há previsão na emissão de faturas totalmente digitais.

O terceiro projeto é também da Copel e pretende testar duas tarifas diferenciadas para proprietários residenciais de veículos elétricos plug-in. A ideia é, por exemplo, evitar a sobrecarga da rede elétrica devido ao carregamento de muitos veículos elétricos ao mesmo tempo e também incentivar que os veículos sejam carregados em horários de menor demanda, como na madrugada.

Essas propostas foram submetidas à segunda chamada pública de Sandboxes Tarifários, que é um ambiente experimental e temporário, comum para startups financeiras (fintechs). Nesse espaço de testes, há afastamento de normas ou até monitoramento, por exemplo.

O início da execução está previsto para setembro deste ano. A data para envio do relatório final varia de setembro de 2026 a junho de 2027, a depender do projeto.

A Light (BVMF:LIGT3) também apresentou uma proposta nessa rodada da chamada pública, com foco em técnicas de economia comportamental. A Aneel identificou dificuldades de estimar o custo total da iniciativa - e haverá uma nova avaliação.

Contato: renan.monteiro@estadao.com

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.