Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Dólar e Ibovespa hoje: o que esperar dos negócios na B3 nesta segunda-feira

Publicado 26.02.2024, 09:20
Atualizado 26.02.2024, 09:20
© Reuters.

Investing.com – Investidores repercutem balanços corporativos do conglomerado Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa), do megainvestidor Warren Buffett, além da varejista brasileira Americanas, atualmente em recuperação judicial, enquanto aguardam indicadores econômicos no Brasil e nos Estados Unidos que serão revelados nesta semana.

A Berkshire reportou no final de semana um lucro anual recorde, com a valorização de seus investimentos em ações. O lucro líquido do trimestre mais do que dobrou, somando US$ 37,57 bilhões de dólares. Em sua carta anual ao mercado, Bufett informou que pretende deve manter os investimentos na American Express, Coca-Cola, Occidental Petroleum (NYSE:OXY) e em cinco companhias japonesas.

INVESTINDO COMO BUFFETT: A carteira do megainvestidor pode ser encontrada no InvestingPro. Veja as alterações

Enquanto isso, a Americanas divulgou o balanço referente aos três primeiros meses de 2023 com um prejuízo bilionário, mencionando fatores como endividamento das famílias e inadimplência entre os motivos. A empresa teve uma receita líquida de R$10,293 bilhões nos primeiros nove meses do ano passado, uma diminuição anual de 45,1%, enquanto o prejuízo líquido do período atingiu R$4,611 bilhões, ainda que represente uma queda de 23,5%. “O ano de 2023 foi, sem dúvida, o mais desafiador da história da Americanas, não só pela magnitude da fraude revelada, mas pela necessidade de reconstrução que se apresentou”, reforçou a varejista em seu release de resultados.

A segunda preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA referente ao quarto trimestre será divulgada na quarta, mas o foco dos investidores nesta semana será no Índice de Preços PCE de janeiro, que será divulgado nesta quinta-feira, o indicador preferido do Federal Reserve para apurar a inflação americana. “Uma leitura elevada deste índice poderia solidificar a convicção entre os formuladores de política monetária de que é prudente proceder com cautela nesta fase final do combate à inflação, postergando a expectativa de redução da taxa de juros para junho”, destaca a Guide.

No Brasil, destaque para o indicador de prévia da inflação brasileira, o IPCA-15 nesta terça. “Expectativas indicam que o IPCA-15 de fevereiro deve registrar um aumento para 0,82%, impulsionado pelo ajuste das mensalidades escolares e pelos efeitos da nova alíquota do ICMS sobre combustíveis, que entrou em vigor no início do mês, após um registro de 0,31% em janeiro”, completa a Guide. Ainda na agenda, na quarta, Fundação Getulio Vargas apresenta o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), na quinta, o IBGE divulga a taxa de desemprego e, na sexta, será conhecido o Produto Interno Bruto (PIB).

Às 9h15 (de Brasília), Nasdaq 100 Futuros perdia 0,04%, S&P 500 Futuros estava em baixa de 0,06% e o Dow Jones Futuros apresentava variação negativa de 0,07%. O Ibovespa Futuros pedia 0,25% e o dólar hoje registrava perdas de 0,16%, a R$4,9853.

O Petróleo WTI Futuros, referência nos Estados Unidos, recuava 0,43%, a US$76,16, e o Petróleo Brent Futuros registrava perdas de 0,38% a US$80,49.

As ADRs da Vale (NYSE:VALE) recuavam 0,82%, a US$13,35 e as da Petrobras (NYSE:PBR) subiam 0,81%, a US$17,49.

Notícias do dia

G20 — A primeira reunião ministerial da Trilha de Finanças do G20, grupo das 20 maiores economias do planeta, que ocorre nesta semana em São Paulo, deve abordar nesta semana temas como combate à desigualdade e mudanças em instituições financeiras multilaterais.

Emendas parlamentares —O governo federal cedeu e apresentou um cronograma para pagamento de R$ 20,5 bilhões em emendas parlamentares, informou o Metrópoles.

Taxa terminal da Selic — O ex-diretor da autoridade monetária e gestor de portfólio da Itaú Asset, Bruno Serra, afirmou que o cenário indica uma Selic terminal próxima de 9,5%.

Agenda do dia

Roberto Campos Neto — Participa da Coletiva de anúncio do Programa de Mobilização de Capital Privado Externo e Hedge Cambial no âmbito do Plano de Transformação Ecológica brasileiro. Reunião com Cliff Sobel, Founder/Partner do Valor Capital Group LLC, e Scott Sobel, Founding Partner. Encontro com Waldemar Gonçalves Ortunho Júnior, Diretor-Presidente da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), Jeferson Dias Barbosa, Gerente de Projetos no Gabinete do Diretor-Presidente, e Rodrigo Santana dos Santos, Coordenador-Geral de Normatização. Reunião com Mark Carney, Enviado Especial da ONU para Clima, Co-Chair do Glasgow Financial Alliance for Net Zero (GFANZ) e Chairman da Bloomberg, Laura Hickey, Special Advisor to Mike Bloomberg and Mark Carney on COP and UN Affairs, e Ben Weisman, Executive Director, Capital Mobilization, GFANZ.

Luiz Inácio Lula da Silva — Apresentação e coletiva de imprensa sobre o Programa de Democratização dos Imóveis da União, com a Ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck. Reunião com a presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Elisabetta Recine, e com os ministros do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, das Mulheres, Cida Gonçalves, e de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

Fernando Haddad — Sem agenda divulgada.

Notícias corporativas

Americanas (BVMF:AMER3) — A varejista reportou prejuízo líquido de R$1,621 bilhão no terceiro trimestre de 2023, 17,8% menor na comparação anual.

Petrobras (BVMF:PETR4) — A estatal acionou "tag along" para venda de participação de 18,8% na usina elétrica a gás de Araucária Araucária. Além disso, a nova plataforma de Mero inicia operações partir de setembro.

Vale (BVMF:VALE3) — A mineradora assinou acordo definitivo para desinvestimento na Vale Indonésia, condição para aumento da permissão de mineração para além de 2025.

M. Dias Branco (BVMF:MDIA3) — A empresa firmou memorando e busca parcerias com pequenas centrais hidrelétricas da Serena Energia.

Localiza (BVMF:RENT3) — Agências de viagens corporativas avaliam terminar suas parcerias com Localiza diante de alterações no modelo comercial.

Light (BVMF:LIGT3) — Credores da Light avaliam que não será possível aprovar o novo plano de recuperação judicial, segundo o Estadão.

Klabin (BVMF:KLBN11) — A empresa paga R$ 363 milhões em dividendos nesta segunda.

Precisa de ajuda para navegar nos mercados? InvestingPro é para você!

Seja você busca conquistar orientações sobre investimentos ou procura por ferramentas que permitam escolher as ações corretas do Ibovespa por conta própria, o InvestingPro tem algo a oferecer.

Você encontrará estratégias de IA, indicadores exclusivos, dados financeiros históricos, notícias profissionais e muitos outros serviços para sempre manter uma vantagem nos mercados e saber quais ações comprar e quais evitar.

E os leitores de nossos artigos têm por tempo limitado um desconto de 10% nas assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos, graças ao código promocional "INVESTIR" a ser inserido na página de pagamento.

Clique aqui para se inscrever, e não esqueça o código promocional "INVESTIR", válido para assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos!

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.