😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Equinor inicia operações de usina solar de 531 MW no Rio Grande do Norte

Publicado 08.03.2024, 12:30
Atualizado 08.03.2024, 12:35
© Reuters. REUTERS/Dado Ruvic
EQNR
-
EQNR
-

COPENHAGEN (Reuters) - A norueguesa Equinor informou nesta sexta-feira que começou a produzir energia na usina solar Mendubim, de 531 megawatts (MW) de capacidade instalada, localizada no Rio Grande do Norte.

O complexo produzirá anualmente 1,2 terawatt-hora (TWh) de eletricidade, aumentando em 30% a produção de energia renovável da Equinor no Brasil.

Cerca de 60% da geração do parque foi contratada pela Alunorte, da Norsk Hydro, uma das maiores refinarias de alumina do mundo. O restante da produção será vendido no mercado de energia no Brasil, disse a Equinor.

Espera-se que o ativo entregue retornos entre 4% e 8%, dentro da faixa indicativa da companhia norueguesa para energias renováveis.

"Estamos trabalhando para construir um portfólio de energia elétrica rentável e relevante no Brasil. Nossa trading, Danske Commodities, vai gerenciar cada vez mais esse portfólio no mercado brasileiro, aproveitando suas capacidades de negociação e gestão de riscos de portfólio para maximizar a criação de valor", disse em nota Olav Kolbeinstveit, vice-presidente sênior de Onshore e Mercados dentro da divisão de Energias Renováveis da Equinor.

O projeto Mendubim é desenvolvido e operado como uma joint venture entre a Equinor, a Scatec e a unidade de energia renovável da Norsk Hydro, a Hydro Rein.

Os três parceiros têm uma participação econômica igual de 30% no projeto, enquanto a Alunorte detém os 10% restantes.

A carteira de projetos renováveis da Equinor inclui três ativos em produção comercial: a usina solar Apodi de 162 MW (44%), a usina solar Mendubim de 531 MW (30%) e o parque eólico terrestre Serra da Babilônia 1, de 223 MW (100%). A companhia tem ainda um portfólio de mais de 1,5 GW para ser desenvolvido em usinas solares e eólicas pela subsidiária Rio Energy.

© Reuters. REUTERS/Dado Ruvic

(Reportagem de Louise Breusch Rasmussen)

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS LF PAL

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.