😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

JPMorgan abrirá mais de 500 novas agências bancárias nos EUA nos próximos 3 anos

Publicado 06.02.2024, 12:05
Atualizado 06.02.2024, 12:11
© Reuters. Sede do JP Morgan Chase & Co em Nova York
19/09/2013
REUTERS/Mike Segar
BAC
-
JPM
-
FRCB
-

Por Nupur Anand

NOVA YORK (Reuters) - O JPMorgan (NYSE:JPM) Chase afirmou nesta terça-feira que está iniciando uma de suas mais agressivas expansões de agências bancárias dos últimos anos, com planos de adicionar mais de 500 novas unidades nos Estados Unidos até 2027 para ampliar sua presença em áreas onde está sub-representado.

Segundo o banco, o investimento de vários bilhões de dólares resultará na abertura de novas agências em locais como Boston, Charlotte, a área ao redor de Washington D.C., Minneapolis e Filadélfia.

O JPMorgan não especificou o valor exato do investimento.

A estratégia agressiva de expansão do banco ocorre em um momento em que outras instituições estão diminuindo sua presença física. O número de agências bancárias ativas nos EUA totalizou 77.690 após 123 fechamentos e 80 aberturas no mês de outubro, de acordo com a S&P Global Market Intelligence.

O JPMorgan tinha a maior rede no final de 2023, com 4.897 agências. O rival Bank of America (NYSE:BAC), que também vem adicionando novas agências, tinha 3.845 no final de dezembro.

Impulsionado pela resiliência dos consumidores e, ao mesmo tempo, obtendo mais receita com os juros recebidos pelos clientes à medida que o Federal Reserve aumentava os juros, o JPMorgan obteve um lucro anual recorde em 2023.

As novas agências do banco normalmente terão uma área de consulta para os clientes terem uma conversa particular e não usarão os caixas como ponto focal principal, disse à Reuters a presidente-executivo do Chase Consumer Banking, Jennifer Roberts.

"Nossa rede de agências é um dos principais motivos pelos quais os clientes abrem contas conosco e tem nos ajudado a atrair depósitos", disse Roberts. "Nós realmente vemos nossas agências como uma vitrine para toda a empresa e é uma âncora para expandirmos nosso relacionamento com os clientes, já que pretendemos ser seu principal parceiro financeiro."

O banco também planeja renovar cerca de 1.700 de suas agências existentes nos EUA e contratará mais 3.500 funcionários para sua rede de agências. O banco tinha 309.926 funcionários em todo o mundo no final de dezembro, mais do que qualquer um de seus pares.

© Reuters. Sede do JP Morgan Chase & Co em Nova York
19/09/2013
REUTERS/Mike Segar

O JPMorgan também planeja fechar mais 30 agências das quase 60 que adquiriu durante a aquisição do First Republic Bank no ano passado, disse Roberts. O First Republic tinha 84 agências em oito Estados e, logo após a aquisição, o JPMorgan anunciou que fecharia cerca de 21 delas.

O banco também está trabalhando para transformar mais de 20 das agências do First Republic em agências do JPMorgan, que serão distintas em termos de marca e design em comparação com as agências do Chase e voltadas para seus clientes abastados, disse o banco.

O First Republic foi o maior banco dos EUA a falir desde 2008. O JPMorgan disse que sua integração está em andamento.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.