Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Últimas Notícias

Orion-E contrata WEG para construção e operação de usinas solares

Reforma Tributária: Mercado critica proposta que muda tributação de investimentos

Ações 26.06.2021 10:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Mercado critica proposta que muda tributação de investimentos
 
USD/BRL
-4,52%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
IFIX
-0,26%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

O mercado financeiro desaprovou a reforma no Imposto de Renda proposta pelo governo. Embora o projeto reduza a tributação de algumas modalidades de negociação em Bolsa ou fundos de investimento, a retirada da isenção dos rendimentos dos fundos imobiliários para pessoas físicas e a tributação de lucros e dividendos azedaram o humor do mercado. Como reflexo disso, a Bolsa caiu 1,74%, no maior recuo desde 12 de maio, e o dólar subiu 0,67%, cotado a R$ 4,9377.

Uma das mudanças alcança os fundos de investimento imobiliário (FII), que terão os rendimentos para pessoa física tributados em 15% a partir de 2022. Hoje, esses valores são isentos de IR. Para os demais cotistas, a alíquota vai cair de 20% para 15%.

"Essa proposta acaba com a indústria de fundos imobiliários, que tem carregado nas costas a construção civil. Somente no ano passado (foram) cerca de R$ 30 bilhões em emissões de cotas. Espero que o Congresso tenha noção que existirão impactos no setor da construção", escreveu no Twitter o fundador da consultoria de investimentos Suno Research, Tiago Reis. O IFIX, principal índice dos fundos imobiliários, também caiu refletindo a expectativa da tributação.

O governo ainda propôs mudanças na tributação das operações em Bolsa. Hoje, a apuração é mensal e há duas alíquotas, de 15% e 20%, a depender da aplicação (com compensações de prejuízos limitadas às operações com alíquota igual). Agora, a cobrança será única para todos os mercados, em 15%, e possibilidade de compensação entre todas as operações.

Para o governo, a simplificação vai facilitar o acesso ao mercado, num momento em que cada vez mais brasileiros têm ingressado na Bolsa em busca de retornos mais polpudos. Para o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, no entanto, a mudança "assusta e afasta o mercado, pois já é elevada". "Vemos que o (ministro da Economia, Paulo) Guedes, de liberal, não tem mais nada. Está literalmente apertando todos os lados, até o mercado, para pagar as contas do governo."

Em audiência no Senado, Guedes defendeu as medidas e disse que os países mais desenvolvidos tributam o mercado acionário e que "não há nada de errado nisso".

Renda fixa

A equipe econômica ainda propôs a unificação da alíquota cobrada sobre os rendimentos com ativos de renda fixa, como Tesouro Direto e CDBs. Hoje, quanto mais cedo o investidor resgata os recursos, maior é a cobrança do Imposto de Renda. Agora, a alíquota da renda fixa também será única, em 15%.

O governo também propôs mudanças na tributação de fundos de investimento em suas diversas modalidades: abertos, fechados e exclusivos (estes usados pelos "super-ricos" para investir sem maiores cobranças do Fisco).

Nos fundos abertos e fechados, a alíquota será unificada em 15%, e o chamado "come-cotas", cobrança de imposto sobre os rendimentos auferidos no período, passará de semestral a anual. Já nos fundos exclusivos, a mudança será substancial. Hoje, esses investimentos ficam anos a fio sem ter seus rendimentos alvo do Fisco, pois não têm o chamado "come-cota". Pela proposta do governo, eles passarão a ter. Uma primeira cobrança sobre o saldo dos rendimentos já obtidos até hoje poderá render uma arrecadação de R$ 14,47 bilhões ao governo só em 2022. A partir daí, haverá a cobrança anual de IR sobre os rendimentos. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Reforma Tributária: Mercado critica proposta que muda tributação de investimentos
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (79)
sidney berk
sidney berk 27.06.2021 20:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
alguém precisa pagar a conta das vacinas e auxilio emergencial.
Mant Newmann
MaNve 27.06.2021 18:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
No início, os fanáticos eram liberais e contra a criação de impostos. Depois, passaram a ser socialistas, favorável a criação do imposto que só afete os mais ricos. Agora, masoquistas, a favor da criação de impostos para todos. Mesmo sabendo que estes impostos só servem para alimentar, ainda mais, a roubalheira e as mordomias de seus bandidinhos de estimação. Quem tem defende político corrupto é burro ou conivente.
Fabio Piloto
Fabio Piloto 27.06.2021 17:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Os esquerdistas que reclamam o tempo todo e de tudo, melhor irem todos para a Venezuela ou Argentina, lá serão felizes e estarão a salvo do genocida.
JulianaKatz Lang
JulianaKatz Lang 27.06.2021 17:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Um dia você perceberá que nem todos que reclamam são esquerdistas. Uns entendem rápidos, outros são maus retardados. Vai no seu tempo de raciocínio.
Rogerio Soares
Rogerio Soares 27.06.2021 16:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tem que tributar mesmo, vai sobrar só a Estônia que não faz isso no mundo.
Alex Falcão
Alex Falcão 27.06.2021 16:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Eu acho q não passa esses valores não, já jogaram pra cima pq sabem que vai sendo " desidratada" com o decorrer das discussões antes dá aprovação, dividendos deve cair pra15% como se dizia antes, as grandes empresas vão pressionar muito, são elas q bancam essas m*rdas (políticos), isso é muito propaganda pra fazer moralzinha com o povão. Aguardemos...
JulianaKatz Lang
JulianaKatz Lang 27.06.2021 16:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Adriano Silva
Adriano Silva 27.06.2021 15:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fora Bolsonaro e sua quadrilha
Francisco Matias
Francisco Matias 27.06.2021 15:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Todo reforma tributaria no Brasil é para subir imposto e reforma fiscal nunca vai acontecer porque politicos nao querem cortar mordomias!
André Rosa
André Rosa 27.06.2021 14:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não concordo com a tributação do jeito que está, mas tem alguém aí que acha que este rombo que foi criado na pandemia vai ser paga como?? Esses bilhões doados a população, vai ser paga como?? Ou alguém sugere algum.jeito de reduzir o salário do judiciário e do funcionarismo público no geral... Não tem jeito criançada...o Brasil vai implodir daqui alguns anos, mesmo com a tributação agora... país socialista!!
JulianaKatz Lang
JulianaKatz Lang 27.06.2021 14:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Enquanto o Brasil não diminuir custos e aumentar a eficiência só vai empurrar o problema pro futuro até não dar mais. Aumentar imposto é só mais uma improvisação.
Henrique Lopes
Henrique Lopes 27.06.2021 14:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Empresa passão dificulades fazem cortes pois nao conseguem aumentar valores de servicos ou de produtos para conseguir sobreviver , o governo nao corta nada … continua as regalias … e nos pagamos as contas
ph souza
ph souza 27.06.2021 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
faz arminha ae galera!
Patrick Fereguette
Patrick Fereguette 27.06.2021 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
🔫🔫🔫🔫🔫
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail