Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Vendas de imóveis de alto padrão se sustentam, mas a lucratividade cai

Publicado 20.11.2023 05:10 Atualizado 20.11.2023 11:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Vendas de imóveis de alto padrão se sustentam, mas a lucratividade cai
 
CYRE3
-1,04%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
EZTC3
+4,18%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GFSA3
+6,59%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
HBOR3
+1,06%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
TCSA3
+0,35%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
TRIS3
-1,51%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

As incorporadoras que atuam no segmento de médio e alto padrão tiveram uma temporada de balanços marcada pela resiliência das vendas, que ajudou a encorpar o faturamento. Mesmo assim, houve perda de margens e de lucro, na média, com algumas empresas afetadas por projetos menos rentáveis.

As nove maiores incorporadoras do segmento que já divulgaram seus balanços (Cyrela (BVMF:CYRE3), Eztec (BVMF:EZTC3), Gafisa (BVMF:GFSA3), Helbor (BVMF:HBOR3), Lavvi (BVMF:LAVV3), Mitre, Moura Dubeux, Trisul (BVMF:TRIS3) e Tecnisa (BVMF:TCSA3)) tiveram lucro conjunto de R$ 365,7 milhões no terceiro trimestre, o que representa queda de 16% em relação ao mesmo período de 2022.

Já a receita líquida somou R$ 3,59 bilhões, alta de 11% na mesma base de comparação. A margem bruta média - que representa a lucratividade da empresa - encolheu de 28,9% para 25,0%, e a margem líquida baixou de 13,4% para 10,2%.

Os lançamentos caíram 30%, para R$ 2,8 bilhões, em um sinal de maior cautela das empresas e maior foco na redução dos estoques. As vendas cresceram 7,5%, para R$ 3,7 bilhões (patamar bem acima dos lançamentos no trimestre).

"As empresas estão lançando menos porque o mercado está mais difícil devido aos juros altos", diz o analista do BTG Pactual (BVMF:BPAC11), Gustavo Cambaúva. "Essas empresas já não conseguem subir tanto os preços e algumas tiveram perda de margem".

QUEDA DOS JUROS

As taxas do crédito imobiliário estão na faixa de dois dígitos na maioria dos bancos, o que dificulta as vendas. Mesmo com o início dos cortes da Selic, a taxa do crédito habitacional só deve recuar daqui a alguns meses. Considerando esse contexto, o crescimento das vendas foi um dado bastante positivo, na visão de Cambaúva. "Dá para dizer que o cenário das empresas, na média, foi excelente no atual momento de juros altos".

Na visão dos analistas do Citi, André Mazini e Hugo Grassi, o trimestre das incorporadoras foi bom, embora um tanto discreto na parte operacional. "As vendas ainda foram consistentes, mas os incorporadores desaceleraram os lançamentos", observa Grassi. "Se cair o juro, ajuda a incentivar a compra de imóvel", emenda Mazini, ponderando que ainda não está claro quando isso deve acontecer.

Os destaques positivos do terceiro trimestre, segundo os analistas, foram Cyrela, Lavvi e Moura Dubeux, com ganho e/ou manutenção das margens em patamares elevados. Isso aconteceu por causa de lançamentos mais concentrados em projetos de alto padrão e luxo, com maior rentabilidade. Já Mitre, Eztec, Trisul e Tecnisa tiveram queda na margem bruta, afetadas por questões variadas, como projetos de safras anteriores com menor velocidade de vendas, ofertas pontuais de descontos, subida de custos e/ou incidência de distratos.

A previsão é que o ano comece morno em termos de lançamentos nos setores de médio e alto padrão, estima Cambaúva. "A expectativa é que o volume de lançamentos fique estável ou, talvez, com algum crescimento muito pequeno. As empresas ainda estão cautelosas, então, devem começar o ano com o pé no freio".

Já o time do Citi espera que os lançamentos tenham uma queda por causa de uma revisão dos projetos pelas empresas. Como o Plano Diretor da cidade de São Paulo acabou elevando o potencial construtivo de algumas regiões, os analistas esperam que as incorporadoras façam ajustes nos projetos para explorar esses ganhos, o que exigirá novo licenciamento, processo que toma tempo.

"O ano de 2024 deve ter um volume de lançamentos aquém do que as incorporadoras poderiam fazer porque devem 'reprotocolizar' os seus projetos", estima Grassi. "O bom é que isso vai ajudar a readequar a oferta. O estoque estava alto e incomodando as empresas".

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Vendas de imóveis de alto padrão se sustentam, mas a lucratividade cai
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Sergio Silva
Sergio Silva 06.02.2024 11:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
​SEQL3 e MTRE3? Será?  "Para defender a compra dos papéis MTRE3, destacamos sua sólida performance fundamentalista, com um P/L atrativo, ROE positivo e crescimento consistente de receita. A alta margem líquida e liquidez corrente robusta indicam uma gestão eficiente, enquanto o alto dividend yield ressalta seu potencial de retorno ao investidor. Já SEQL3, apesar de desafios recentes, apresenta uma oportunidade de turnaround, com potencial de recuperação dada a relevância do setor de logística. Investidores dispostos a assumir riscos podem se beneficiar de uma reavaliação futura, à medida que a empresa implementa estratégias de melhoria. Ambas as ações oferecem perspectivas interessantes, de acordo com uma análise que equilibra risco e retorno, destacando-se para investidores com diferentes perfis e estratégias de investimento.​"
Tubardinha Trader
Tubardinha Trader 20.11.2023 14:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Gafisa dobra ate final do 1T24, ta muito descontada frente aos pares e potencial/estoque
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail