Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

A complexidade da dolarização na Argentina

Por Filipe BarrosResumo do Mercado21.11.2023 10:25
br.investing.com/analysis/a-complexidade-da-dolarizacao-na-argentina-200460935
A complexidade da dolarização na Argentina
Por Filipe Barros   |  21.11.2023 10:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
USD/ARS
+0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Em meio à efervescência política desencadeada pela eleição do influente candidato Milei na Argentina, surge à tona um tema de considerável magnitude: a possibilidade de Dolarização da Economia. Este é um tópico que não apenas suscita acalorados debates, mas também encerra implicações profundas para o futuro econômico do país sul-americano. Considerando as diversas propostas apresentadas por Milei, destacamos, em particular, a perspectiva de vincular os meios de pagamento da Argentina ao dólar, um conceito amplamente conhecido como dolarização.

BLACK FRIDAY Antecipada: Tenha mais desconto no plano bianual com cupom “investirmelhor”

A dolarização, em sua forma mais branda, implica a fixação de uma paridade entre o peso argentino e o dólar, permitindo transações em ambas as moedas. Contudo, essa aparente simplicidade esconde complexidades que, ao serem desvendadas, revelam as intricadas dinâmicas econômicas subjacentes. Na busca por uma compreensão mais aprofundada, examinaremos as ramificações de uma dolarização suave, que mantém uma paridade fixa, contrastando-a com a abordagem mais radical de substituição monetária, na qual o peso seria completamente eliminado, dando lugar exclusivo ao dólar.

Desenvolvimento

A dolarização, em sua vertente suave, apresenta desafios substanciais relacionados à flexibilidade econômica. Ao manter uma paridade fixa, a Argentina se torna refém das condições econômicas dos Estados Unidos. Se a economia norte-americana floresce e imprime mais dólares, enquanto a Argentina enfrenta estagnação, a manutenção da paridade exige a emissão adicional de pesos, desencadeando pressões inflacionárias. Por outro lado, se a Argentina prospera enquanto os EUA enfrentam adversidades econômicas, a paridade fixa impede a desvalorização natural do peso, restringindo o crescimento econômico argentino.

A radical substituição monetária, por outro lado, implica uma transição completa para o dólar. Nesse cenário, todas as transações, desde o cotidiano até a dívida pública, seriam denominadas em dólares. O benefício evidente seria a eliminação da instabilidade associada à inflação, tornando a Argentina vulnerável a pressões inflacionárias apenas em situações extremas, quando os Estados Unidos perdem o controle sobre sua própria moeda.

A graph of a stock market

Description automatically generated
A graph of a stock market Description automatically generated

Entretanto, este cenário apresenta considerações igualmente complexas. A política fiscal emerge como uma preocupação premente, pois a dívida pública em dólares é encarada como altamente arriscada. Ao contrário da dívida pública em pesos, que pode ser refinanciada com a impressão de mais moeda, a incapacidade de emitir dólares pode deixar o governo argentino em uma situação delicada ao tentar financiar seu déficit fiscal.

Dados adicionais a serem considerados incluem os casos de dolarização experimentados por países como a África do Sul, Equador e até mesmo a Argentina sob a liderança de Carlos Menem em 1999. Vale ressaltar que o Panamá, notavelmente, constitui um caso de sucesso, mas sua singularidade enquanto uma nação de pequena escala e orientada predominantemente para o comércio internacional em dólares deve ser levada em conta.

Conclusão

Ao ponderar sobre a viabilidade da dolarização na Argentina, é crucial adotar uma abordagem cautelosa e holística, considerando não apenas as aparentes vantagens, mas também os desafios intrínsecos. A autonomia econômica e a capacidade de resposta a contingências globais emergem como elementos cruciais na equação, destacando a necessidade de uma estratégia que equilibre cuidadosamente os benefícios e os riscos.

À medida que a Argentina contempla a possibilidade de um realinhamento monetário, é imperativo que as autoridades e os stakeholders considerem a experiência de outros países, ponderando sobre as lições aprendidas e os potenciais obstáculos a serem enfrentados. Em última análise, a decisão de dolarizar, seja de maneira suave ou radical, moldará não apenas a paisagem econômica argentina, mas também delineará seu papel na arena global.

Assim, o debate sobre a dolarização da economia argentina transcende a esfera política imediata, estendendo-se para as complexidades econômicas que definirão o destino financeiro da nação. Cabe a todos os envolvidos, desde formuladores de políticas até cidadãos atentos, contribuir para um diálogo informado e reflexivo sobre o caminho a ser trilhado, reconhecendo que a escolha em questão reverberará por muitos anos.


A complexidade da dolarização na Argentina
 

Artigos Relacionados

Olivia Bulla
Cazuza dá o ritmo do mercado Por Olivia Bulla - 28.02.2024 4

O mercado exagerou na reação ao IPCA-15 ontem, que veio com números abaixo do esperado, porém nem tão positivos quanto o desempenho dos ativos...

A complexidade da dolarização na Argentina

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Geraldo R Silva
LeoMoreira 21.11.2023 19:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sem reservas em dólar... a tendência vai ser atrasar pagamentos dos salários dos trabalhadores em geral....muita greve e fome.
Tiago Da Silva
Tiago Da Silva 21.11.2023 17:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quando dolarizaram em 2001 não deu bons resultados não.
Thomas Gonzalez Miranda
Thomas Gonzalez Miranda 21.11.2023 16:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
resumindo, dolarizar ou não a Argentina não vai resolver nada
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail