Últimas Notícias
Investing Pro 0
🚨 Nossos dados Pro revelam a melhor ação da temporada de balanços Acesse dados

Não subestime o risco da inflação para a credibilidade do Fed

Por James PicernoResumo do Mercado08.12.2022 13:10
br.investing.com/analysis/nao-subestime-o-risco-da-inflacao-para-a-credibilidade-do-fed-200453881
Não subestime o risco da inflação para a credibilidade do Fed
Por James Picerno   |  08.12.2022 13:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
US2YT=X
+-0,34%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

A inflação parece estar perdendo força, e os mercados estão começando a considerar a possibilidade de o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) reduzir a rigidez da sua política monetária. Porém, a questão mais importante, envolvendo a velocidade da suavização das pressões inflacionárias, ainda deixa muitas dúvidas na cabeça dos investidores.

No melhor cenário, a pressão dos preços cederá rapidamente a partir das máximas recentes. Ninguém pode descartar essa possibilidade, mas ainda é prematuro considerar que os próximos relatórios de inflação refletirão um sólido arrefecimento.

A título de ilustração, a inflação ao consumidor nos EUA ainda continua bem acima da meta de 2% do Fed em bases anuais até outubro. Embora tenha havido um leve recuo da tendência, o núcleo dos gastos com consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês), métrica preferencial de inflação do Fed, ainda permanece renitente no nível de cerca de 5%.

Núcleo do PCE
Núcleo do PCE

O principal mistério é: o que seria necessário para convencer o Fed a interromper as elevações de juros? A próxima questão é: o que seria necessário para que haja cortes de juros? Não faltam especulações e modelagens que tentam responder essas dúvidas, mas o fato é que o caminho adiante ainda continua bastante incerto. Em algum momento as altas de juros vão parar. Mas o elefante na sala que deve manter a humildade dos investidores é que a credibilidade do Fed está na linha de fogo, como vimos nas décadas de 1970 e 1980.

Na ameaça anterior à credibilidade do banco central americano, o desafio foi vencido, e sua reputação ficou intacta, para não dizer fortalecida. Paul Volcker, em poucas palavras, quebrou a espinha dorsal da inflação. O Fed precisa repetir esse desempenho e provavelmente fará o que for necessário para garantir um resultado dentro das suas expectativas. Sejamos claros: não há outro plano em relação à inflação do que a vitória. Se o Fed deseja superar esse desafio com sua reputação intacta, sabe que não pode tomar medidas pela metade, que deixem margem de dúvida para os mercados em relação ao controle inflacionário. Em razão dos efeitos atrasados e das dúvidas de eficácia da política monetária, o mais recomendado é que se erre pelo lado da cautela, apertando mais do que o necessário ou talvez ainda mais.

O que indicaria o sinal livre para o Fed? Uma possibilidade seria a inflação básica permanecer abaixo de 4% por vários meses. Quando será que esses números aparecerão? Ninguém sabe ao certo, nem mesmo o Fed. Mas, para termos uma ideia disso, podemos usar as projeções dos formuladores da política monetária americana: em setembro, o Fed previa que a inflação básica ficará em 4,5% em 2022, cairá para 3,1% no ano que vem e depois ficará em 2,3% em 2024. Vamos considerar que esse seja o melhor cenário. Plausível, mas ainda aberto a debate.

O próximo relatório de inflação relevante será divulgado na semana que vem, 13 de dezembro, que é o índice de preços ao consumidor (IPC) de novembro. O dado mais importante a ser observado é o núcleo do IPC, que continuou subindo para mais de 6% em outubro.

Núcleo do IPC
Núcleo do IPC

Ao mesmo tempo, o mercado de juros futuros (Fed funds) segue precificando uma probabilidade elevada (77%) de uma redução nas elevações de juros, com um aumento de 50 pontos-base na próxima reunião de política monetária de 14 de dezembro. Por outro lado, a perspectiva de um corte de juros não é cogitada no curto prazo.

Aneta Markowska, economista do Jefferies, afirma o seguinte:

“Não acredito que o Fed ficará confortável para cortar juros até que o desemprego se aproxime de 5% ou a inflação fique abaixo de 3%. É pouco provável que isso aconteça até 2024.”

O mercado de treasuries, no entanto, parece considerar a possibilidade de que uma pausa nas elevações de juros esteja próxima, talvez após o aumento esperado na reunião de 14 de dezembro. A taxa de dois anos, mais sensível à política monetária, consolidou-se recentemente, o que significa que uma parada nas altas de juros pode ocorrer em breve.

Taxa de 2 anos, Fed Funds
Taxa de 2 anos, Fed Funds

É razoável acreditar que continuem surgindo obstáculos econômicos, à medida que os efeitos dos aumentos de juros começam a aparecer. De fato, há sinais de que uma leve recessão nos EUA já tenha começado. Com isso, a inflação pode desacelerar rapidamente nos próximos meses.

O que está claro, entretanto, é que o Fed não pode obter um resultado diferente de uma vitória clara sobre a inflação. O desafio é determinar quando essa vitória finalmente ocorrerá e qual será o preço para isso.

Pode ser que esteja se concretizando o melhor cenário, porém há que duvide do cenário mais otimista, como o ex-secretário do Tesouro americano, Larry Summers, que afirmou o seguinte à Bloomberg na sexta-feira:

“Eu suspeito que o Fed tenha que aumentar mais os juros do que o mercado prevê. Minha sensação é que a inflação continuará um pouco mais sustentada do que se espera."

Se tal for o caso, o risco à credibilidade permanecerá no centro das atenções nos próximos meses.

Não subestime o risco da inflação para a credibilidade do Fed
 

Artigos Relacionados

Não subestime o risco da inflação para a credibilidade do Fed

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Cesar Capri
Cesar Capri 08.12.2022 17:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O, governo vai arrecadando as pessoas vão parando de consumir naturalmente, já compraram muito, o dinheiro vai acabando, a inflação vai caindo, os juros vão caindo também. Temos nos EUA uma típica inflação de demanda, que geralmente é o que ocorre antes de uma severa recessão, faz parte, recessão muito bem vinda inclusive.
Ricardo Jardin
Ricardo Jardin 08.12.2022 16:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Beijos no coracao de cada um foi fodaaaa kkkk mas usar o stop loss sim kkkkkk se sabe que nada se sabe…. Nao tem viez
marcio francisco
marcio francisco 08.12.2022 16:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Mercado está dando Sinais Claros de um CRASH POR ESSES DIAS ,Fiquem ESPERTOS E USEM STOPSLOSS  OK  ,BEIJOS NO CORAÇÃO DE CADA UM !!!
acrisio martins
acrisio martins 08.12.2022 13:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail