Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Ouro Perderá Suporte de US$ 1800? Gráficos Dizem que Sim, Após Breve Correção

Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)Commodities11.05.2022 09:52
br.investing.com/analysis/ouro-perdera-suporte-de-us-1800-graficos-dizem-que-sim-apos-breve-correcao-200449407
Ouro Perderá Suporte de US$ 1800? Gráficos Dizem que Sim, Após Breve Correção
Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)   |  11.05.2022 09:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Será que o ouro irá perder o suporte de US$ 1800 por onça? Os gráficos dizem que sim, mas é provável que surjam compradores para fazê-lo se recuperar brevemente.

Após registrar perdas por quatro semanas seguidas, o metal amarelo estava a US$ 40 de romper o suporte no momento em que escrevo. Nas três sessões anteriores, ficou mais perto de revisitar o território de US$ 1700.

As máximas de 20 anos do dólar e seu contundente impacto sobre todas as commodities denominadas na moeda americana fizeram o ouro perder força desde que passou a se afastar da região de US$ 2000 em 18 de abril. Antes disso, o ouro chegou a atingir a máxima de US$ 2079 em 8 de março, juntando-se ao grupo de commodities que dispararam com a crise na Ucrânia.

Ouro à vista diário
Ouro à vista diário

Gráficos: cortesia de skcharting.com

O ouro deveria estar surfando as ondas favoráveis geradas pela maior inflação nos Estados Unidos desde a década de 1980, fazendo jus à sua condição de melhor reserva de valor e proteção contra as pressões de preço.

Mas quem está a todo vapor é o dólar, em razão da mais agressiva elevação de juros em uma geração do Federal Reserve, a qual virou de cabeça para baixo os preços do ouro e do petróleo, bem como os das ações e dos títulos públicos.

O Índice Dólar, que compara a moeda americana a uma cesta de seis importantes divisas, disparou para o pico de 2000 de 104,21 nesta semana. Ele ganhou mais força com as autoridades do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) debatendo a possibilidade de uma alta de 75 pontos-base (pb) na reunião de 14-15 de junho do banco central, após endossar aumentos de 50 pb e 25 pb nas reuniões de maio e março, respectivamente.

Se o Fed sinalizar que o próximo aumento será de 75 pb, será o maior ajuste do banco central americano nos juros desde 1994. Sem dúvida seria um balde de água fria nas expectativas dos investidores que esperavam que o ouro voltasse a superar a marca de US$ 1900. Traders do mercado financeiro já preveem uma possibilidade de 83% de que o Fed concorde em realizar tal elevação.

“Enquanto persistirem rumores de uma alta de 75 pontos-base, o dólar continuará dominando, e o ouro provavelmente demonstrando fraqueza, testando níveis de suporte abaixo de US$ 1800”, declarou Phillip Streible, estrategista-chefe de mercado da corretora Blue Line Capital, de Chicago.

O analista disse ainda:

“Mesmo que não vá tão longe, o Fed já contratou sete aumentos de juros neste ano e mais em 2023 para atingir sua meta neutra. Isso é o que está sufocando o ouro”.

A chamada meta neutra do Fed requer que os juros subam até 2,0-2,5% em relação ao seu nível atual de 0,75-1,0%.

Depois de uma contração de 3,5% em 2020, devido à pandemia de coronavírus, a economia dos EUA expandiu-se 5,7% em 2021, avançando em seu ritmo mais rápido desde 1982.

Mas a inflação cresceu ainda mais rápido. O índice de gastos com consumo pessoal, indicador de inflação dos EUA acompanhado de perto pelo Fed, subiu 5,8% no ano até dezembro e 6,6% em 12 meses até março. Ambas as leituras também indicaram o crescimento mais rápido desde a década de 1980.

O índice de preços ao consumidor (IPC) nos EUA, outra medida-chave de inflação, enquanto isso, subiu 8,5% no ano até março. Economistas acreditam que o IPC desacelerou no mês passado e que a leitura de abril, a ser divulgada hoje, possa mostrar uma taxa de crescimento de apenas 8,1%, embora haja a possibilidade de haver diversas surpresas de alta.

A tolerância do Fed à inflação é de apenas 2% ao ano, o que faz com que sua meta de taxa neutra seja de 2,0-2,5%.

”Dados menores para o IPC podem gerar a expectativa de pico nas elevações do Fed: bom para as ações e os títulos, ruim para o dólar”, disse Jeffrey Halley, diretor de pesquisa para Ásia-Pacífico da plataforma online de negociação da OANDA.

“Dados mais altos geram expectativa de aperto maior do Fed: ruim para as ações e título, mas bom para o dólar”.

Ouro à vista semanal
Ouro à vista semanal

De qualquer forma, o ouro estava um pouco acima do ápice do triângulo de US$ 1835, de onde rompeu, no início de fevereiro, para alcançar US$ 2060, afirmou Halley.

“Um fechamento diário abaixo de US$ 1835,00 seria um sinal técnico bastante ruim”.

“Uma falha em US$ 1,835 abre espaço para um teste do suporte de US$ 1820 e possivelmente para US$ 1780. Outra falha neste último nível pode gerar uma correção para US$ 1700. O ouro tem resistência em US$ 1850 e 1882, sua média móvel de 100 dias. Minha expectativa é de volatilidade dentro de uma consolidação nos próximos dias”.

Michael Boutros, estrategista do ouro que escreve para a plataforma DailyFX, tem visão similar e afirmou o seguinte:

“Um rompimento de níveis inferiores a partir daqui mantém o foco em US$ 1818/28. Perdas abaixo desse patamar seriam extremamente prejudiciais do ponto de vista técnico, expondo o menor fechamento semanal do ano de 1791”.

Ouro à vista mensal
Ouro à vista mensal

Mas Sunil Kumar Dixit, estrategista técnico do skcharting.com, acredita que o ouro possa corrigir até US$ 1885, mesmo com predomínio do viés baixista.

“O ouro ainda tem espaço para cair até US$ 1820, que pode atuar como piso no curto prazo, iniciando uma breve recuperação para US$ 1850 e a média móvel simples de 100 dias a US$ 1885”, afirmou Dixit, que toma como base o preço do ouro à vista.

"A leitura do estocástico diário de 5/3 também pode provocar uma reversão de curto prazo para US$ 1850 - 1880.”

Mesmo assim, a tendência maior do ouro aponta para baixo, reconhece Dixit.

“Desde que a tendência de médio prazo virou baixista, qualquer recuperação para US$ 1850 - 1885 atrairá vendedores na tentativa de empurrar o metal para baixo até US$ 1800”, afirmou.

“Se o sentimento continuar vulnerável, a expectativa é que haja uma queda maior até US$ 1760 - 1700 nas próximas semanas. Isso geraria uma montanha-russa, com volatilidade para os dois lados no curto prazo”.

Aviso de isenção: Barani Krishnan utiliza diversas visões além da sua para dar diversidade às suas análises de mercado. A bem da neutralidade, ele por vezes apresenta visões e variáveis de mercado contrárias. O analista não possui posições nos ativos e commodities sobre os quais escreve.

 

Ouro Perderá Suporte de US$ 1800? Gráficos Dizem que Sim, Após Breve Correção
 

Artigos Relacionados

Ouro Perderá Suporte de US$ 1800? Gráficos Dizem que Sim, Após Breve Correção

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail