Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Desconfiança em relação a falas de Bolsonaro bate recorde no mandato, diz Datafolha

Quais as Ações Menos e Mais Arriscadas da B3? E Quais as Mais Descorrelacionadas?

Por Carlos Heitor CampaniAções23.07.2021 05:15
br.investing.com/analysis/quais-as-acoes-menos-e-mais-arriscadas-da-b3-200443483
Quais as Ações Menos e Mais Arriscadas da B3? E Quais as Mais Descorrelacionadas?
Por Carlos Heitor Campani   |  23.07.2021 05:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Olá, pessoal! Na coluna de hoje, analisei a correlação com o mercado e o risco de papéis (ações e units) negociados na bolsa. Como universo de análise, tomei os papéis que compõem o IBrX 100 atualmente. Este índice é mais abrangente do que o Ibovespa e escolhe seus 100 constituintes pelos maiores índices de negociabilidade, funcionando como um ótimo filtro de liquidez. Qualquer análise de ações que não estejam neste índice precisa ser feita com atenção, pois a baixa liquidez esconde riscos que retornos não conseguem capturar. Utilizei dados diários dos últimos 12 meses, gentilmente cedidos pela plataforma de dados Quantum Finance.

Quais os papéis menos e mais correlacionados com o Ibovespa?

A descorrelação é uma característica importante quando se escolhe os ativos que comporão uma carteira de investimento. Isso porque a diversificação com papéis descorrelacionados é mais eficiente do que com papéis altamente correlacionados. Em outras palavras, papéis com baixa correlação com o mercado permitem reduzir o risco da carteira mais assertivamente que papéis altamente correlacionados. Esse é um conceito bastante conhecido pela teoria de gestão de carteiras, mas cabe um exemplo para mostrar isso.

Suponha que você jogará dois dados em sequência e a sua felicidade é proporcional à soma dos valores obtidos, de modo que o resultado 1 + 1 geraria a maior tristeza possível. No primeiro lançamento, infelizmente você obtém o resultado 1. Caso o segundo dado seja descorrelacionado, significa que a chance do pior cenário possível, dado que o primeiro dado deu 1, seria 1/6 porque um novo resultado 1 seria equiprovável a qualquer outro resultado. Mas, agora imagine que há indícios de que o dado seja adulterado e o fato de ter dado 1 no primeiro lançamento aumenta a chance de dar novamente 1 no segundo lançamento para 50%. Pronto, esta correlação fez com que a chance para o pior cenário possível aumente, ou seja, o seu risco com a correlação dos dados aumentou.

Voltando para o contexto de uma carteira de investimentos, o mesmo acontece. Imagine que Joãozinho tenha apenas ações ordinárias da Petrobras (SA:PETR3)) e queira diversificar comprando uma segunda ação. Caso ele compre a ação preferencial da mesma companhia (SA:PETR4), sua diversificação será pífia, pois esses dois papéis têm altíssima correlação, acima de 0,95, por serem papéis da mesma empresa. Agora, se Joãozinho comprar ações da Suzano (SA:SUZB3), obviamente o grau de diversificação será maior, o que implica numa carteira mais eficiente sob o ponto de vista da relação risco vs. retorno. Se você quiser saber mais a respeito da importância de ativos pouco correlacionados na gestão de carteiras, leia este artigo que escrevi no ano passado.

Calculei a correlação de cada um dos constituintes do IBrX 100 com o mais conhecido índice da Bolsa de São Paulo: o Ibovespa. Abaixo, listo os 10 papéis menos e mais correlacionados com esse índice.

Quais os papéis menos e mais arriscados?

Quando falamos em risco, é preciso ter alguma cautela. O risco pode ser definido de diversas formas diferentes. Neste artigo, apresentarei os resultados para duas medidas importantes de risco. Primeiramente, utilizo como medida de risco o desvio-padrão à esquerda, tendo como referência a taxa livre de risco medida pelo CDI. 

O desvio-padrão à esquerda se compara com o tradicional desvio-padrão utilizado pelo mercado, mas eu sou crítico dessa última métrica. Isso porque ela possui a premissa de uma distribuição simétrica de retornos, onde o desvio-padrão à esquerda iguala o desvio-padrão à direita. E, em verdade, não precisamos dessa premissa. Caso realmente os retornos sejam simétricos, o desvio-padrão à esquerda será equivalente ao desvio-padrão tradicional. Ao utilizar o desvio-padrão à esquerda, estamos sendo prudentes ao eliminar uma premissa desnecessária e ampliar a validade da análise. E sempre lembro que a distinção entre o risco ruim e o risco bom é muito importante. O risco ruim é aquele que tememos e nos deixam insatisfeitos, com retornos abaixo da taxa livre de risco. Já o risco bom é aquele que nos deixa satisfeitos e pode ser medido pelo desvio-padrão à direita: esse risco não deve ser penalizado, mas sim premiado. Para se aprofundar nessa discussão, leia esses meus dois textos que escrevi para esta coluna: clique aqui e aqui.

Entretanto, há um ponto a respeito do desvio-padrão, seja ele o tradicional ou o à esquerda, que preciso compartilhar com vocês. Ele mensura o risco total de um ativo. O grande ponto é que, segundo a moderna teoria de gestão de carteiras, um ativo não gera prêmio de risco proporcional ao seu risco total, mas apenas ao risco que não é possível ser diversificado. Isso pois parte do risco total de um ativo é passível de anulação através da diversificação, daí chamarmos essa parcela de risco diversificável. Isso faz sentido porque caso o prêmio de risco fosse evidenciado pelo risco total de um ativo, haveria oportunidades de arbitragem no mercado. Esse papo fica para outro momento, até para não perdermos o foco de hoje, mas em um mercado eficiente e “sem dinheiro na mesa”, o prêmio de risco de um ativo é proporcional ao seu risco sistemático e não diversificável. Em outras palavras, investidores com carteiras pouco diversificadas correm riscos desnecessários.

Para se calcular tal risco, há necessidade de um modelo de precificação de ativos. Usarei aqui o modelo mais comum, tradicional e simples: o CAPM. Trata-se de um modelo de fator único, onde este é o próprio mercado. E aí passamos a falar do beta como medida do risco sistemático de um papel (falei a esse respeito nesse texto aqui). Em resumo: para carteiras bem diversificadas, o risco sistemático é uma melhor medida de risco para o processo de gestão e escolha de ativos. Tendo em vista isso, apresento abaixo os papéis do IBrX 100 com menores e maiores betas (baseados no CAPM com Ibovespa e CDI como livre de risco).

É interessante notar como a análise muda. A título de curiosidade, note que os quatro papéis com as maiores volatilidades não aparecem na lista daqueles com maiores riscos sistemáticos, o que significa que boa parte do risco total desses papéis pode ser diversificada numa carteira eficiente. Para aqueles que desejarem a planilha com a análise completa, basta me seguir no Instagram @carlosheitorcampani e ver como fazer o download nos meus stories. Finalizo esse artigo estimando muita saúde a todos. Um forte e respeitoso abraço.

* Carlos Heitor Campani é PhD em Finanças, Professor Pesquisador do Coppead/UFRJ e especialista em investimentos, previdência e finanças pessoais, corporativas e públicas. Esta coluna sai a cada duas semanas, sempre na sexta-feira.

** Os dados para essa análise foram gentilmente cedidos pela Quantum Finance.

Quais as Ações Menos e Mais Arriscadas da B3? E Quais as Mais Descorrelacionadas?
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
Ibovespa Fecha em Queda de 1,10%   Por Thiago Bisi - 16.09.2021

Análise gráfica (técnica) de Ibovespa, Índices, Dólar e Ações. Papéis em destaque: Ibovespa, Mini Índice, ETF iShares Small Cap (SA:SMAL11), ETF iShares MSCI Brazil (NYSE:EWZ), S&P...

Quais as Ações Menos e Mais Arriscadas da B3? E Quais as Mais Descorrelacionadas?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (31)
Barry Cuellar
Barry Cuellar 26.07.2021 3:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Otimo garoto!
Casaimperial Júbiloderubí
Casaimperial Júbiloderubí 25.07.2021 17:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelso e cirúrgico. Faltam mais artigos objetivos, como esse no fórum.
Adriana Guggiana
Adriana Guggiana 25.07.2021 9:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Confirmando premissas!
Adriana Guggiana
Adriana Guggiana 25.07.2021 9:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Confirmando premissas!
FILIPE OLIVEIRA
FILIPE OLIVEIRA 24.07.2021 16:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
MRFG3 dando um show 🚀🚀💰
Juliano Meurer
Juliano Meurer 24.07.2021 0:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente artigo professor Carlos, venho comprovando empiricamente a vol menor dessas ações citadas, sua tese venho para reafirmar, muito obrigado por compartilhar esse conteudo, melhor até mesmo que de plataformas pagas que assino! O conhecimento expande nossos horizontes…
Ricardo Moreira
Ricardo Moreira 23.07.2021 19:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ótimo artigo!
jose Tiago
jose Tiago 23.07.2021 18:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Artigo excelente!
Rafael Morais
Rafael Morais 23.07.2021 18:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Resumindo, nao entendi nada. Leitura muito cansativa.
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.07.2021 18:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Olá Rafael, te convido a entrar em contato comigo @carlosheitorcampani e me dizer o que exatamente você não entendeu. Adoraria poder explicar e fazê-lo entender. Aliás, esse é o meu papel. Forte abraço e obrigado pelo comentário.
Renata Vieira
Renata Vieira 23.07.2021 17:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
artigo muito bom! Obrigada, Professor.
Bruno Silva
Bruno Silva 23.07.2021 17:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Joãozinho precisa de ajuda, esse aí faz muita bobice.
luiz guilherme souza
luiz guilherme souza 23.07.2021 15:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vou lê de novo
luiz guilherme souza
luiz guilherme souza 23.07.2021 15:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vou lê de novo pq fiquei um pouco confuso! kaskaksk
Alex Coronetti
Alex Coronetti 23.07.2021 14:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻
Alex Coronetti
Alex Coronetti 23.07.2021 14:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻
Sandro Fernandes
Sandro Fernandes 23.07.2021 14:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente gostei bastante do conteúdo 👏👏👏
Milho Nário
Milho Nário 23.07.2021 14:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente conteúdo! Muito obrigado!
Gustavo Capuani
Gustavo Capuani 23.07.2021 14:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
excelente! parabéns!
José Antônio Martins
José Antônio Martins 23.07.2021 14:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Gostei, mais um ensinamento recebido.
Zacarias Santos
Zacarias Santos 23.07.2021 14:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ótimo artigo e muito didático!
Zacarias Santos
Zacarias Santos 23.07.2021 14:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ótimo artigo e muito didático!
Alexandre de Carneiro
Alexandre de Carneiro 23.07.2021 14:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito bom!
Luiz Eduardo
Luiz Eduardo 23.07.2021 14:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Parabéns pelo artigo.
Carlos Heitor Campani
Carlos Heitor Campani 23.07.2021 11:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito obrigado por todos os comentários pessoal. Saibam que eles são importantes e me estimulam muito!
Hermes Trimegisto
Hermes Trimegisto 23.07.2021 11:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelso artigo!!! Precisamos de mais artigos baseados em dados relevantes!!!
Cezario Dias
Cezario Dias 23.07.2021 10:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
muito bom, parabéns
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail