Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Taxas do Tesouro Direto rondam a estabilidade após reunião do Copom

O Dólar Voltará a Atrair Compradores em Agosto?

Por Kathy LienCâmbio03.08.2020 10:49
br.investing.com/analysis/us-dollar--will-buyers-return-in-august-200436502
O Dólar Voltará a Atrair Compradores em Agosto?
Por Kathy Lien   |  03.08.2020 10:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O mês de julho foi bastante difícil para o dólar. A moeda americana se desvalorizou bastante contra todas as principais moedas, atingindo as mínimas de vários meses ou anos. Em um mês, a divisa perdeu 6% do seu valor contra a libra esterlina, 5% contra o euro e mais de 4% contra o franco suíço e o dólar australiano.

Os investidores tinham razões de sobra para abandonar o greenback, como o aumento de casos de coronavírus no país, a queda dos rendimentos dos títulos do tesouro americano, a expiração dos benefícios de estímulo, as turbulências domésticas, um presidente da república imprevisível e tensões políticas com vários países ao redor do mundo, para citar alguns exemplos.

A pá de cal veio na quinta-feira, quando o presidente Donald Trump sugeriu um atraso nas eleições de 2020, o que é inconstitucional. Líderes republicanos foram rápidos em rejeitar a ideia, mas os investidores temem que o atual mandatário tentará deslegitimar o pelito de outras formas. Esse obscuro cenário político-econômico no dólar estadunidense dificulta a atração de compradores. 

Não obstante, o dólar sobrevendido se recuperou na sexta-feira, fazendo os investidores se perguntassem se poderia haver uma retomada maior neste mês. Os dados dos EUA foram mistos, já que os gastos pessoais subiram mais do que o esperado, mas a renda caiu. Mas o fato de haver uma surpresa de alta foi suficiente para levantar o dólar. Uma possível realização de lucro em moedas que se estenderam demais pode gerar mais ganhos no dólar neste mês sem relação com a demanda subjacente.

Os casos de vírus voltaram a subir em várias partes do mundo, o que gerou preocupações com o ritmo das retomadas. O crescimento estará no centro das atenções nesta semana, com o calendário econômico repleto de eventos, como dois anúncios de política monetária, três relatórios de emprego, dados de comércio na China, ISMs nos EUA, além de outros eventos capazes de movimentar o mercado.

Os investidores querem saber se a recuperação na indústria e serviços continuou nos EUA durante o mês de julho, mas o dado mais importante será a folha de pagamento não agrícola. O crescimento de empregos melhorou significativamente em junho após grandes perdas em abril, e economistas esperam que haja a continuação da recuperação em julho, mas em 2 milhões, o que marcaria uma desaceleração notável em relação ao aumento de 4,8 milhões do mês anterior.

A maioria das novas restrições em estados que registraram disparadas recentes de casos de covid-19 não foi implementada até meados de julho, portanto será interessante ver se o crescimento de empregos desacelerou antes disso. Se as recontratações continuaram em ritmo saudável, o dólar se valorizará, mas se ficarem aquém das expectativas, os investidores devem encarar com um mau presságio do que está por vir.

 O EUR/USD disparou acima de 1,19 antes da abertura de Londres na sexta-feira, mas rapidamente rejeitou esse patamar. A contração na economia da Zona do Euro no segundo trimestre foi levemente pior do que o esperado. A França e a Itália se saíram melhor do que o previsto, mas a Espanha desapontou.

Assim como nos EUA, esses números mostram a extensão dos danos da covid-19 na economia da região. Entretanto, ao contrário dos EUA, o fundo de recuperação e a relativa contenção dos casos de vírus na Europa devem conduzir a uma retomada mais vigorosa.

Além de revisões nos PMIs da Zona do Euro e dos dados de comércio da Alemanha, não há relatórios econômicos relevantes na região para esta semana, o que pode fazer com que o EUR/USD acompanhe os dados nos EUA e o apetite para o risco na moeda americana.

 Apesar de o EUR/USD ter corrigido na sexta-feira, o GBP/USD ampliou seus ganhos pelo 11º dia seguido de negociações. Essa é a mais forte sequência de ganhos para o par na última década. Existe uma resistência em 1.32, mas o nível principal a ser observado é 1.35.  

O Banco da Inglaterra tem um anúncio de política monetária nesta semana. Em sua última reunião, o comitê foi menos dovish do que o mercado esperava. Não há expectativa de mudanças significativas em suas projeções, já que a economia melhorou desde a última reunião de política monetária.

O Reserve Bank da Austrália, por outro lado, deve ser menos otimista, diante da deterioração dos dados e da alta de casos de vírus em Victoria. Apesar de o dólar neozelandês ter registrado a maior queda na sexta, o dólar australiano é a moeda mais vulnerável a uma correção nesta semana, por conta do RBA, PMIs e vendas de varejo.

A Nova Zelândia divulgará os números do mercado de trabalho do segundo trimestre. O dólar canadense foi mais resiliente, encerrando o dia estável, graças aos dados mais fortes do PIB mensal. 

O Dólar Voltará a Atrair Compradores em Agosto?
 

Artigos Relacionados

O Dólar Voltará a Atrair Compradores em Agosto?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Fabio Spider
Fabio Spider 03.08.2020 19:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ótimo resumo. Destaques bastante contundentes!!!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail