📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Petróleo global se apega a US$ 100 por barril enquanto as exportações de petróleo dos EUA balançam

Publicado 24.08.2022, 14:04
© Reuters.
LCO
-
CL
-

Por Barani Krishnan

Investing.com - Quase um dia de produção dos EUA - foi o total de exportações de petróleo dos Estados Unidos na semana passada, atingindo um recorde de 11,1 milhões de barris, mostraram dados do governo na quarta-feira.

Mas os preços do petróleo ainda lutam para estender seu rali pelo quinto dia em seis. O benchmark global Brent se agarrou a pouco mais de US$ 100 por barril enquanto o mercado agonizava com o potencial de outro aumento desproporcional da taxa dos EUA em setembro e a probabilidade de que uma recessão incipiente observada nos Estados Unidos nos dois primeiros trimestres deste ano pudesse se aprofundar e afetar Europa e o resto do mundo.

Igualmente, no topo das mentes dos comerciantes de petróleo, estava a oferta adicional que entraria no mercado se o Irã obtivesse um acordo nuclear renovado com as potências globais que removeria as sanções dos EUA ao seu petróleo, permitindo seu retorno legítimo ao mercado de exportação de petróleo bruto. .

Às 14h12 (horário de Brasília), o Petróleo WTI negociado em Nova York, a referência para os EUA, subia 0,73%, para US$ 94,41 por barril. O WTI teve uma ação volátil nos últimos dias, apesar de ter se recuperado de uma baixa de quase seis meses de US$ 85,73 em 16 de agosto.

O Brent negociado em Londres subia 0,5%, para US$ 100,72. Mais cedo, o Brent atingiu uma alta da sessão de US$ 101,87, subindo de uma baixa de US$ 91,71 há seis dias. Além dos fatores citados acima, uma razão para o enfraquecimento do Brent na quarta-feira foi o desempenho superior das exportações de petróleo bruto dos EUA em relação aos óleos concorrentes globais, disseram traders

“No ritmo em que os EUA estão exportando petróleo, a Arábia Saudita e o resto da Opep devem estar preocupados com sua participação de mercado”, disse John Kilduff, sócio do fundo de hedge de energia Again Capital, com sede em Nova York.

“Os EUA estão se aproximando da produção de petróleo de um dia para as exportações combinadas de petróleo e produtos que estão fazendo”, observou Kilduff. “A erosão da participação de mercado foi o que levou os sauditas a aumentar a produção antes da pandemia, para tentar matar o xisto [petróleo] dos EUA. Embora a produção de petróleo dos EUA permaneça abaixo das máximas pré-pandemia, esse tipo de número de exportação certamente levantará as sobrancelhas sauditas. Eles não vão gostar nem um pouco disso, eu posso te dizer.”

Os Estados Unidos exportaram 4,177 milhões de barris de petróleo bruto durante a semana encerrada em 19 de agosto, após um recorde de 5 milhões de barris na semana anterior até 12 de agosto, informou a Energy Information Administration (EIA), com sede em Washington, em seu Relatório Semanal de Status do Petróleo. .

Além das exportações de petróleo, houve embarques de 6,899 milhões de barris de gasolina e 2,370 milhões de barris de outros óleos que chegaram às vendas no exterior na semana passada. O total, de 11,076 milhões, superou as grandes vendas de petróleo da semana passada, de 10,709 milhões.

Em termos de produção de petróleo, os Estados Unidos produziram 12 milhões de barris por dia na semana passada, informou a EIA. Os estoques de petróleo bruto, após todas as exportações e consumo interno, caíram na semana passada em 3,282 milhões, estendendo a queda da semana anterior de 7,056 milhões.

A queda no saldo de petróleo foi ajudada por uma liberação desproporcional de 8,1 milhões de barris da Reserva Estratégica de Petróleo dos EUA, ou SPR, que o governo Biden vem aproveitando para garantir o fornecimento adequado para as refinarias transformarem em gasolina que reduziria os preços na bomba do petróleo. combustível.

Com o rebaixamento da semana passada, a detenção total de petróleo de emergência da SPR agora estava em seus níveis mais baixos desde janeiro de 1985, disse a EIA. O prêmio para isso foi a queda contínua nos preços da gasolina na bomba desde o início do verão, em 20 de junho. Na quarta-feira, o preço de varejo da gasolina atingiu uma média de US$ 3,883 por galão em comparação com o recorde de US$ 5,01 em meados de junho.

Nas últimas semanas, o Irã fez várias concessões para tentar retomar o acordo.

Na terça-feira, ele abriu mão de uma condição-chave que impede a inspeção de locais no Irã que se acredita estarem ligados ao enriquecimento de urânio. Teerã já queria que a Agência Internacional de Energia Atômica encerrasse sua investigação de material nuclear não declarado encontrado em certos locais iranianos em 2019. Não estava mais fazendo essa exigência, disse um alto funcionário do governo Biden à CNN na terça-feira.

Efetivamente, o que isso significava é que o Irã tinha menos a esconder da AIEA em meio a acusações de que a República Islâmica havia acumulado capacidade suficiente, incluindo enriquecimento de urânio, nesses locais para construir uma bomba atômica. Para registro, Teerã sustentou que seu programa nuclear era para uso civil, como geração de energia, e não para fabricação de armas. Arábia Saudita, Israel e outros arquirrivais da República Islâmica, é claro, não acreditam nessa história.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.