📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Google processa supostos golpistas sobre aplicativos falsos de criptomoedas

Publicado 04.04.2024, 09:59
Atualizado 04.04.2024, 15:01
GOOGL
-

Por Blake Brittain

(Reuters) - O Google (NASDAQ:GOOGL) processou dois cidadãos chineses em um tribunal federal de Nova York nesta quinta-feira, acusando-os de usar indevidamente sua loja de aplicativos Google Play para enganar milhares de usuários por meio de dezenas de aplicativos falsos de investimento em criptomoedas.

O processo diz que Yunfeng Sun, de Shenzhen, e Hongnam Cheung, de Hong Kong, estavam envolvidos em um esquema que gerou prejuízos de até dezenas de milhares de dólares por vítima desde 2019.

O Google acusou Sun e Cheung de extorsão e de violar os termos de serviço da empresa e outras políticas. Sun e Cheung não puderam ser contatados imediatamente para comentar o assunto.

"Não toleraremos o uso indevido de nossas plataformas para facilitar fraudes com criptomoedas", disse a conselheira geral do Google, Halimah DeLaine Prado. "Esse litígio é um passo fundamental para responsabilizar esses malfeitores."

O Google disse que Sun e Cheung se engajaram em um esquema de "engenharia social" para atrair as vítimas para seus aplicativos por meio de mensagens de texto "desorientadas".

"As mensagens de texto pareciam ser de números errados, mas depois os autores das mensagens começavam a conversar com as vítimas, desenvolvendo 'amizades' e 'vínculos românticos'", diz a denúncia.

Os supostos fraudadores então convenciam as vítimas a "investir" por meio dos aplicativos e permitiam que elas retirassem apenas pequenas quantias de seus "retornos", de acordo com o Google.

© Reuters. Logo do Google em evento em Las Vegas, nos EUA
10/01/2024
REUTERS/Steve Marcus

"Quando os usuários tentavam sacar quantias maiores de seus 'ganhos', eles eram instruídos a pagar mais dinheiro", disse o Google. "Quando as vítimas reclamavam com o 'amigo' ou 'parceiro romântico' que as havia orientado de forma tão prestativa durante o processo, o 'amigo' ou 'parceiro romântico' simplesmente desaparecia."

O processo também diz que Sun e Cheung usaram vídeos do YouTube, anúncios em mídias sociais e comunicados de imprensa falsos para fazer com que os aplicativos parecessem legítimos.

O Google disse que desativou 87 aplicativos falsos de Sun e Cheung nos últimos quatro anos, que foram baixados por quase 100 mil usuários em todo o mundo.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.