Libere dados premium: até 50% de desconto InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

Publicado 30.05.2024, 04:54
© Reuters
DIS
-
CSGN
-
HPQ
-
CRM
-
LCO
-
CL
-
1YMU24
-
NQU24
-
BVSP
-
US10YT=X
-
US500
-

Investing.com -- Os futuros dos EUA caíram um pouco na quinta-feira, após uma queda nas ações na sessão anterior, com preocupações crescentes sobre as fracas vendas do Tesouro e as perspectivas de possíveis reduções das taxas de juros do Federal Reserve. As ações da Salesforce caem em negociações de horário estendido, depois que o segundo trimestre do grupo de software de negócios perde as estimativas. Em outro lugar, o investidor ativista Nelson Peltz supostamente liquidou sua participação na Disney após uma batalha por procuração fracassada no início deste ano.

Como saber onde investir para continuar ganhando dinheiro em mercados voláteis? Experimente o InvestingPro e descubra! Clique AQUI, escolha o plano que deseja por 1 ou 2 anos e aproveite seus DESCONTOS. Obtenha até cerca de 50% aplicando o código OFERTAPRO. Não espere mais!

1. Futuros americanos em baixa

Os futuros das ações dos EUA caíram na quinta-feira, apontando para uma extensão das perdas registradas na sessão anterior, com os investidores preocupados com um aumento nos rendimentos do Tesouro e com o momento de possíveis cortes nas taxas de juros pelo Federal Reserve.

Às 8h10 (de Brasília), o contrato Dow futures havia caído 0,9%, o S&P 500 futures perdia 0,35%, e o Nasdaq 100 futures recuava 0,27%.

As principais médias de Wall Street afundaram na quarta-feira, puxadas para baixo por um aumento nos rendimentos do Tesouro, provocado por uma demanda morna por novos leilões de dívida do governo dos EUA. O rendimento do índice de referência Título de 10 anos subiu para um pico de 4,6% em quatro semanas, somando-se aos ganhos registrados na terça-feira.

Os sinais de inflação persistente e os comentários recentes das autoridades do Fed também levaram alguns observadores do mercado a reduzir suas expectativas de redução das taxas neste ano. Em vez de dois cortes em 2024, a ferramenta CME FedWatch, monitorada de perto, mostra que os investidores agora estão apostando que o banco central fará apenas um em novembro ou dezembro.

Esse sentimento pode ser ainda mais afetado pela divulgação do índice mensal de preços de despesas de consumo pessoal - a medida de inflação preferida do Fed - no final desta semana. Os formuladores de políticas sugeriram que precisam ver mais evidências de que os ganhos de preços estão se arrefecendo para o nível da meta de 2% antes de começarem a reduzir os custos dos empréstimos, que estão em patamares superiores a duas décadas.

CONFIRA: Calendário Econômico do Investing.com

2. Salesforce cai após o expediente, já que a previsão para o segundo trimestre decepciona

As ações da Salesforce (NYSE:CRM) caíram mais de 16% no pregão de horário estendido, depois que o grupo de software para locais de trabalho divulgou um guidance para o trimestre atual que ficou aquém das estimativas dos analistas.

A perspectiva foi afetada pelos fracos gastos dos clientes com seus produtos e serviços voltados para os negócios, o que prejudicou o otimismo em torno do plano da empresa sediada na Califórnia de usar a inteligência artificial generativa para aumentar os retornos. No entanto, o executivo-chefe Marc Benioff adotou um tom otimista em relação à IA, dizendo que ela continua a apresentar uma "enorme oportunidade para nossos clientes se conectarem com seus clientes de uma maneira totalmente nova".

Para o segundo trimestre fiscal, a Salesforce projetou que o lucro ajustado por ação ficaria na faixa de US$ 1,31 a US$ 1,33 sobre uma receita entre US$ 9,20 bilhões e US$ 9,25 bilhões. As previsões de Wall Street apontavam para valores de US$ 1,47 e US$ 9,34 bilhões, respectivamente.

A empresa também reduziu suas expectativas de crescimento da receita anual de assinaturas e suporte para "ligeiramente abaixo" de 10% em relação ao ano anterior. Anteriormente, a empresa havia previsto um aumento de 10% em fevereiro.

Em outras notícias corporativas, as vendas do segundo trimestre da HP Inc. (NYSE:HPQ) superaram as estimativas, em um sinal de melhoria da força do mercado de computação pessoal. As ações do grupo subiram após o sino de fechamento.

LEIA MAIS: Sem 'sell in may and go away': Três formas de ampliar os ganhos dos investimentos

3. Peltz liquida participação na Disney - CNBC

O investidor ativista Nelson Peltz se desfez de toda a sua participação na Walt Disney Company (NYSE:DIS), de acordo com uma reportagem da CNBC na quarta-feira.

Peltz teria vendido suas ações da Disney por aproximadamente US$ 120 cada, uma transação que rendeu cerca de US$ 1 bilhão. As ações fecharam a US$ 100,88 na quarta-feira e subiram mais de 11% até agora neste ano.

A mudança ocorre depois que a empresa de investimentos de Peltz, a Trian Partners, perdeu uma batalha por procuração em uma reunião de acionistas da Disney no início de abril. Durante a reunião, as partes interessadas apoiaram a reeleição de toda a diretoria da gigante do entretenimento, rejeitando as tentativas de Peltz de garantir assentos para si mesmo e para Jay Rasulo, ex-diretor financeiro da Disney.

Peltz tem sido um crítico veemente da governança da Disney há algum tempo, atacando especificamente a estratégia da empresa para seu serviço crucial de streaming, bem como seus planos de sucessão para o executivo-chefe Bob Iger.

VEJA: Cotações das ações americanas

4. UBS reorganiza equipe de liderança e considera sucessão de CEO - FT

O banco suíço UBS reformulou sua diretoria executiva e dividiu a responsabilidade por seu principal segmento de gestão de patrimônio entre dois gerentes que são considerados os mais prováveis sucessores do atual presidente-executivo Sergio Ermotti, informou o Financial Times.

Citando um memorando enviado por Ermotti à equipe, o FT informou que o chefe de gestão de patrimônio Iqbal Khan e o chefe do banco de investimentos Rob Karofsky se tornarão copresidentes da unidade de gestão de patrimônio. De acordo com o plano, Khan se mudará para a Ásia para liderar os negócios do UBS na região Ásia-Pacífico, enquanto Karofsky comandará a divisão das Américas.

Enquanto isso, o banco, que está em processo de assimilação de seu antigo rival, o Credit Suisse (SIX:CSGN), em suas operações, depois de uma união negociada com o governo no ano passado, está buscando candidatos internos para substituir Ermotti depois de sua aposentadoria prevista para 2027, disse o FT.

A mudança no alto escalão também resultará na saída do CEO do Credit Suisse, Ulrich Körner, e na aposentadoria da diretora do UBS Americas, Naureen Hassan, informou o jornal. Körner será o último executivo-chefe em 168 anos de história do Credit Suisse.

ACOMPANHE: Cotações das commmodities

5. Petróleo cai apesar da redução dos estoques nos EUA

Os preços do petróleo caíram na quinta-feira, já que as preocupações com os altos custos de empréstimos superaram o otimismo sobre um aumento maior do que o esperado nos estoques dos EUA.

Às 8h12, os futuros do petróleo dos EUA (WTI) foram negociados 0,39% mais baixos, a US$78,92 por barril, enquanto o contrato Brent caiu 0,37%, para US$82,12 por barril.

Dados do American Petroleum Institute mostraram na quarta-feira que os estoques de petróleo damericanos diminuíram quase 6,5 milhões de barris na semana passada, muito mais do que as expectativas de uma queda de 1,9 milhão de barris.

Os dados geralmente anunciam uma leitura semelhante dos dados oficiais de estoques, que devem ser divulgados na quinta-feira. A redução desproporcional sugeriu que a demanda de combustível dos EUA estava se recuperando com o início da temporada de verão, que é muito movimentada, amplamente vista como o fim de semana do Memorial Day.

*

Precisa de ajuda para navegar nos mercados? InvestingPro é para você!

Seja você busca conquistar orientações sobre investimentos ou procura por ferramentas que permitam escolher as ações corretas do Ibovespa ou dos mercados globais por conta própria, o InvestingPro tem algo a oferecer.

Você encontrará estratégias de IA, indicadores exclusivos, dados financeiros históricos, notícias profissionais e muitos outros serviços para sempre manter uma vantagem nos mercados e saber quais ações comprar e quais evitar.

E os leitores de nossos artigos têm por tempo limitado um desconto especial nas assinaturas. Inscreva-se agora! E não esqueça o código promocional "OFERTAPRO", válido para assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos!

Recursos do InvestingPro - Use o cupom INVESTIR para um desconto adicional

1 ano de InvestingPro

1 ano de InvestingPro+

2 anos de InvestingPro

2 anos de InvestingPro+


Veja como aplicar o cupom no vídeo abaixo:

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.