📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

S&P 500 pode desabar mais de 20% até o fim do ano, segundo analista

Publicado 18.06.2024, 19:03
US500
-
MSFT
-
AAPL
-
NVDA
-
ESU24
-

Investing.com - Enquanto o mercado de ações dos EUA alcança novos recordes, é raro encontrar analistas com uma visão negativa sobre as ações. No entanto, um dos mais renomados, Marko Kolanovic, do JPMorgan (NYSE:JPM), reafirmou sua perspectiva negativa em uma nota recente.

Ele manteve sua previsão para o S&P 500 no final do ano em 4.200 pontos, o que representa uma queda de 23,2% em relação ao fechamento de segunda-feira.

"A nossa cautela se deve à crença de que o valor das ações não aumentará e que qualquer crescimento deverá vir dos lucros das empresas, que julgamos insuficientes para justificar o risco associado às ações, mesmo no cenário mais otimista", explica a nota.

Kolanovic prevê um crescimento de lucros abaixo do esperado para o S&P 500, estimando que o lucro por ação do índice será de apenas US$ 225 em 2024, abaixo dos US$ 221 em 2023. Isso contrasta com a previsão média de Wall Street de US$ 240 e US$ 228 nos últimos 12 meses.

Ele ressalta que "para evitar uma correção superior a 20% nas ações, seria necessário acreditar que a tecnologia se tornará rapidamente um motor de crescimento muito mais significativo para a economia como um todo", deixando claro que ele não compartilha dessa crença e recomenda paciência aos investidores antes de investir seu dinheiro.

"Embora vejamos a tecnologia como um motor chave para o crescimento econômico nos próximos anos, não esperamos que seu impacto nas finanças das empresas seja tão imediato quanto alguns preveem. Por isso, mantemos uma postura cautelosa, antecipando um enfraquecimento do crescimento econômico e uma correção no mercado acionário que oferecerá aos investidores um ponto de entrada mais vantajoso", escreveu ele.

A visão de Kolanovic contrasta com outros analistas: Evercore aumentou sua previsão para o S&P 500 para 6.000 pontos, enquanto Goldman Sachs (NYSE:GS) elevou sua meta para 5.600 pontos.

Comece a operar com inteligência artificial e os melhores dados financeiros para impulsionar seus resultados hoje! Use o cupom OFERTAPRO na promoção do InvestingPro e descubra ações explosivas! Clique aqui!

Barclays (LON:BARC) vê risco maior de correção em tecnologia

Já os estrategistas do Barclays alertaram nesta terça-feira, 18, para o crescente risco de correção nas ações de tecnologia, apesar da solidez dos fundamentos do setor.

O banco relata que, embora a tecnologia e as grandes empresas de tecnologia (Big Tech) se destaquem no mercado acionário dos EUA, elas foram cruciais para o desempenho do S&P 500 no primeiro trimestre de 2024, marcando o terceiro trimestre consecutivo de alavancagem operacional positiva. Quase 90% do setor superou as projeções de lucro por ação (LPA).

No entanto, o banco identifica vários riscos significativos que podem levar a uma correção no mercado de tecnologia. Uma das principais preocupações é o risco de concentração elevada. De acordo com o Barclays, a disparidade entre as seis principais ações e o restante do S&P 500 alcançou o 94º percentil no final de maio, um aumento significativo em relação ao 70º percentil registrado em janeiro.

Os estrategistas do banco destacam que, baseados em precedentes de liderança concentrada e esticada, como nos anos de 2000 e 2020, esperam que os líderes de mercado possam devolver parte de seus ganhos excessivos no médio prazo.

Outro fator de risco é o posicionamento. O Barclays observa que a exposição a ações, controlada por volatilidade e por Commodity Trading Advisors (CTAs), permanece alta, com um fluxo claramente inclinado para o lado negativo.

Ademais, os fundos mútuos iniciaram o ano com uma sobrepeso em tecnologia e Big Tech, aumentando ainda mais essa alocação nos dois primeiros trimestres de 2024. Isso resultou em uma concentração recorde da Big Tech nos portfólios de fundos mútuos.

As próximas eleições nos EUA também representam um risco para o setor. O Barclays ressalta que as empresas de tecnologia estão particularmente expostas à retórica sobre tarifas e tributação internacional. Em um cenário de vitória de Trump, há risco aumentado de protecionismo, dada a dependência de cadeias globais de suprimento. Por outro lado, uma vitória de Biden poderia levar a mudanças desfavoráveis na tributação internacional, como o aumento da alíquota da renda global intangível de baixa tributação (GILTI) para 21%.

Além disso, o potencial de aumento dos rendimentos do Tesouro sugere um risco de duração. A alta correlação negativa entre ações e taxas de juros, que ajudou a impulsionar as ações para novos máximos históricos com a recente queda das taxas, pode tornar as altamente valorizadas ações de tecnologia particularmente susceptíveis a uma reversão nos rendimentos das taxas de juros.

Finalmente, há riscos vindos da Europa. Os recentes desenvolvimentos políticos, especialmente as eleições parlamentares antecipadas na França, foram mal recebidos pelos mercados locais, embora ainda não tenham afetado significativamente as ações dos EUA. No entanto, o fraco desempenho recente das bolsas europeias indica um risco emergente que pode impactar também o mercado americano.

***

INVISTA COM O PODER DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL! Quer saber se uma ação pode subir ou se é boa pagadora de dividendos?

No InvestingPro, com poucos cliques, você sabe tudo isso e ainda tem acesso a:

  • ProPicks: Estratégias que usam IA para selecionar ações explosivas.

  • Preço-justo: Saiba se uma ação está cara ou barata com base em seus fundamentos.

  • ProTips: Dicas rápidas e diretas para descomplicar informações financeiras.

  • Filtro avançado: Encontre as melhores ações com base em centenas de métricas.

  • Ideias: Descubra como os maiores gestores do mundo estão posicionados e copie suas estratégias.

  • Dados de nível institucional: Monte suas próprias estratégias com ações de todo o mundo.

  • Navegação turbo: As páginas do Investing.com carregam mais rápido, sem anúncios.

PROMOÇÃO DE INVERNO NO AR! Use o cupom OFERTAPRO e ganhe um desconto adicional nos planos de 1 ou 2 anos do Pro ou Pro+. Clique aqui e garanta seu preço especial agora!

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.