Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

2020 Foi “O Ano da Pandemia”; 2021 Será “O Ano da Vacina”?

br.investing.com/analysis/2020-foi-o-ano-da-pandemia-2021-sera-o-ano-da-vacina-200439760
2020 Foi “O Ano da Pandemia”; 2021 Será “O Ano da Vacina”?
Por Eduardo Cavalheiro   |  29.01.2021 11:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O ano da pandemia acabou? Sim, mas a pandemia não. Deve continuar nos afetando por algum tempo ainda. Espero que 2021 seja conhecido como o ano da vacina e que uma volta às condições normais das coisas seja possível o quanto antes.

Mas 2020 foi difícil sob todos os aspectos, e principalmente na área da saúde com os impactos gerados pela pandemia. Muitas pessoas ficaram doentes e morreram. Diversos negócios desapareceram, muitos profissionais perderam seus empregos e por aí vai. Uma lista interminável que afetou cada um de nós de formas e intensidades diferentes.

Na economia, todos acompanhamos a evolução das expectativas ao longo do ano. Após o primeiro choque da elevação do número de casos da Covid-19 e início de programas de isolamento social (mais ou menos intensos), a expectativa era de que estaríamos caminhando para o fim dos tempos, sem qualquer possibilidade de recuperação econômica. Naquele momento (abril/maio 2020) as projeções apontavam para uma queda do PIB mundial em 2020 ao redor de 8%: uma tragédia.

A reação dos governos, aportando expressivos volumes de recursos na economia e o início de uma flexibilização dos programas de isolamento social permitiram a reabertura de grande parte das empresas, principalmente a partir de julho de 2020, fazendo com que ao final do ano as expectativas de crescimento do PIB mundial evoluíssem para uma queda de -4%: “tá ruim, mas tá bão”.

A injeção de vultosos recursos de governos na economia (no Brasil estima-se que essa injeção tenha sido algo como 6% do PIB) trouxe um grande aumento da liquidez mundial e propiciou que todos os países passassem a trabalhar com taxas de juros nas mínimas, inclusive o Brasil, com um patamar próximo de 2% a.a. desde julho de 2020. Este ambiente permitiu a expansão do crédito e fomentou o crescimento de diversas atividades no segundo semestre do ano.

Especificamente no Brasil este cenário beneficiou setores que encerraram o ano com crescimentos expressivos: Agronegócio (juros baixos/câmbio desvalorizado), Commodities Minerais (câmbio desvalorizado), Comércio Eletrônico (mudanças nos hábitos de consumo/juros baixos), Construção Civil (juros baixos/abundância de crédito).

Logicamente que fica uma enorme conta a ser paga no futuro com a elevação das dívidas de todos os governos ao redor do mundo (o Brasil inclusive), com repercussões por muitos anos adiante. Mas esse é um assunto sobre o qual os governantes não querem tratar neste momento, pois envolve corte de gastos, ajustes internos, reformas estruturantes e outros temas que de início são impopulares, mas inescapáveis para o futuro.

Por fim, no mercado de ações prevaleceu o ambiente de grande liquidez, juros baixos e a crença de que a crise terá um fim em breve. Vimos o número de CPFs cadastrados na B3 (SA:B3SA3) atingir o patamar de 3 milhões, a elevação do volume médio diário de negociação para cerca de R$30 bilhões e a retomada da agenda de aberturas de capital na B3. Foram 27 empresas que, juntas, captaram cerca de R$44 bilhões.

Além disso, também vimos a forte recuperação de fluxo de investidores estrangeiros no último terceiro trimestre revertendo grande parte do que havia saído nos meses anteriores fazendo com que a bolsa fechasse 2020 com alta de 2,92% no ano ou simplesmente 100% de valorização em relação ao patamar dos 60 mil pontos que vigorou em março de 2020, no auge da crise.

Sem dúvidas 2020 foi um ano emocionante e cheio de alternâncias de expectativas. Aguardemos as emoções de 2021.

2020 Foi “O Ano da Pandemia”; 2021 Será “O Ano da Vacina”?
 

Artigos Relacionados

Julio Hegedus Netto
No Olho do Furacão Por Julio Hegedus Netto - 28.07.2021

Terça-feira foi um dia infernal para os mercados. Além da já prevista cautela com a reunião do Fed, a se definir hoje, tivemos a variante Delta a assustar o mundo e novas...

2020 Foi “O Ano da Pandemia”; 2021 Será “O Ano da Vacina”?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Rubert Aguiar
Rubert Aguiar 29.01.2021 18:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
mas ainda tá dificil
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail