Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Aposentadoria? Para quê?

Publicado 24.02.2024, 13:05

Você realmente já pensou em sua aposentadoria?

Ao falarmos em “pensar realmente”; estamos conversando sobre se planejar financeiramente, possuir um plano de como (e onde) se quer estar em uma, duas, três décadas.

Muitos podem pensar; é tempo demais, não sei nem se estarei vivo até lá, mas a estatística e a ciência comprovam o contrário, a probabilidade nesse caso é a seu favor.

Residimos em um país continental, com uma população que supera os 200 milhões de habitantes e os dados do IBGE evidenciam o envelhecimento de nossa população, onde a base da pirâmide etária (+ jovens) está diminuindo, concomitante ao aumento do topo da pirâmide (+ velhos), como pode ser visualizado na figura abaixo.

Dados do Ministério do Trabalho são ainda mais alarmantes, em 2019 apenas 05 trabalhadores financiavam 01 aposentado, e a projeção para 2060 são de que para 100 trabalhadores ativos, existirão 63 aposentados, com a população idosa chegando a 1/3 do total.

Nos últimos 30 anos, o país enfrentou 07 reformas previdenciárias, sendo a mais recente em 2019, mesmo assim, especialistas afirmam que não foram feitas as transformações necessárias, mas restringiram-se às mudanças possíveis.

Isso fica evidenciado ao se verificar que em 2022, o déficit geral da previdência pública atingiu R$ 375,3 bilhões (3,8% do PIB).

Os dados apresentados evidenciam um cenário de elevado déficit previdenciário, alteração da pirâmide etária, indicando o envelhecimento da população brasileira e um histórico de reformas que não conseguiram regularizar essa situação.

Dessa maneira, é evidente e racional que a população tenha um planejamento financeiro de aposentadoria, ao menos para assegurar o padrão de vida atual e não se fazer necessário trabalhar além da idade, bem como poder usufruir do que se construiu por toda uma vida; correto?

Infelizmente, NÃO!

Um estudo das autoras Kelmara M Vieira, Taiane K Matheis e Tamara O A Rosenblum, publicado pela Revista USP, apresenta uma ampla pesquisa em 12 capitais e 20 cidades interioranas do Brasil, cuja amostra eram de pessoas não aposentadas e residentes em todas as regiões do país.

Dentre os resultados obtidos nesse estudo, destaco que mais de 75% dos entrevistados não sabiam o quanto se fazia necessário economizar pensando em aposentadoria.

E pasmem, mesmo sem esse conhecimento, quase 70% dos entrevistados afirmam que estarão em situação financeira igual, melhor ou muito melhor no momento da aposentadoria do que a situação atual.

Os dados apresentados refletem o total desconhecimento por parte da população e corroboram com sua urgente conscientização, fazendo-me lembrar de um pensamento, que muitos dizem ser um ensinamento árabe, onde diz:

São 04 os tipos de ser humano:

Aquele que não sabe, e não sabe que não sabe. É um tolo: evite-o;

Aquele que não sabe, e sabe que não sabe. É um simples: ensine-o;

Aquele que sabe, e não sabe que sabe. Está dormindo: acorde-o;

Aquele que sabe, e sabe que sabe. É um sábio: respeite-o.

E você?

Qual tipo de ser humano é?

Agora que você já sabe, a decisão está em suas mãos.

Utilize da sabedoria e não deixe o seu futuro e de sua família “ao acaso”, assuma o controle de suas finanças, trace um plano financeiro e utilize a “8ª maravilha do mundo” a seu favor.

O seu “eu do futuro” agradecerá!

Encontre dados avançados sobre as principais ações do mundo com o InvestingPro. Para um desconto especial, use o cupom INVESTIR para as assinaturas anuais e de 2 anos do Pro e Pro+

Últimos comentários

Ótimo texto
No Brasil são poucas as pessoas que conseguem manter uma renda constante e sem grandes oscilações durante a sua vida ativa. Portanto, é muito difícil sobrar algum dinheiro para investir na aposentadoria. Vide a grande legião de endividados que mal conseguem fechar as suas contas no final do mês. O déficit da previdência parece estar muito mais atrelado a despesas com pagamento de seguros e auxílios do que com aposentadorias por idade. O mercado financeiro não é para principiantes, e para ter ganhos que permita viver de rendas é preciso assumir riscos que podem acabar de vez com o pouco que restou do seu patrimônio na velhice.
Parabéns ao colunista! Sempre alertando para a necessidade de planejamento!
Ahhh que essa cutucada doeu! Obrigada.
ola Boa tarde brilhante Rafael seu texto e suas perspectivas do futuro um grande abraço muita vida é paz pra sua família
As vezes me reconheço chinês, japonês ou mesmo um alemão… mas viva o carnaval ( para os outros).Kkkkk
você sabe...mas não sabe que sabe......diz o ditado árabe.
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.