Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Retomada de compras de carne pela China é lenta em meio a ruído político, diz Minerva

As Perguntas de 1 Milhão de Dólares

Por Archer Consulting (Marcelo Fraga Moreira)Commodities08.02.2021 10:49
br.investing.com/analysis/as-perguntas-de-1-milhao-de-dolares-200439961
As Perguntas de 1 Milhão de Dólares
Por Archer Consulting (Marcelo Fraga Moreira)   |  08.02.2021 10:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Nos últimos 45 dias (desde nosso último relatório em 18 de dezembro de 2020) o mercado de café trabalhou com uma amplitude de 1.200 pontos (entre 120,00-131,75 centavos de dólar por libra-peso no Março-21 e entre 125-137,25 centavos de dólar por libra-peso no Setembro-21) fechando a primeira semana de Fevereiro respectivamente @ 123,90 centavos de dólar por libra-peso e @ 129,95 centavos de dólar por libra-peso. Já o Real desvalorizou -4,89% no mesmo período, negociando entre 5,11 – 5,5280 R$/US$, fechando a primeira semana de Fevereiro @ 5,37 R$/US$.

Nosso foco continuará sendo na análise do Set-21 e Set-22 uma vez que o Brasil praticamente já fixou sua safra 20/21 e as novas vendas/hedge estão concentradas nos meses acima para as próximas safras. E onde, caso o Brasil venha a sofrer algum risco de geadas nos períodos Junho-Agosto 2021 e/ou 2022, as cotações deverão refletir com maior intensidade a qualquer evento climático.

Se “você” estiver na posição “comprada” e/ou “ainda com produto para vender/fixar” referente a algum saldo da safra 20/21 ou 21/22 em diante, o mercado já deu oportunidades para “você” fixar suas vendas acima dos 700 r$/saca quando o Set-21 chegou a negociar @ 131,75 centavos de dólar por libra-peso e próximo dos 900 r$/saca quando o Set-22 chegou a negociar @ 142,90 centavos de dólar por libra-peso (as máximas dos contratos negociadas no dia 15 de Janeiro de 2021) e aproveitando a curva do Real que chegou a atingir 5.5280 R$/US$ no spot e acima dos 5.60 R$/US$ nos meses diferidos. Rompendo essas máximas os sinais gráficos indicavam que as cotações poderiam seguir subindo e atingir/ultrapassar os 150 centavos de dólar por libra-peso. Ou seja, otimismo puro com alguns produtores já apostando em vender café acima dos 1.000 R$/saca!!

De lá para cá, novamente os “comprados/long” voltaram a se preocupar pois o mercado “devolveu” tudo e voltou a testar as mínimas no Março-21 e Set-21 tentando romper os 120 centavos de dólar por libra-peso e os 125 centavos de dólar por libra-peso respectivamente (e claro, os “vendidos” estavam com sentimentos contrários, ou seja “preocupados com as altas e felizes com a realização do mercado”).  

Neste mesmo período os fundos continuaram comprando e aumentando a posição comprada em +12%, saindo de 26.141 lotes para 29.442 lotes.

Quais os fatores / notícias para tanta volatilidade nesse mercado nos últimos 45 dias?

Nas primeiras semanas de Janeiro-21 a preocupação continuou sendo as notícias que não paravam de chegar no mercado referente aos efeitos da seca nas principais zonas produtoras brasileiras e, as estimativas da quebra para a próxima safra 21/22 indicando uma produção abaixo dos 52 milhões de sacas (uma quebra entre 30-40%). Também tivemos notícias onde alguns produtores estão tentando recomprar suas posições junto as tradings (pois se comprometeram com vendas e entregas futuras antes do período da seca, e agora estão preocupados se realmente vão conseguir performar seus contratos). “Rumores” que alguns produtores já estão considerando não honrar seus contratos futuros pois venderam parte de suas produções abaixo dos 600 R$/saca equivalente quando o mercado já está negociando acima dos 680/700 R$/saca e vão alegar junto aos meios jurídicos evento de “força maior” (o “fantasma” do default já assombrando o mercado)! Junto a essas notícias também vem sendo confirmada a quebra da safra de Honduras e do Vietnam em aproximadamente -18%. 

Após tantas “notícias” ruins, a Organização Mundial do Café (OIC) soltou um relatório projetando um estoque de passagem referente a safra mundial 20/21 acima das 5 milhões de sacas (e alguns analistas acreditando em um excedente ao redor de 8 milhões de sacas)! Essas últimas notícias deram uma “ducha de água fria” no mercado fazendo o mesmo voltar a realizar!

Porém, nesta primeira semana de Fevereiro-21, voltamos a ter novos números atualizados da StoneX, confirmado a quebra da safra brasileira ao redor de -30% e uma produção ao redor de 51 milhões de sacas! Os números da Conab são ainda piores. A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) parte de uma safra 20/21 de 63 milhões de sacas (X 68-70 milhões de sacas das empresas independentes e o consenso do mercado). Com base nos seus números e com a quebra também estimada ao redor de -30%, então a próxima safra brasileira 21/22 deverá ficar abaixo das 45 milhões de sacas!

Com o principal produtor mundial reduzindo sua produção em 20-25 milhões de sacas, os números da OIC referente “estoque de passagem acima dos 5 milhões de sacas não vai fazer “cócegas” no mercado! E com base nesse cenário, seguimos cautelosos e extremamente altistas no médio/longo prazo!

Para os próximos meses, 2-3 anos, qual será o tamanho da próxima safra brasileira 21/22 e 22/23? Qual será a produção mundial para os próximos anos? Vietnam? América Central? E o estoque de passagem? Os números da OIC estão corretos? E o consumo mundial? Com o início da vacinação em praticamente todos os países as economias vão voltar a crescer em qual ritmo? O poder aquisitivo das famílias e o consumo vão voltar a crescer? Quanto? E, principalmente, quantos produtores atuais de café vão abandonar suas lavouras (literalmente passando o trator por cima dos pés de café) e substituir suas culturas por outras mais rentáveis, tais como soja, milho? E a inflação brasileira (os produtores brasileiros tiveram aumentos nos seus custos acima da inflação como diesel, insumos agrícolas, fertilizantes, frete, etc)? Os números dos custos de produção para a saca de café estão fechando no azul?

Então, essas são algumas das “perguntas de 1 milhão de dólares”!

Seguimos sugerindo cautela para os produtores brasileiros! Para os produtores, e até mesmo cooperativas, que  já venderam mais do que podiam, procurem recomprar, renegociar as entregas com suas cooperativas/tradings e/ou recomprem suas posições via mercado futuro na BMF (mesmo com baixa liquidez) e/ou através da compra das “Call-Spreads” via bolsa de Nova Iorque para mitigar/reduzir seus prejuízos!

Para os produtores que ainda tem produto para vender nossa sugestão segue sendo para aguardar chegar o período do inverno brasileiro pois qualquer risco/chance de geadas poderá gerar pânico e as cotações poderão disparar! Por exemplo, o contrato do  açúcar refinado em Londres com vencimento em Março-21 subiu 100 dólares por tonelada em 60 dias! A arroba do boi subiu mais de 100% nos últimos 12 meses! China segue comprando tudo! Tomem cuidado! Protejam-se!

Como sempre, cuidado com as “operações estruturadas” (os famosos acumuladores que podem dobrar, aparecer se o mercado negociar a X nível). Não coloquem riscos desnecessários nos livros! Façam suas contas, levantamento das suas lavouras, projeção de “eventuais quebras”, e aproveitem as oportunidades!

As Perguntas de 1 Milhão de Dólares
 

Artigos Relacionados

As Perguntas de 1 Milhão de Dólares

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail