Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

CDB: Como escolher o melhor

Publicado 02.03.2024, 13:00
Atualizado 12.07.2023, 18:14

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) são uma das opções mais populares de investimento em renda fixa no Brasil, oferecendo uma variedade de escolhas para atender a diferentes objetivos financeiros. Este artigo aprofunda-se na seleção do CDB ideal, considerando os objetivos de investimento, prazos, tipos de CDB e os riscos associados, para ajudar os investidores a fazerem escolhas informadas.

Alinhando Objetivos e Prazos com o Tipo de CDB

A escolha do CDB mais adequado deve ser baseada em seus objetivos financeiros e no tempo que você pode manter o investimento. Para metas de curto prazo, como a criação de um fundo de emergência ou a economia para uma viagem no próximo ano, CDBs com liquidez diária ou prazos de vencimento curtos são ideais. Embora esses CDBs possam oferecer taxas de retorno mais baixas, eles proporcionam a flexibilidade necessária para acessar seu dinheiro rapidamente, sem penalidades significativas.

Para objetivos de longo prazo, como economizar para a aposentadoria ou a educação dos filhos, CDBs com prazos de vencimento mais longos são mais apropriados. Esses CDBs tendem a oferecer taxas de juros mais altas, compensando a imobilização do capital por um período mais extenso. A escolha do prazo deve refletir seu horizonte de investimento e a necessidade de liquidez.

CDBs Prefixados: Segurança e Previsibilidade para Investidores Conservadores

Os CDBs prefixados são particularmente atraentes para investidores conservadores que valorizam a previsibilidade. Eles oferecem uma taxa de retorno fixa, permitindo que você saiba exatamente quanto seu investimento valerá no vencimento. Essa característica os torna ideais para planejamento financeiro, especialmente em cenários de baixa inflação ou quando as taxas de juros estão em queda. Embora a rentabilidade dos CDBs prefixados possa não ser a mais alta do mercado, eles geralmente oferecem retornos superiores aos da poupança, tornando-os uma escolha sólida para quem busca segurança e previsibilidade.

CDBs Pós-fixados: Potencial de Rendimentos Atrativos para Perfis Mais Arrojados

Para investidores que buscam um potencial de rendimento mais significativo e estão dispostos a aceitar alguma variação na rentabilidade, os CDBs pós-fixados são uma excelente opção. Esses CDBs têm sua rentabilidade atrelada a um índice econômico, como o CDI, o que significa que o retorno pode variar de acordo com as mudanças nas taxas de juros do mercado. Eles são adequados para objetivos de médio a longo prazo e podem ser uma boa escolha para quem planeja, por exemplo, a compra de um carro em dois anos. A escolha entre um CDB pré ou pós-fixado para tal objetivo dependerá do seu perfil de risco e da necessidade de previsibilidade no retorno do investimento.

CDBs Híbridos: Flexibilidade e Proteção contra Inflação para Investidores Moderados

Os CDBs híbridos, que combinam uma taxa fixa com uma variável (como IPCA ou IGP-M), são menos comuns que os prefixados e pós-fixados, mas oferecem uma combinação atraente de proteção contra a inflação e um retorno adicional fixo. A rentabilidade desses CDBs é a soma da taxa fixa mais a variação do índice escolhido, proporcionando um ganho real sobre o investimento. Sendo assim, eles são particularmente adequados para investidores com perfil moderado que buscam uma opção de médio a longo prazo, oferecendo uma alternativa interessante para proteger o poder de compra do capital investido contra a inflação.

Avaliando os Riscos dos CDBs de Longo Prazo

Investir em CDBs de longo prazo envolve considerar cuidadosamente os riscos associados, principalmente em termos de liquidez. Resgatar o investimento antes do vencimento pode resultar em perda de rentabilidade ou em penalidades. Além disso, existe o risco de crédito relacionado à saúde financeira do banco emissor. No entanto, é importante notar que os CDBs são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até um limite estabelecido, oferecendo uma camada adicional de segurança ao investidor.

Entendendo a Relação entre CDB e CDI

É fundamental diferenciar o CDB, que é um instrumento de investimento, do CDI, que é uma taxa de referência. Os CDBs pós-fixados geralmente têm sua rentabilidade atrelada ao CDI, refletindo o custo do dinheiro no mercado interbancário. Assim, o CDI serve como um benchmark para avaliar a atratividade dos CDBs pós-fixados em relação a outras opções de investimento no mercado.

O Mercado Secundário para CDBs

Embora não seja comum, alguns CDBs podem ser negociados no mercado secundário antes do vencimento. Isso permite que o investidor venda seu título para outros investidores se necessário. No entanto, a liquidez e o preço de venda dependem da demanda do mercado, que pode variar com base no rendimento do título e no tempo restante até o vencimento. O risco principal é a variação de preço, que pode resultar em perda se o título for vendido por um valor inferior ao de compra.

Últimos comentários

Faltou dizer que sobre os rendimentos dos CDBs também incide a tabela progressiva do IR. Portanto, é bom ficar atento aos prazos e deduções com taxas e impostos. Essa sopa de letrinhas que os economistas criam para seus produtos serve como cortina de fumaça para camuflar investimentos mais arriscados. São apostas sem muitos fundamentos, sujeitas apenas à aleatoriedade da ciranda financeira.
kd CDB DI...????
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.