Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Como funciona o contrato de Swap DI x Pré e sua marcação a mercado

Por Raphael MosesAções03.11.2023 06:00
br.investing.com/analysis/como-funciona-o-contrato-de-swap-di-x-pre-e-sua-marcacao-a-mercado-200460580
Como funciona o contrato de Swap DI x Pré e sua marcação a mercado
Por Raphael Moses   |  03.11.2023 06:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Pode-se definir um contrato de swap como a troca de fluxos de caixa entre dois agentes econômicos em datas futuras específicas. O valor base, também chamado de notional, decidido entre as partes é corrigido por dois fatores distintos. É muito comum que as empresas realizem swaps visando a proteção de ativos ou passivos financeiros. Os fatores mais utilizados no mercado brasileiro são as taxas de juros e as moedas, sendo que os swaps que possuem maior liquidez são os relacionados entre o CDI-dólar (DI x DOL) e CDI-Pré (DI x Pré). A ordem dos fatores no contrato do swap importa, ou seja, um contrato DI x Pré não é o mesmo que um Pré x DI. O comprador do swap está sempre comprado na primeira variável e vendido na segunda, ao passo que o vendedor do contrato está vendido na primeira e comprado na segunda variável. Normalmente, o valor inicial (t=0) de um contrato de swap é zero, de forma que não há desembolso (operação “sem caixa”) de nenhuma das partes. Entretanto, conforme o tempo vai passando, isso muda de forma que o apreçamento do swap (marcação a mercado) deve ser realizado. Voltaremos a falar disso em breve. Abaixo, um exemplo de um swap entre duas empresas. No caso da empresa A, a mesma está trocando um passivo pré-fixado por um pós-fixado. Após o swap, a saída de 11,2% virou uma saída prevista de CDI + 0,2% (o 0,2% vem da diferença entre 11,2% e 11%). Já a empresa B fez o oposto, ou seja, trocou uma saída pós-fixada para uma pré-fixada. Em outras palavras, o fluxo de saída da empresa B saiu de CDI + 0,1% para 11,1% (11% + 0,1%).

É muito incomum que duas empresas realizem um swap diretamente sem a intermediação de uma instituição financeira. Na figura abaixo, exemplifico o papel do banco e mostro o spread que está ganhando por fazer a intermediação. No caso abaixo, a empresa A recebe 10,985% ao invés de 11% e essa diferença é creditada ao banco. Já a empresa B paga 11,015% ao invés de 11% e essa diferença também é creditada ao banco. Portanto, o banco recebe um total de 0,03% sobre o notional. Supondo um notional de R$ 200 milhões, por exemplo, o banco receberia um valor de R$ 60 mil (multiplicação de 0,03% por 200 milhões) por ano na intermediação do swap.

Vamos agora falar sobre a questão do valuation dos swaps de taxas de juros. Como falado anteriormente, inicialmente o swap normalmente não tem valor, porém ao passar do tempo, esse valor pode passar a ser negativo ou positivo. Existem duas abordagens que são mais utilizadas quando falamos de precificação de swaps: 1) Abordagem por Títulos; 2) Abordagem via FRA (Forward Rate Agreement). O foco dessa coluna será na primeira. A segunda abordagem será tratada na próxima coluna, pois é relevante falarmos antes sobre o conceito de FRA. Na abordagem por títulos, consideraremos que o valor do principal é pago e recebido no final do swap. Portanto, sob o ponto de vista por exemplo do participante que paga taxa pós-fixada e recebe a pré-fixada (vendido em swap DI x Pré), o valor do swap será a diferença entre o valor dos dois títulos (valor do título pré menos o valor do título pós). Já o participante da outra ponta que paga taxa pré e recebe pós-fixada (comprado em swap DI x Pré), terá o swap precificado como a diferença entre o valor do título pós e do título pré-fixado.

A fim de facilitar o entendimento, proponho um exemplo: suponha que sua empresa tenha realizado um swap há algum tempo, que paga CDI e recebe 6% ao semestre de juros. Imaginemos um notional de R$ 200 milhões e que o contrato vence em quinze meses. Vamos supor também que o último pagamento de juros tenha ocorrido três meses atrás e que nesse momento o DI de 6 meses era 10,2% a.a. Como o último fluxo ocorreu três meses atrás, o próximo ocorrerá em 3 meses para a frente, depois em 9 meses e por último em 15 meses, pois os pagamentos e recebimentos ocorrem semestralmente. Portanto, precisamos saber na data de hoje o DI de 3, 9 e 15 meses. Vamos supor que sejam 10%, 10,5% e 11% a.a., respectivamente.

Abaixo, o fluxo de recebimento (em milhões) sob o ponto de vista do vendedor de swap DI x Pré, ou seja, comprado em Pré e vendido em DI. Antes do vencimento esse participante receberá juros de R$ 12 milhões (que é simplesmente a multiplicação de R$ 200 milhões por 6%) e no vencimento, receberá R$ 212 milhões (juros + valor do notional). A terceira coluna da figura abaixo representa o valor presente dos fluxos futuros considerando justamente o valor do DI apresentado para os vértices de 3, 9 e 15 meses. A conta é a básica que temos em Matemática Financeira, onde VP = VF/(1+i)n. Por exemplo, o valor presente de R$ 212 é calculado como VP = 212/(1+11%)(15/12) = R$ 186,07.

Abaixo, o fluxo de saída (em milhões) ainda considerando a ponta vendedora do swap DI x Pré. O último pagamento de juros foi realizado três meses atrás, de forma que o próximo será em três meses e a conta é realizada através do valor futuro de R$ 200 milhões para 6 meses, contando a partir de t-3. Portanto, considerando a fórmula VF= VPx(1+i)n, o valor será R$ 200 milhões x (1+ 10,2%)(6/12) = R$ 209,95 milhões. Trazendo a valor presente para t=0, usando o mesmo raciocínio anterior, porém lembrando que o DI de três meses é de 10%, temos VP = 209,95/(1+10%)(3/12) = R$ 205,01.

Sendo assim, a marcação a mercado desse swap reflete em um valor líquido de R$ 3,92 milhões (R$ 208,92 menos R$ 205,01) para o vendedor do contrato de Swap DI x Pré e um valor negativo de R$ 3,92 milhões para o comprador do swap. Caro leitor, na próxima coluna, abordarei a precificação pelo método do FRA e mostrarei que o valor encontrado é exatamente o mesmo da abordagem via títulos. Até a próxima!



* Raphael Moses Roquete é Doutor e Mestre em Administração (ênfase em Finanças) pelo Instituto COPPEAD de Administração - UFRJ. Professor do Instituto COPPEAD de Administração, da UFRJ. Raphael pode ser encontrado em raphael.moses@coppead.ufrj.br

Como funciona o contrato de Swap DI x Pré e sua marcação a mercado
 

Artigos Relacionados

Como funciona o contrato de Swap DI x Pré e sua marcação a mercado

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Anderson Fort
Anderson Fort 05.11.2023 9:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Otima explicação!
Robson Duarte
Robson Duarte 03.11.2023 8:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Haja estudo. Obrigado
Alexandre Krasinski Neto
Alexandre Krasinski Neto 03.11.2023 8:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
zx2sZs2zz
laercio silva
laercio silva 03.11.2023 6:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bravo!!!!👏🏽👏🏽👏🏽
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail