Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Diversificar Internacionalmente: 3 Tipos de Investimentos

Por Ademir GutierriResumo do Mercado27.07.2021 14:19
br.investing.com/analysis/diversificar-internacionalmente-3-tipos-de-investimentos-200443588
Diversificar Internacionalmente: 3 Tipos de Investimentos
Por Ademir Gutierri   |  27.07.2021 14:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Muito se fala em diversificar internacionalmente a carteira, não deixando todo seu patrimônio exposto somente ao Brasil. O mais comum é ouvir recomendações para comprar ações americanas, ou algum ETF relacionado ao S&P 500.

Afinal, se o Brasil entrar em alguma crise interna (o que a história nos mostra não ser nada incomum) e as ações brasileiras caírem, teremos parte do nosso patrimônio ancorado em um porto seguro chamado Estados Unidos.

Mas a pergunta que quase ninguém faz é a seguinte: e se os Estados Unidos entrarem em crise? O que acontece? Qual é o “porto seguro do porto seguro”? “Como diversificar internacionalmente minha carteira de forma segura?”

Obviamente sabemos que, se os EUA entrar em crise, ela provavelmente levará todas as outras consigo, tal qual ocorreu em 2008. Acontece que hoje existem alguns países que já possuem um dinamismo que não mais depende tanto do Tio Sam para seguir crescendo.

Além disso, não existem empresas fortes ou promissoras somente na América. Ao redor do mundo podemos encontrar empresas com grandes números, excelentes perspectivas, e futuras responsáveis por rupturas quase tão inovadoras quanto às que as empresas de tecnologia americanas fizeram.

E nos dias de hoje é muito mais fácil ter acesso a essas empresas. Primeiramente porque hoje existem corretoras que permitem que qualquer investidor (mesmo os que investem pouco) abra uma conta no exterior, e sem custos.

Em segundo lugar porque existem diversos ETFS (Exchange Traded Funds) que dão acesso ao investidor a literalmente todos os mercados do mundo. Hoje irei falar sobre 3 diferentes ETFS internacionais “ex-Estados Unidos” (exceto empresas americanas), para que possa te ajudar a abrir ainda mais sua cabeça como investidor e diversificar internacionalmente sua carteira.

VXUS: Acompanhe o de desempenho das principais bolsas do mundo!

Esse ETF, chamado Vanguard Total Internacional Stock (NASDAQ:VXUS), é um dos maiores fundos de índice do mercado, com quase US$ 372 bilhões sob gestão. O fundo é gerido de forma passiva, e visa replicar a composição do FTSE Global Index All Cap x-US.

A carteira do VXUS é composta por nada menos do que 7468 ações de todas as partes do mundo, dos mais diferentes setores e segmentos.

Fonte: ETF.com
Fonte: ETF.com

Se observarmos por regiões, veremos que a carteira está alocada da seguinte forma: 39,8% Europa, 28,9% na Ásia-Pacífico, 6,3% na América do Norte, 3% na América Latina, 0,4% no Oriente Médio e 23,5% em outros Mercados Emergentes. 

Os 10 principais países nos quais a VXUS está investida incluem Japão, China, Reino Unido, Suíça, Canadá, França, Alemanha, Austrália, Taiwan e Coreia. 

Fonte: ETF.com
Fonte: ETF.com

Esse é o ETF mais buscado para aqueles que querem investir globalmente, porém em ações de empresas fora dos EUA.

VYMI: para aqueles que gostam apenas de empresas de Valor

O Vanguard International High Dividend Yield Index Fund (NASDAQ:VYMI) possui um foco mais específico: investir em ações deempresas maduras e boas pagadoras de dividendos ao redor do mundo. Dessa forma, esse ETF consegue atingir um ponto de equilíbrio entre o risco de se posicionar em ações e a previsibilidade no recebimento de proventos.

O fundo acompanha o FTSE All-World ex US High Dividend Yield Index, que conta com empresas de capitalização média e alta no índice FTSE All-World ex US, e classificadas conforme os dividendos esperados nos próximos 12 meses (menos os REITs). Assim, seu risco de investir em ações é mitigado, pois com esse ETF você dificilmente está posicionado em empresas com dificuldades.

É importante trazer aqui um contraponto sobre a concentração exclusivamente em ações de dividendos. Empresas que pagam dividendos altos estão abrindo mão de uma alta porcentagem de seus lucros, reduzindo assim sua capacidade de reinvestimento para o crescimento de seus negócios. Portanto é altamente recomendável que esse ETF seja apenas parte do seu portfolio global. Mesmo assim, o ETF VYMI possibilita ao investidor se expor a empresas que são reconhecidamente gigantes globais e que se encontram fora dos Estados Unidos. Abaixo segue a lista das 10 principais posições do fundo.

Fonte: Morningstar
Fonte: Morningstar

SCHC: garimpe facilmente as empresas com maior potencial no mundo

O Schwab International Small-Cap Equity (NYSE:SCHC) é um ETF composto por ações de empresas ainda pequenas, mas com alto potencial de valorização ao redor do mundo. O fundo segue o índice FTSE Developed Small Cap ex US. 

Esse ETF é ideal para os investidores que querem buscar um retorno acima da média dos índices de mercado, e que estão propensos a enfrentar maior volatilidade. Assim, trata-se de uma grande ferramenta de diversificação. O fundo possui ações de pequena capitalização (as chamadas small caps) de mais de 20 mercados desenvolvidos fora dos Estados Unidos. Como fator de mitigação de riscos, essa carteira exclui ações de mercados emergentes, incluindo o Brasil.

Fonte: Morningstar
Fonte: Morningstar

Note que a maior participação regional do ETF se encontra na América do Norte. Isso se dá pelo fato de um fundo possuir relevante posição em empresas canadenses. Esse fato é considerado positivo pelos analistas, pois o mercado canadense possui uma predisposição por empresas de setores de materiais e energia, por exemplo, que possuem alto potencial de retorno no contexto mundial.

HORA DE INVESTIR SEM FRONTEIRAS

O principal objetivo desse artigo era trazer para você, investidor, alguns exemplos de ETFs que podem ajudá-lo facilmente a investir em todas as partes do mundo e diversificar internacionalmente, de forma simples e prática.

É importante que o investidor dessa geração saiba aproveitar essa queda de barreiras que o mundo digital proporcionou para investir fora do Brasil, pois os investidores de outras gerações não tinham essa facilidade.

Muitas vezes nos atemos somente em analisar empresas brasileiras, quando na verdade poderíamos nos posicionar em ações de empresas muito mais estáveis, avançadas e em mercados mais desenvolvidos.

Investir no Brasil deve fazer parte do seu portfolio, pois nosso prêmio pelo risco sempre será mais alto que o de países desenvolvidos. Mas comece também a construir uma carteira global, e ela será cada vez mais resistente a turbulências e crises.

O que você achou? Prefere investir somente no Brasil ou cogita diversificar globalmente seus investimentos? Comenta aqui embaixo! Te espero no próximo artigo!

Diversificar Internacionalmente: 3 Tipos de Investimentos
 

Artigos Relacionados

William Alves
Risco-País: O Que É na Prática Por William Alves - 26.10.2021 1

Essa semana que passou o investidor brasileiro percebeu o que é o risco-país na prática. Enquanto vimos os índices americanos atingindo novas máximas, a bolsa brasileira caía, os...

Diversificar Internacionalmente: 3 Tipos de Investimentos

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (6)
Diogo Caribé
Diogo Caribé 30.07.2021 7:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
esses etf estão listados na bolsa brasileira?
Diogo Caribé
Diogo Caribé 30.07.2021 7:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
esses etf estão listados na bolsa brasileira?
Bernardino Cunha
Bernardino Cunha 27.07.2021 19:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Olá,muito bom artigo,obrigado.Eu conheci o mercado financeiro a 3 anos e aprendi da maneira mais dificel o que é operar na bolsa de valores,hoje é terca feira e já faturei operando day trade mais do que ganho em uma semana de trabalho,digo isto com consistência,estou ganhando 2a3vezes mais do que ganho por mes de salario. Normalmente sò opero ou abertura do mercado europeu ,abertura mercado americano e fechamento mercado americano,raramente vejo oportunidade no asiatico.Atualmente opero os principais indeces americanos e tambem gosto de operar WTY ,sao o que me dao maior rentablidade.Tenho o objetivo de viver sò da bolsa de valores mas ainda estou a alguns passos,mas vou ser capaz. Obrigado pelo artigo ,vou aprofundando meus conhecimentos em todas as arias de investimento...Um abraco.
Luciano Prado
Luciano Prado 27.07.2021 18:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esse VYMI pra longo prazo é muito bom heim.
Alisson Ruiz
Alisson Ruiz 27.07.2021 17:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Etf ou fundo de renda variável ? qual seria o mais vantajoso para o investidor que quer entrar na renda variável porém ainda não tem o conhecimento desejável?
Luciano Prado
Luciano Prado 27.07.2021 17:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A longo prazo você pode entrar direto em ações, basta pesquisar empresas sólidas, diversificar em pelo menos 5 áreas. Também não tinha muito conhecimento, ai comecei a frequentar forums pela internet e percebi que, se for pra longo prazo, você não precisa ser um especialista em gráficos para conseguir uma rentabilidade consistente. Agora se mesmo assim você não se sentir seguro e preferir 1 desses dois, iria de ETF, bem menos taxas.
deirlley braga
deirlley braga 27.07.2021 17:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
excelente artigo....
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail