Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Entendendo o mercado de ações: Conceitos básicos

Publicado 13.02.2024, 13:49
Atualizado 16.02.2024, 22:30

Investir em ações pode ser uma ótima maneira de fazer o seu dinheiro trabalhar para você. No entanto, é importante entender como funciona o mercado de ações antes de começar a investir.

As ações representam pequenas partes de uma empresa e podem ser compradas e vendidas na Bolsa de Valores.

Existem diferentes tipos de ações, como as ordinárias, que dão direito a voto, e as preferenciais, que dão preferência na distribuição de lucros. Além disso, é importante conhecer o funcionamento da Bolsa de Valores.

Com todas essas informações em mente, você pode começar a investir em ações de forma segura e estratégica. Quer aprender como? Neste artigo, vou trazer algumas informações detalhadas sobre a Bolsa de Valores e o Mercado de Ações de maneira simples e fácil de entender.

Vamos lá?

O que são ações?

Ações são pequenas partes de uma organização que podem ser compradas e vendidas no mercado financeiro. Ao adquirir ações de uma empresa, o investidor se torna dono de uma parte dela, tendo direito a receber parte dos lucros e participar das decisões.

As ações também são chamadas de papéis. Isso porque, antes da inovação digital, elas eram impressas em papel para provar o direito de uma pessoa a uma pequena propriedade da empresa.

Hoje, felizmente, tudo é feito de forma digital. O registro das ações está no ambiente eletrônico. Assim, não é preciso mais nenhum documento impresso para comprovar que você possui uma ação de determinada empresa, por exemplo.

Antigamente, o processo de compra e venda de ações era complexo, exigindo mediadores e conhecimentos específicos. As ações são divididas em tipos, oferecendo diferentes direitos e responsabilidades:

  • Ações ordinárias (ON): ao investir neste tipo de ação, você terá direito a voto e poderá participar das decisões da empresa. É importante saber que quanto mais ações ordinárias um investidor possui, maior será o poder de voto em uma assembleia da organização.
  • Ações preferenciais (PN): se sua escolha for uma ação PN, você não terá direito à participação em decisões sobre o negócio, mas terá preferência na hora de receber distribuição de lucros da empresa, como dividendos, e outras compensações.
  • Certificado de depósito de ações (Unit): combinação de ações ordinárias e preferenciais em um único ativo.
  • Ações Blue Chips: pertencem às empresas com maior volume de negociação na Bolsa.
  • Mid caps: representam empresas de médio porte.
  • Small caps: se você procura por ações mais baratas, geralmente, você encontrará essa oportunidade nas Small Caps. Elas são ações ligadas a empresas “menores”, levando em consideração o capital financeiro da organização..

Entender sobre cada tipo existente é um passo importante para que você entenda como investir em ações. O volume de ações negociadas diariamente e a variedade de opções, pode confundir investidores. Por isso, é preciso entender bem esse mercado, para poder observar melhor sua movimentação.

Para facilitar essa tarefa para você, na XP Investimentos (BVMF:XPBR31) oferece uma plataforma inovadora para acompanhar a movimentação do mercado e receber recomendações de investimento em tempo real.

Entendendo o Conceito da Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores é o ambiente onde ocorre a negociação de diversos tipos de ativos, incluindo ações de empresas, commodities como café e milho, moedas como dólar e euro, e Fundos Imobiliários, entre outros. Seus principais objetivos são:

Organização da Negociação: A Bolsa de Valores organiza as transações de compra e venda de ativos, proporcionando um ambiente estruturado para a realização dessas operações.

Garantia da Segurança: Além de organizar as negociações, a Bolsa de Valores também atua para garantir a segurança dos papéis e dados envolvidos nas operações. Isso significa que assegura que as transações sejam realizadas corretamente entre as partes envolvidas.
Para cumprir esses objetivos, a Bolsa de Valores trabalha em conjunto com outras entidades do mercado financeiro, tais como:

  • B3 (BVMF:B3SA3) (Bolsa de Valores do Brasil): Anteriormente conhecida como BM&F Bovespa, a B3 é a principal bolsa de valores do Brasil. Após a fusão com a Cetip (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos) em 2017, adotou seu novo nome.
  • CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia): É responsável por garantir a segurança de todas as operações realizadas na Bolsa, atuando na liquidação e custódia dos ativos negociados.
  • CVM (Comissão de Valores Mobiliários): Órgão regulador do mercado de capitais no Brasil, a CVM é responsável por regular e fiscalizar o mercado, evitando fraudes e assegurando a integridade das transações envolvendo ações e outros valores mobiliários.

Essas entidades trabalham em conjunto para manter o bom funcionamento e a integridade do mercado de capitais brasileiro.

Entendendo o Funcionamento da Bolsa de Valores

O processo de investimento em ações começa com a atuação da Bolsa de Valores desde o momento em que uma empresa decide realizar uma Oferta Pública Inicial (IPO). Nesse momento, a empresa abre seu capital e disponibiliza parte de seu negócio em forma de ações.

Geralmente, as empresas realizam o IPO para obter recursos que financiarão a expansão de seus negócios, como a abertura de novas filiais ou o lançamento de novos produtos.

Essa fase é conhecida como mercado primário, onde ocorre a transferência das ações da empresa para os investidores da Bolsa, que estão comprando esses ativos pela primeira vez.

O mercado secundário é a etapa seguinte ao mercado primário. Ele é caracterizado pela negociação das ações entre os investidores.

Ou seja, o mercado secundário se refere às compras e vendas de ações realizadas entre as pessoas que querem investir, sem ter que passar pela empresa que emitiu as ações através do IPO.

No entanto, o que nem todo mundo sabe é que essas negociações na Bolsa de Valores não acontecem 24 horas por dia. Na verdade, elas seguem alguns horários específicos, e para saber como investir em ações, é preciso ter atenção a estes horários.

Como investir em ações?

Você chegou até aqui e ainda não falamos sobre como investir em ações, não é mesmo? Bom, pode ter certeza que todas as informações que passei até agora serão úteis na hora que você for fazer uma aplicação na Bolsa de Valores, especialmente se você busca investimentos para iniciantes.

Afinal, seu dinheiro foi conquistado com muito esforço e merece ser valorizado de verdade com bons investimentos.

Que tal saber como colocar tudo o que aprendeu em prática? Veja os passos que você precisa seguir para começar a investir em ações agora mesmo e confira um resumo na sequência.

Realize um planejamento financeiro

Antes de sair investindo todo seu dinheiro para comprar ações, é preciso planejar o que você vai fazer realmente.

Saber onde quer chegar e quais conquistas deseja realizar é determinante para você ter bons resultados.

Você já parou para pensar de onde vai tirar os recursos para investir seu dinheiro? Alinhou sua expectativa de ganhos à realidade do seu bolso? Essas são algumas perguntas que devem ser respondidas durante o seu planejamento.

Esse é um processo essencial para o sucesso dos seus investimentos. Ter organização será a base para você alcançar seus maiores objetivos e evitar que você corra riscos desnecessários. Por isso, vale a pena dedicar tempo e esforço nesse passo.

Abra sua conta em uma corretora

Para que você consiga investir em ações na Bolsa de Valores é necessário contar com uma corretora de valores. Essas entidades funcionam como uma ponte entre os investidores e os investimentos.

Muitas pessoas acreditam que não importa a corretora, que o importante é saber investir. Esse é um grande erro, já que essas instituições devem ser vistas como uma parceira que pode facilitar bastante o caminho entre você e os seus sonhos.

Entenda seu perfil de investidor

Ao ativar sua conta em uma corretora, você terá acesso a várias opções de investimentos, entretanto, nem todos são adequados ao seu perfil. Por isso é importante entender suas preferências e expectativas em relação aos investimentos, para descobrir em qual perfil de investidor você se encaixa.

Você pode identificar seu perfil de investidor gratuitamente. Por meio de um questionário bem simples e online, você responde em poucos minutos algumas perguntas sobre suas preferências e tolerância ao risco.

Esse perfil é importante na hora de definir como investir em ações, pois nem todo mundo tem as mesmas características como investidor. Entender essa lógica, antes de começar a aplicar seu dinheiro, é fundamental para evitar que você entre em uma situação em que não se sente confortável.

Escolha as ações certas para investir

Escolher as melhores ações do momento é o último passo dessa jornada. Vale a pena dizer que o conhecimento é essencial para ter sucesso na escolha. Dessa forma, quanto mais você souber identificar a hora certa de comprar ou vender uma ação, melhor poderá ser seus resultados.

Por meio da internet é possível comprar ou vender ações de empresas, investindo grandes valores e também quantias menores de dinheiro.
Você pode escolher ações de acordo com os recursos que tem para aplicar, mas sem esquecer de alinhar com seu perfil e planejamento.

Porém, se você ainda não sabe como começar, saiba que você não está só para realizar essa escolha.

As corretoras contam com assessores de investimentos que te auxiliam e também especialistas do mercado que estão sempre atentos para identificar e te oferecer recomendações dos melhores investimentos do momento. Assim, você pode investir em ações com grandes chances de sucesso, contando com a expertise dos nossos Analistas.

Quais são os riscos de investir em ações?

Ao ouvir a palavra risco, muitas pessoas automaticamente desistem de investir em ações, pois pensam que vão perder muito dinheiro. De fato, o investimento na Bolsa de Valores é mais arriscado do que opções de Renda Fixa, como CDB e Tesouro Direto. Afinal, o preços das ações sobem e descem a todo momento.

Entretanto, é possível saber lidar com este risco e utilizar estratégias, ferramentas e plataformas que ajudam a minimizar o perigo. Alguns caminhos interessantes para suavizar os riscos são as análises de ações e a definição do prejuízo estimado.

As análises ajudam a identificar uma oportunidade com maior probabilidade de acontecer e aproveitá-la a tempo para ter bons resultados nos investimentos.

Já o prejuízo estimado é uma ferramenta que permite que você programe um limite de perda máxima que você tem disposição para aceitar. Também conhecido como stop loss, esse mecanismo é extremamente importante porque evita que os prejuízos sejam ainda maiores.

Veja só: imagine que você comprou uma ação por R$ 40 esperando que ela se valorize. No entanto, você sabe que esse mercado pode mudar o cenário de repente. Então, você definiu o valor de R$ 38 como prejuízo estimado, se preparando para caso o preço dela caia ao invés de se valorizar.

Pode parecer estranho aceitar perder dinheiro. Mas saiba que essa atitude é muito valorizada por quem investe com estratégia.

É por isso que destacamos que o conhecimento também é importante para saber como investir em ações e amenizar os riscos. Além disso, utilizando dados para basear seus investimentos você aumenta suas chances de sucesso.

A nossa plataforma foi pensada para que você tenha acesso a todas as informações relevantes de uma transação, como valor mínimo e potencial de ganho. Isso inclui, obviamente, os riscos que a compra e venda de um ativo podem apresentar.

Quais são as vantagens de investir em ações?

Você já sabe que o mercado de investimentos apresenta várias opções para você escolher. Desde a tradicional Poupança, passando pelos títulos de Renda Fixa, chegando nas ações de empresas e também nos contratos do Mercado Futuro, todas essas alternativas são caminhos para você aplicar seu dinheiro.

Entretanto, nem todas opções apresentam a mesma rentabilidade. A Poupança, por exemplo, está mais para uma forma de poupar dinheiro do que para investi-lo.

Os títulos de Renda Fixa, por outro lado, podem render mais que a caderneta, mas ainda são opções para quem quer investir dando mais prioridade para a segurança do que para a rentabilidade.

A grande vantagem de investir em ações é a possibilidade de conquistar resultados melhores e assim alcançar sonhos maiores. Além disso, o tempo também é uma vantagem.

Se você tem disposição para se arriscar mais em busca de retornos maiores, investir em ações pode ser uma grande oportunidade.

Quer ver um exemplo claro de como as ações podem se tornar os melhores investimentos? Em 2002, a Netflix (NASDAQ:NFLX) lançou suas ações pela primeira vez na Bolsa de Valores nos Estados Unidos. Segundo dados levantados pela CNN, quem aplicou US$ 1.000 na empresa, em maio de 2017 teria cerca de US$ 140.000.

Já pensou em investir na próxima Netflix e conseguir uma valorização 140 vezes maior do que aplicou inicialmente? É claro que este é apenas um exemplo, que apesar de ter ocorrido na Bolsa de Valores dos Estados Unidos, serve para ilustrar as possibilidades que a Bolsa pode oferecer.

Entretanto, é sempre bom lembrar que a rentabilidade do passado não serve como garantia do que ainda vai acontecer.

Para identificar as oportunidades de agora, é sempre bom ter atenção ao vai e vem da Bolsa e contar com a experiência de quem conhece muito o mercado.

Agora você já sabe como investir em ações e pode começar hoje mesmo. Lembre-se: o planejamento deve ser o primeiro passo para entender sua realidade e estabelecer seus objetivos de acordo com os recursos que você tem agora.

Além disso, é importante que você continue buscando informações que serão úteis na sua jornada. Adquirir conhecimento será fundamental para você dar cada passo rumo ao sucesso, evitando que as incertezas prejudiquem seu desempenho e conquistando excelentes resultados ao investir em ações.

Conte com o nosso time da XP para estar ao seu lado por todo o caminho rumo ao seu sucesso nos investimentos. 

É possível fazer operações como um trader, em operações ágeis que podem durar só alguns minutos, como no Day Trade, ou então investir no longo prazo, para quem não tem tempo de acompanhar o mercado o dia todo.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.