📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Incertezas Com a Variante Ômicron Continuam Pesando sobre os Mercados Globais

Publicado 02.12.2021, 07:49
Atualizado 11.10.2023, 23:02
UK100
-
XAU/USD
-
US500
-
FCHI
-
DJI
-
AXJO
-
DE40
-
ES35
-
IT40
-
JP225
-
HK50
-
BP
-
SHEL
-
FMG
-
RIO
-
AAL
-
BHPB
-
ANTO
-
OSH
-
RIO
-
STO
-
WDS
-
GC
-
LCO
-
CL
-
1YMU24
-
NQU24
-
ZS
-
PSI20
-
IXIC
-
SHEL
-
KS11
-
STOXX
-
TOPX
-
CSI300
-
BHPG34
-

Ásia

As bolsas asiáticas fecharam sem direção nesta quinta-feira, após um dia turbulento em Wall Street, enquanto os investidores tentavam prever o impacto da variante ômicron do coronavírus sobre a economia.
.
O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,55%, fechando em 23.788,93 pontos.

Na China Continental, o composto de Xangai caiu 0,09%, para 3.573,84 pontos e o Shenzhen Component caiu 0,20%, para 14.765,56 pontos.

O Nikkei do Japão caiu 0,65%, fechando em 27.753,37 pontos, enquanto o índice Topix caiu 0,54% para 1.926,37 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 1,57%, encerrando a sessão em 2.945,27 pontos.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 caiu 0,15%, para 7.225,20 pontos. As empresas de serviços financeiros pesaram sobre o benchmark, assim como as gigantes de recursos naturais e mineração. BHP caiu 0,9%, Fortescue Metals Group (ASX:FMG) recuou 0,2% e Rio Tinto Ltd (ASX:RIO) perdeu 1,5%, enquanto as produtora de petróleo Oil Search Ltd (ASX:OSH), Santos Ltd (ASX:STO) e Woodside Petroleum Ltd (ASX:WPL) fecharam em queda de 0,8%, 1,3% e 2,1%, respectivamente.

O superávit comercial da Austrália em outubro ficou em 11,22 bilhões de dólares australianos (cerca de US $ 7,97 bilhões) em uma base ajustada sazonalmente, de acordo com dados oficiais, ante expectativas de um superávit de 11 bilhões em dólares australianos em outubro.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão foi negociado 0,59% maior.



EUROPA

As bolsas europeias recuam na quinta-feira, com persistentes preocupações com a variante ômicron pesando sobre a recuperação global, após a Organização Mundial de Saúde classificar como uma “variante de preocupação”. A OMS disse na quarta-feira que pelo menos 23 países de cinco entre as seis regiões da OMS relatarem casos de ômicron e espera-se que esse número cresça. O organismo mundial também observou que as hospitalizações estão aumentando na África do Sul, o primeiro país a relatar a variante, mas disse que ainda é muito cedo para saber se a variante ômicron está causando um aumento nos casos graves de Covid-19.

O pan-europeu Stoxx 600 cai 1,37% nas negociações do meio da manhã, com as ações de tecnologia e viagens liderando as perdas.

O alemão DAX 30 cai 1,21%, CAC 40 recua 0,99%, o FTSE MIB da Itália perde 0,88%. Na Península Ibérica, o IBEX 35 cai 1,13% na Espanha e o PSI 20 de Portugal perde 0,66%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,64%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American (LON:AAL) cai 1,7%, Antofagasta (LON:ANTO) cai 1,9%, BHP Group (LON:BHPB) (SA:BHPG34) perde 0,2% e Rio Tinto (LON:RIO) opera em baixa de 0,6%. As produtoras de petróleo BP PLC (LON:BP) e Royal Dutch Shell PLC Class A (AS:RDSa )(NYSE:RDSa) sobem 0,6% e 0,9%, respectivamente.

Os principais produtores de petróleo, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, conhecidos como OPEP+ reúnem-se nesta quinta-feira para decidir os níveis de produção, uma vez que a recuperação da demanda de energia sofre um revés com a descoberta da nova variante do coronavírus que causa o COVID-19.



EUA

Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem nas negociações matinais de quinta-feira, após uma queda na quarta-feira em Wall Street após o CDC confirmar o primeiro caso da variante ômicron nos EUA.

O mercado acionário americano começou o mês de dezembro da mesma forma que terminou em novembro, com bastante volatilidade. O Dow Jones Industrial Average oscilou quase 1.000 pontos. Durante a sessão regular de quarta-feira, o Dow caiu 1,34%, para 34.022,04 pontos. No início da sessão, o benchmark chegou a avançar 521 pontos, ou alta de 1,5%. O S&P caiu 1,18%, fechando em 4.513,04 pontos, devolvendo um ganho inicial de cerca de 1,9%. O Nasdaq Composite caiu 1,83%, para 15.254,10 pontos após ser negociado em alta de 1,8%.

A reviravolta ocorreu depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, disse em seu segundo depoimento ao Congresso que espera que as autoridades discutam a possibilidade de um cronograma de redução gradual do programa de compras mais rápida na reunião deste mês, alegando que "a economia está muito forte e as pressões inflacionárias estão mais altas e portanto, é apropriado considerar encerrar a redução das nossas compras de ativos, que de fato anunciamos na reunião de novembro”.

Mas as vendas aceleraram ainda mais depois que o CDC confirmou que a variante ômicron chegou aos Estados Unidos, com o primeiro caso sendo confirmado na Califórnia. Embora o eventual surgimento de um caso nos EUA fosse amplamente esperado, comentários do especialista em saúde pública, Dr. Anthony Fauci, tiraram o vento das velas do mercado, que estava desfrutado de um tom mais otimista no início da quarta-feira. As ações relacionadas às viagens foram especialmente afetadas.

Os EUA anunciaram novas restrições de viagem, entre elas, a exigência de que todos os passageiros de voos internacionais sejam testados para a COVID um dia antes de seu voo e estenderam a exigência de uso de máscara em todos os voos domésticos e transporte público até 18 de março. As multas permanecerão o dobro de seus níveis iniciais por descumprimento da exigência, começando em US $ 500 e indo até US $ 3.000 para infratores reincidentes.

Na agenda econômica, os números iniciais dos pedidos de seguro-desemprego serão divulgados na quinta-feira, às 10h30, com economistas esperando uma leitura de 240.000. A leitura anterior mostrou que 199.000 desempregados pediram o auxílio primeira vez, o menor desde novembro de 1969.

O relatório da ADP melhor do que o esperado na quarta-feira, mostrou que a folha de pagamento do setor privado aumentaram 534.000 em novembro, acima dos 506.000 esperados. Esse dado antecede o relatório de empregos de novembro que será divulgado na sexta-feira.

Ainda na quarta-feira, a última compilação do Livro Bege do Fed mostrou que a economia estava crescendo a um ritmo moderado em novembro. Segundo a pesquisa, os preços subiram a um ritmo de moderado a robusto, com aumentos de preços generalizados entre setores da economia.

Uma constelação de autoridades do Fed devem promover discursos nesta data, incluindo Raphael W. Bostic do Fed de Atlanta, vice-presidente do Fed para supervisão bancária Randal Quarles, Thomas I. Barkin do Federal Reserve de Richmond, Mary Daly do Fed de San Francisco, assim como a secretária do Tesouro Janet Yellen.



Índices futuros - 7h30

Dow Jones Futuros: +0,84%
SP500: +0,59%
Nasdaq 100 Futuros: +0,31%



Commodities

MinFe Dailan: 3,10%
Brent: +2,04%
Petróleo WTI: +2,14%
Soja: +0,31%
Ouro: -0,48%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.