Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Orçamento, Covid-19, Vacinas e Inflação: Semana (In) Tensa

br.investing.com/analysis/orcamento-covid19-vacinas-e-inflacao-semana-in-tensa-200441247
Orçamento, Covid-19, Vacinas e Inflação: Semana (In) Tensa
Por Julio Hegedus Netto   |  11.04.2021 11:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Sem trocadilho, foi uma semana tensa e intensa. Tivemos novos desencontros sobre os rumos do Orçamento de 2021; a pandemia seguiu fazendo estragos, com mortes acumuladas passando de 350 mil, em 24 horas beirando as quatro mil, e as vacinas chegando, mesmo insuficientes e em atraso.

Para piorar, o presidente seguiu na sua pregação alucinada contra o lockdown, já demonstrado em vários países do mundo, como Nova Zelândia, Austrália, Portugal, ser a solução mais imediata e eficaz contra o coronavírus.

Com isso, ele vai se isolando cada vez mais e perdendo apoio. Um episódio a confirmar este isolacionismo, foi o STF, no papel do ministro Luiz Roberto Barroso, defender, depois de “baixo assinado” dos senadores, a CPI da Covid-19.

Bolsonaro, muito irritado, partiu para ataques pessoais ao ministro Barroso, o que tensionou ainda mais o ambiente e gerou um apoio de todo o STF, antes com alguns ainda reticentes em colocar este tema em pauta como prioridade, dado o momento delicado da pandemia. Bolsonaro foi tão grosseiro e inábil, que conseguiu reunir todos os 11 ministros contra ele.

Em outra derrota, estes mesmos ministros, por 9 a 2 (apenas Toffoli e Kassio Marques foram contrários) permitiram que governadores e prefeitos possam fechar templos e igrejas, proibindo pregações e assim, evitando aglomerações. Acreditem? Bolsonaro era contrário, na retórica torta de que estávamos aceitando “estado de sítio”. Nada mais errôneo e equivocado. O que se defende aqui são vidas, e estas só podem ser preservadas, se os canais de transmissão do vírus, pelo ar, em aglomerações, puderem ser “estancados”.

Sobre os trâmites para que tenhamos mais vacinas, na quinta-feira (dia 8) o Instituto Butantan anunciou a liberação de insumos para a continuação da produção. Uma boa notícia, pois no dia anterior o instituto havia anunciado a suspensão da produção pela falta de insumos.

Neste dia, o Brasil bateu mais um recorde diário de mortes, em 24 horas, 4.290, na sexta-feira foram mais 3.647. Chegamos, no acumulado, na sexta-feira, a 349 mil. Novos casos foram elevados a 89 mil. Ou seja, ainda estamos no olho do furacão, enquanto que muitos países já estão em processo de desconfinamento.

Na economia, tivemos o IPCA de março, em linha com as projeções (0,93%), acumulando 6,1% em 12 meses. Já o IGP-M, na primeira prévia de abril, registrou 0,5%, contra 1,9% na mesma do mês anterior.

Isso posto, abrem-se as “janelas de oportunidade” para o Copom, dia 05/05, sancionar mais uma elevação da taxa de juros Selic, em 0,75 ponto percentual, a 3,5% e depois, dar uma “parada”.

O comportamento do IPCA foi influenciado diretamente pelo choque de combustíveis, mais caros, e de alimentos. Achamos, no entanto, ser este um fenômeno temporário. A inflação de curto-prazo deve seguir pressionada até, pelo menos, meados do ano, com um “nível de espalhamento” maior nos núcleos e pelos índices de difusão. Ao fim deste ano, trabalhamos com o IPCA a 5,1%; para 2022 4,5%.

Mercado de Ativos

Bolsa de Valores

Fechamos na sexta-feira (dia 9) com o Ibovespa em queda “suave” de 0,54%, a 117.669 pontos, na semana avançando 2,1%. Mesmo com a pressão cambial, o ajuste do índice foi bem moderado, assegurando ganho de 2,1% na semana, depois de avançar 0,41% na quinta-feira. No mês acumula 0,89% e no ano registra perdas de 1,13%. A atratividade da bolsa, porém, segue na ordem do dia. Segundo a B3 (SA:B3SA3) o número de investidores ativos chegou a 3,59 milhões em março (+58% no ano). Já o mercado de ações movimentou R$ 36,8 bi, +12,2% contra mar20.

Mercado cambial

Foi uma semana em que os investidores se refugiaram no dólar, frente ao complicado cenário para a aprovação do Orçamento. Na sexta-feira (dia 9) a moeda norte-americana fechou a R$ 5,6749, alta de 1,81%, acumulando queda de 0,71% na semana, influenciada mais pelo cenário externo, e valorização no ano. Os investidores estão na defensiva por causa da questão do Orçamento. Já nos EUA o PPI veio mais forte (1,0%), o que deve pressionar os Treasuries americanos, depreciando ainda mais a nossa moeda. Ao fim deste ano estimamos o dólar R$ 5,40, a R$ 5,20 nos anos seguintes.

Mercado de juro

O impasse do Orçamento seguiu estressando o mercado de juro. Os pareceres da Câmara e do Senado contrários aos cortes, preocupam. Interessante que a curva de juro vinha cedendo desde quinta-feira, pela sinalização do Copom mostrando ter “controle” sobre o juro e a inflação. Há outras tensões no ar, como o STF ter dado parecer favorável a CPI da Covid. No front inflacionário, o IPCA até veio dentro da meta, mas nos EUA, o PPI surpreendeu, com 1% em março, bem acima das previsões. Por enquanto, trabalhamos com a Selic a 5,25% ao fim do ano.

Boa semana a todos !

Orçamento, Covid-19, Vacinas e Inflação: Semana (In) Tensa
 

Artigos Relacionados

Larissa Quaresma
Os Caprichos do Sr. Mercado Por Larissa Quaresma - 14.05.2021 3

A semana é de resultados, mas não se fala em outra coisa a não ser na alta de juros, após reunião do Copom que levou a Selic para 3,5% ao ano. Além disso, a inflação americana, que...

Orçamento, Covid-19, Vacinas e Inflação: Semana (In) Tensa

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (10)
EnxiSu kanek
EnxiSu kanek 11.04.2021 20:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É daí pra baixo, comprwe ouro e venda ações se não quiser ter o patrimônio reduzido a pó.
Damião Azevedo
Damião Azevedo 11.04.2021 20:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
no campo político o comentarista foi totalmente parcial o que me deixa receoso em acreditar que na economia seus comentários sejam acertivos.
Jose Rinaldi
Jose Rinaldi 11.04.2021 20:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
totalmente parcial, podia ser mais discreto, li o começo da matéria e nem terminei, politiqueiro, não sabe nada.
Damião Azevedo
Damião Azevedo 11.04.2021 20:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
no campo político o comentarista foi totalmente parcial o que me deixa receoso em acreditar que na economia seus comentários bsejam acertivos.
Maurício Fagundes
Maurício Fagundes 11.04.2021 17:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Comentário exclusivamente politico com claro viés ideológico numa página de economia. Não acredito que tenha alguma utilidade.
Julio Hegedus Netto
Julio Hegedus Netto 11.04.2021 17:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Realmente...na semana q vem vamos ingressar numa tendência sustentável de alta pq política nada tem aa ver com a economia.
Julio Hegedus Netto
Julio Hegedus Netto 11.04.2021 17:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É o q mais me espanta neste espaço. A absoluta e pueril ausência de sensatez.
julio cesar
julio cesar 11.04.2021 16:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mito 2022 tal ok... Contra tudo e contra todos... Juros 6,5 no fim do ano.. Globolixo falida.. Palmeiras bi mundial... Fatos
Yuri Rosendo
Yuri Rosendo 11.04.2021 16:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O número de localidades que fracassou com Lockdown é bem maior!
Marcel Garcia
Marcel Garcia 11.04.2021 15:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Temos que esperar 2022 para poder sim voltar a voltar no Bolsonaro , estou louco p ver a cara da globo em 2022, minha bandeira é verde e amarela tal ok
Rosildo da Silva
Rosildo da Silva 11.04.2021 13:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Povo brasileiro tem de esperar 2022, infelizmente. Bolso sempre jogará contra o Brasil e a favor de uma minoria que só enxerga o próprio umbigo.
Mario malafa
Mario malafa 11.04.2021 13:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
enquanto isso , São Paulo fazendo lockdown atrás do outro e é o estado com maior número de mortes, pode por aí na conta do Doria genocida 1/4 das mortes do Brasil, comenta sobre isso analista
Lilian Rodrigues
Lilian Rodrigues 11.04.2021 13:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O estado mais populoso do Brasil e com um presidente da república fazendo o desserviço do negacionismo, nao há o que fazer. Dória nao é Deus e está brilhantemente diminuindo o estrago.
Edson Ferreira de Souza
Edson Ferreira de Souza 11.04.2021 13:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vai estudar um pouco sobre o que é lockdown em vez de falar besteiras e passar vergonha.
Marco Antonio Pastorelli
Marco Antonio Pastorelli 11.04.2021 12:08
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Analista econômico favorável ao lockdown, interessante.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail